TCE investiga superfaturamento na reforma do Maracanã

O TCE-RJ abriu inquérito sobre a reforma do Maracanã para a Copa do Mundo, em 2014. Segundo o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, a reforma foi encarecida em cerca de 23 milhões de reais.

O Tribunal de Contas fez um relatório das irregularidades e superfaturamentos no estádio. Confira a lista:

– A reforma demorou mais tempo para ser concluída em 2014 do que a reforma para a Copa do Mundo de 1950.

– Para a última reforma, em 2014, foi feita uma reconstrução que consumiu mais tempo e, consequentemente, mais dinheiro que o previsto.

– O custa da obra quase duplicou: de R$ 705 milhões foi para R$ 1,2 bilhão.

Fantástico, programa exibido todos os domingos na Rede Globo teve acesso aos documentos que comprovavam o superfaturamento. As irregularidades começaram no projeto-base, que era impreciso e acarretou em diversas modificações, chamadas de “jogo de planilha”. Foram no total 16 termos aditivos.

Além das irregularidades no projeto, também colocaram no documento manipulações com gastos. Dois dos mais importantes foram a modificação do jato de água, que passou do jato mais potente, custeado por 30,64 por metro quadrado à outro de menor pressão, custeado por 37,58 por metro quadrado e também o superfaturamento na argamassa utilizada no reconstrução. O valor era três vezes maior do que o preço de mercado, além da quantidade excessiva.

Houve super faturação nos guindastes, que acabaram custando mais de R$ 2,8 milhões, na cobertura, que por erro de projeto teve que ser refeita. Essa cobertura custou R$ 274 milhões, 5x mais que a cobertura feita pro estádio da Cidade do Cabo, na África, em 2010.

O MP-RJ entrou com ação civil pública pra responsabilizar as empresas do consórcio e mais 9 pessoas ligadas ao governo na época por improbidade administrativa e pede bloqueio dos bens de todos os envolvidos na última sexta-feira (11). Neste documento, fica destacado  irregularidades no processo de licitação pra reforma do Maraca, a suspeita de favorecimento à Odebrecht e ao ex-Governador do RJ Sérgio Cabral.

Hudson Braga, ex-secretário de obras do governo do estado, já está preso, e  Icaro Mloreno, um dos autores do projeto básico do estado teve seus bens bloqueados.

A Andrade Gutierrez e a Delta não se pronunciaram sobre as denúncias e a Odebrecht afirmou que está colaborando com as investigações. O advogado de Hudson braga não quis responder ao programa Fantástico. A EMOP já respondeu o tribunal de contas do estado e que aguarda definição do TCE.

Veja também

  • TCE? Aquele mesmo em que o presidente Jonas Lopes, foi conduzido coercitivamente para a sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro para prestar depoimento pois foi citado em delações de executivos das construtoras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia pois segundo as delações, conselheiros exigiriam propina para aprovar as contas que têm obrigação de fiscalizar. Então Tá “Serto”, agora vai!

    SRN #EaCopaValeuAPenaOtário?

  • Apenas 23 milhões? Só???
    Além disso, em 1950 não houve uma reforma, mas sim a construção do Estádio.

    Num país sério não se cantaria a pedra em 2007 e ocorreria tudo e mais um pouco daquilo que se esperava.

    • De acordo com o TCE, o superfaturamento foi de 211 milhões.

  • Ou seja, se confirmou o que todos ja sabiam, roubo em obras superfaturadas pela dupla Politicos+Emprenteiras, mas Isso nao influencia na questao atual do estadio. O que influencia foi q tmb houve armacao suja na concessao do estadio e isso mudara tudo, e nos interessa muito, pois vai ocorrer o que o Flamengo queria desde o inicio : Uma nova licitacao, saindo do zero, e nao essa negociacao atual onde a Oderbretch corrupta quer 60 milhoes no bolso p repassar o estadio… Bem, tem muita agua ainda p passar por debaixo dessa ponte… enquanto isso negociamos jogo a jogo os que forem interessantes serem no Maracana, e o restante vai ser no caldeirao da llha do Governador, simples assim e sem afobacao ! O resto eh mimimi de torcedor modinha de sofa… SRN

  • Tá, houve corrupção no Maracanã. E daí?
    O governador tá pouco se lixando pro que o TCE investiga ou informa. O Pezāo vai lá e fecha o estádio. Pronto.

    Fica toda a torcida com a fronte de glúteos MERECIDAMENTE. Não foi nele que votaram? Pois é.
    Acharam que o vice de um pilantra seria melhor pro Estado do RJ e que não ia fazer o mesmo…

    E a propósito: cadê a licitação que ia sair ainda no fim de 2016 após o campeonato brasileiro, hein?

    SRN

Comentários não são permitidos.