Feliz na Chape, Luiz Antônio descarta retorno ao Fla: “Não fui valorizado”

Campeão e craque da final da Copa do Brasil de 2013 pelo Flamengo, Luiz Antônio tinha tudo para começar o ano seguinte da melhor forma na equipe carioca. Mas não foi assim. Entrou na Justiça contra o clube e viu a carreira descer uma ladeira. Foi reintegrado, mas não emplacou. Acabou emprestado a Sport e Bahia, mas, mesmo com boas atuações em Salvador, não retornou ao Rubro-Negro. Agora, na Chapecoense, admitiu que a foi imaturo na época, mas cobrou também do clube rubro-negro uma valorização pelo seu futebol:

“Eu cometi um erro. Assumo. Eu tinha que me impor mais. Escutei pessoas que não me aconselharam da melhor forma, me afastei da família. Mas quem não erra? Somos humanos. Aprendi com erros”, afirmou o volante, que tem contrato com o Flamengo até o fim do ano, mas garantiu que o vínculo não será ampliado:

“O Flamengo quis renovar comigo, mas a parte financeira não foi do jeito que eu queria. Pelo campeonato que fiz no Bahia, eu poderia ter sido valorizado. Não fui, acontece. Decidi não renovar. Acabou o contrato. Eu poderia ser emprestado de novo. O Flamengo contratou outros jogadores e falou que iria dar prioridade à base. Isso me afastou. Conversei com a família. Decidi não renovar e seguir em frente. Depois, no fim do ano, vamos seguir a vida, como o Flamengo segue a vida sem mim. Eu sou novo, tenho muito ainda para jogar bola.”

Escolhido a dedo para o projeto de reestruturação da Chapecoense, Luiz Antônio conta como chegou ao time catarinense. Segundo ele, defender a equipe da Arena Condá logo após a tragédia do ano passado será uma forma de homenagear as vítimas do acidente aéreo:

“O Rui Costa (diretor executivo da Chapecoense) procurou o Flamengo e depois o meu empresário. Ele conhecia o Rodrigo Caetano. Vim de braços abertos. É uma responsabilidade boa. A esperança é de fazer um grande ano”.

Outros trechos da entrevista:

Conversa com Neto e Alan Ruschel:

Procuro não falar do acidente, até porque sou emotivo. Por isso, prefiro não lembrar e fazer com que eles tenham uma emoção. Falo mais do processo deles de volta. Estão surpreendendo muita gente. Eles querem voltar logo, ajudar. Está sendo muito importante motivar os dois para um retorno.

Ambiente no vestiário:

O pessoal falou que o vestiário no início era pesado, triste. Cheguei depois e já estava melhor. Sabemos que é uma construção importante. Não adianta ficar sempre lembrando. Vamos tentar no grupo a amizade que eles tinham.

Vagner Mancini:

É um cara jovem, mas experiente. Já foi jogador e tem uma metodologia muito moderna. Está encaixando bem com o nosso perfil. Ele fez outros trabalhos bons. Isso está facilitando.

Processo de reconstrução:

O início está sendo complicado, mas vamos consertar os erros para a Conmebol Libertadores Bridgestone. Não podemos errar lá. É muito jogador diferente. Mas a expectativa é boa.

Retorno ao Flamengo:

A única maneira de voltar é o Flamengo me contratando. Decidi não renovar. Eu poderia ser aproveitado pelo campeonato que fiz no Bahia. Eles me falaram que queriam contratar jogadores e aproveitar a base. Isso fechou as portas no Flamengo.

Dia mais feliz profissionalmente:

Além do meu primeiro gol, a final da Copa do Brasil de 2013, quando fui melhor em campo. Eu não esperava. O time tinha o Elias, Hernane, Paulinho. Vários jogadores renomados. Eu que não era experiente e ter ganho esse prêmio, não tem explicação.

Momento mais triste:

O dia mais triste no Flamengo foi quando eu não pude jogar. Eu assistir aos meus amigos e não poder jogar. Fiquei três meses sofrendo. Depois, perceber que outros fizeram sua cabeça. Olhar para os seus amigos jogando e você não. Jogar bola é o que mais amo.

Pessoalmente, meu avô não ter visto um jogo meu como profissional, também foi um momento muito triste. Meu primeiro gol foi contra o Real Potosí. Ali passou um filme na minha cabeça, de todas as dificuldades de quando era pequeno, nos ônibus, de não ter condição. Meus pais e meus avós me ajudaram bastante para me colocar ali. Passou um filme na cabeça.

Fonte: Fox Sports

Veja também

  • Você é o passado do Flamengo. Jogador enganador como Adryan, Mattheus, Thomas, Rafinha, Diego Maurício, Frauches, César e Rafael Galhador.

    Que vá e que não apareça nem mais aqui na Coluna.

  • só fez merdas e agora quer se fazer de vítima.

  • Até Márcio Araújo foi mais útil que ele.Tem uma coisa que dinheiro não compra,que é caráter. Ainda queria $$ valorização pra renovar?

  • Papo furado, mas vindo de quem quis dar uma de esperto e se ferrou não me surpreende. Foi burro e jogou fora uma carreira dentro de um Gigante. Duvido que o Fla tenha proposto renovação… O fato é que hoje meu caro, não tem mais espaço para você no Flamengo. Simples. Na Chape tomara que dê certo para o time Catarinense se reerguer. Siga teu caminho, mas não se esqueça de quem te deu muitas chances e a hora de vestir o manto sagrado. Sem mais.

  • Nem li a matéria. Entrei só para dizer, adeus desgraça.

  • Pensei em escrever muitas coisas. Mas o Luiz antônio não merece muita atenção da minha parte.

    SRN

  • Uma pena, pois de fato, era um jogador muito promissor. No entanto, discordo quanto ao fato de não ter sido valorizado, pois teve chances de se firmar como titular, mas em campo se “desligava” da partida e não tinha um bom poder de marcação. Enfim: com o elenco atual, não haveria mais espaço para ele. Especialmente agora em que ele se acha “valorizado”… &;-D

  • Processou o Flamengo, quebrou a cara. Ele que desvalorizou o clube. Ganhou um bilhete premiado que é defender o maior clube do mundo, e jogou isso fora.
    Que seja feliz.

    • Falou tudo, SRN

  • Jogador lixo e safado al em alem ser perna de pau e criminoso o melhor que fizemos foi descartar, aliás o flamengo que não quiz renovar contar com ele já ele foi na fox e no SporTV falar que queria ficar no flamengo depois vem com essa!

  • Uma pergunta:Vc valorizou o Flamengo?

  • Jogador cria da base, fazendo uma bela temporada, joga a carreira fora por forçar a saída e ficar com a grana do passe do clube que o criou e deu visibilidade ? é esse né? e não foi valorizado ? primeiro vira homem, tenha princípios éticos e morais, aprenda o que é ter boa índole, lave a boca com soda pra falar do mais querido!

    Por tudo que você fez, pergunto, quem é Luiz Antônio no jogo do bixo ?

  • nao fez por merecer, e ainda processou o Fla.

  • Saiu pela porta dos fundos, como fez por merecer.

  • Que Alívio quando vi o post pensei que ia voltar !!!!!!

  • Descarta mesmo parceiro!

  • Uma mucura a menos

    • por mim também não precisa voltar!
      tchau e bença!
      SRN

    • É do maranhão é ?

      • Nao

        • Do Acre

  • Qualidade ele tem, poderia sim ser útil ao Fla, sabe fazer bem um meia pela direita e finaliza muito bem de fora da área, só que o que ele fez desgastou demais para que pudesse permanecer, qualquer situação ruim do time com certeza ele seria o alvo, então será melhor pra ele e para o Flamengo, aprenda com seus erros realmente, pois o clube te deu vitrine e tinha tudo para dar continuidade e com certeza ir para a Europa onde times de Portugal já o sondavam. Vida que segue, boa sorte, mas foi infeliz novamente ao criticar o Flamengo, se apenas pedisse perdão pelo seu erro e falasse que aprendeu com certeza deixaria as portas abertas para um futuro retorno, o Flamengo não dependi de você, muito pelo contrário…

    • Concordo.

    • Discordo, se tivesse tanta qualidade Bahia ou sport teriam negociado para ficar com o jogador, jogador mediano para talvez compor elenco e olhe la.

    • A melhor fase dele, em que ele poderia ter ido além dos padrões de jogadores comuns, foi quando ele teve a primeira lesão séria no ombro causada pelo farsante Neymídia. Tem que cobrar desse palhaço de circo pela má intenção ao não saber perder, apagando pra sempre o brilho de uma promissora carreira.

  • 171 envolvido com milicia, não é, safado.

  • Que alivio. Vaza processinho

  • Que seja feliz longe do meu time!

  • va ser feliz na chapecoense e nao precisa voltar… igual a ele temos varios!!

Comentários não são permitidos.