Estádio do Mengão em Niterói… o que você acha? Confira o Resenha de hoje!

Depois de Guaratiba, Baixada Fluminense, Deodoro, Barra da Tijuca, a bola da vez é Niterói. O Flamengo junto com a prefeitura do local, estudam uma possibilidade de viabilizar um estádio na região.

E você, concorda com o local escolhido para construção da Casa do Mais Querido?

Veja a opinião de nossos comentaristas e deixe também a sua.

SRN!

Veja também

  • Esse é o melhor local disponível, perdendo apenas para o gasômetro (que já tem dono) e a Gávea (que tem a associação de moradores mais poderosa do universo)…
    Ficará ao lado das barcas, terminal regional de ônibus, da ponte, da BR-116… Tem apoio do poder público local, coisa que sabemos ser impossível no Rio!
    E ainda acho que num futuro, mesmo que distante, terá metrô ligando à estação da carioca.

    • Com o poder público de Niterói cedendo o terreno, bastaria vender o prédio no morro da viúva para dar início as obras! O estádio do Peñarol custou R$ 146 milhões de reais e cabem cerca de 40.000 pessoas. Não tem luxo e sem essa besteira de arena padrão FIFA.

  • Seria excelente! Niterói é um ótimo lugar para a construção de um bom estádio. No Rio, devido a quadrilha que administra a cidade será praticamente impossível.

  • O Flamengo é um clube nacional e filiado a uma federação do Estado do Rio de Janeiro e não a cidade do RJ. Logo, pode sim o estádio ser em outra cidade como seria o caso de Niterói.

  • A vista é maravilhosa.

    • Sem contar que o própio prefeito procurou o Mengão! Ou seja, é de interesse público do niteroiense ver “O mais querido” jogando no seu centro, apesar de que precisaria de uma boa revitalização!

  • Acho que, por vários motivos, a melhor opção era Duque de Caxias.
    O terreno fica entre a Av. Brasil, Dutra e Washington Luiz. Melhor acesso impossível.
    Temos que parar de pensar onde fica mais próximo da nossa casa e sim onde fica mais fácil e barato para a maioria.
    Queremos estádio lotado, não adianta ser no meu quintal e vazio.

    • Fica próximo de alguma estação de trem ?

    • concordo..e tem espaço pra fazer um shopping do lado…

    • Mostra aí a foto do terreno.

  • O Flamengo vai ficar com o Maracanã e poderia fazer um estádio para 25000 em qualquer lugar para jogos de menor apelo. Acho Niterói show!

    • Vc não percebeu ?
      OS TORCEDORES NAO QUEREM MAIS O MARACANÃ
      NAO SENDO NOSSO , CHEGA DE ENGANAÇÃO AMIGO

  • Essa diretoria já está na história como a melhor de todas! Se conseguir viabilizar o estádio aí vai ficar difícil para os antis!

    • Também acho possível levantar um estadio com recursos próprios sem precisar recorrer a um “sócio” o problema é viabilizar o terreno. O Penharol ta levantando seu estádio sozinho, primeiro só um anel terá cadeiras depois coloca cadeiras no segundo anel. Sem a cobertura, usando a estrategia do Penharol é possível levantar o estádio com custo baixo, o Vicente Calderon do Atletico Madrid não tem cobertura. Divide a obra em 3 estágios: estagio 1: esqueleto com cadeiras anel inferior ( Não precisa ser cadeiras retráteis com estofamento igual as das Arenas da copa) pode ser cadeiras vagabundas de plastico igual do Engenhão + Camarotes e bares. Dai ja temos um estadio semi acabado para 20 mil pessoas. Fase 2: cadeiras nos 2 aneis superiores mais o etacionamentodaí ja temos estadio para 60 mil sem cobertura e Fase 3: Cereja do Bolo a cobertura do estádio. O grande problema é viabilizar o terreno.

      • Com recursos próprios é complicado pelo fato da diretoria buscar manter a folha salarial em dia (que é alta) e abater a dívida do clube

        • Quando eu falo recursos próprios digo captar recursos de terceiros sem depender de um sócio, por exemplo, hoje rodamos o Brasil e faturamos 45 milhões com bilheteria, com um estadio próprio é possível faturar quase 3 x isso, ou seja, é factível pagar 3 milhões por mês de financiamento so com o aumento de receita.

          • 3 milhões por mês de financiamento? só pode estar de brincadeira, não vamos nos tornar um novo corinthians.
            Ou construa com recursos próprios ( financiamento bancário não é recursos próprios) ou se associa sim a uma empresa que possa explorar a marca, não vejo problema nisso.

          • O Corinthians pagava 100 milhões por ano e a partir de 2017 subiria para 120 milhões, mas estão tentando mudar o contrato e pagar 5 milhões por mês. Associar a uma empresa com certeza ela vai cobrar mais de 3 milhões por mês, não tenha dúvida, contrato igual ao do Palmeiras com a WTorre não cai do céu toda hora, o dono da WTorre é Palmeirense.

          • Acho a ideia que dei acima, de 8 empresas financiarem a arena (com a cotização dos setores), bem factível. Lembrando que ainda pode haver a contribuição de mais uma empresa que ficará com o naming rights do estádio.

            Analisem com atenção a proposta e se acharem interessante, ajudem a divulgar. Acho que pode ser um modelo muito útil para o Mengão.

            Obs.: Não quero crédito de nada, só ajudar mesmo.

          • certo! o corinthians construiu um estádio sem dinheiro, a base de empréstimo da caixa, agora está vindo a conta, deve-se mais de 1 bilhão, essa é a dívida do corinthians, que hoje só consegue pagar os juros dessa dívida, é um clube em decadência, seu ST está caindo hoje em 82 mil, aquele mesmo que já foi o 1º rancking. Eu sou a favor de pés no chão, prefiro terminar o CT, manter uma base boa de jogadores, pagar salários em dia, ter credibilidade no mercado, onde jogadores prefiram jogar no flamengo, não ser notícia de falta de pagamento de salário, dane-se estádio, quero ser campeão, isso que importa, o que vale é títulos. Se for possível Maracanã para grandes jogos e a ilha para pequenos jogos, penso ser o ideal, no momento financeiro do clube, estamos pagando a dívida, mas ainda devemos um valor alto. Se não pintar uma empresa como a WTorre, não acho ser viável pegar empréstimo com banco pra construir um estádio e pagar parcelas de 3 milhões, quase 50% da folha salarial do time.

      • Uma ideia de captação de recursos para ajudar na construção do nosso sonhado estádio de modo a ficarmos menos dependentes de financiamentos: Supondo que nossa arena ficasse orçada em uns R$300 milhões, poderíamos arrecadar mais da metade desse valor cotizando o estádio em 8 partes (1 atrás de um gol, 1 atrás do outro, 3 em uma lateral e 3 em outra) e procurando empresas interessadas em adquirir as cotas. Cada setor teria o nome da patrocinadora, além de suas cores e publicidade, inclusive nas cadeiras, por um período determinado. Bom negócio para todos. Cada cota poderia ser fixadas em R$15 milhões na lateral onde ficam as cabines de imprensa, R$25 milhões atrás dos gols e R$35 milhões na lateral oposta às cabines, mais cara pela maior exposição em jogos televisionados. Os outros R$100 milhões poderiam vir da alienação do prédio do Morro da Viúva e campanha de arrecadação com a torcida. Possibilidades não faltam e uma coisa é certa: Não precisamos ficar vinculados a terceiros para nosso projeto da arena própria se concretizar. Estádio 100% próprio e integralmente quitado!

        • Boa idéia, vejo que o levantamento dos recursos é possível e temos condições pra isso. O grande entrave é o terreno.

    • O Inter para não ficar sem estádio usou essa estratégia abaixo. Primeiro acabaram o anel inferior e ja começaram a jogar no beira Rio, depois reformaram p anel superior e a cobertura. Claro que eles fizeram tudo em 4 anos no nosso caso seria em 10 a 15 anos.

    • Concordo.

Comentários não são permitidos.