A história de cada torcedor rubro-negro em livro

Para cada torcedor do Flamengo, um livro em que ele próprio é personagem da história do clube. É a proposta de “Torcer pelo Flamengo”, lançado na noite desta sexta-feira, na Gávea. Com a presença de Zico e de ex-jogadores que hoje compõem a equipe de masters do clube, a obra, resultado da parceria entre a editora Publit, as empresas Grupo Mesa, Outra Coisa e O GLOBO, foi apresentada.

Através de fotos e textos, “Torcer pelo Flamengo” tenta abordar diversos aspectos da experiência do torcedor rubro-negro. Fala da fundação do clube, do crescimento da torcida e de sua influência nas conquistas do Flamengo, da evolução dos uniformes e do surgimento dos ídolos. Mas a grande atração são duas páginas que podem ser personalizadas, dando ao torcedor a oportunidade de contar sua própria história.

Para fazê-lo, basta acessar o site torcidafla.com.br, carregar sua própria foto e um texto que conte uma vivência de sua relação com o clube. Por R$ 139, o torcedor recebe seu exemplar personalizado do livro.

– É importante dar voz a quem construiu a história do Flamengo: o torcedor. Ele é parte desta história – disse Zico, autor do prefácio do livro, um texto em que conta o significado do Flamengo na sua família e em sua infância. – Dizem meus pais que, antes de pai e mãe, a primeira palavra que eu falei foi Dida, por causa do tricampeonato de 1955, em que Dida fez os quatro gols da goleada por 4 a 1, na final contra o América. Meu pai foi um grande rubro-negro, nos ensinou a amar o Flamengo. É gratificante fazer parte de um livro que exalta os rubro-negros de todos os credos e de todas as raças.

Reprodução: O Globo

Veja também