Dirigentes do Flamengo e da Universidad Católica trocam camisas antes de jogo pela Libertadores

O clima entre Flamengo e Universidad Católica é bastante amistoso antes do duelo entre os clubes, na noite desta quarta-feira, pela Copa Libertadores. Os dirigentes dos dois times se encontraram em um jantar no Rio de Janeiro e trocaram camisas antes da partida, marcada para as 21h45 (de Brasília), no Maracanã. O estádio estará lotado, já que a torcida rubro-negra esgotou os 51 mil ingressos disponíveis. São esperados mais de 60 mil torcedores no confronto.

O Flamengo joga pela vitória e já pensa na matemática. Com seis pontos e na segunda colocação do Grupo 4, o Rubro-negro precisa vencer e torcer por um tropeço do San Lorenzo diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada.

Para a partida desta quarta-feira, o Flamengo não contará com os meio-campistas Diego e Rômulo, machucados. Na vaga de Rômulo, o técnico Zé Ricardo deve optar pelo argentino Mancuello. Gabriel joga na vaga de Diego. O atacante Paolo Guerrero, que chegou a assustar a torcida do Flamengo ao sair mancando do jogo contra o Flu, não será problema.

Fonte: Extra

Veja também

  • Isso não tem nada haver com Libertadores.
    Cadê o empurra-empurra na hora de pagar, ninguém fingiu ir no banheiro e sumiu depois, não teve sequer um xingamento…

  • lembram do jogo decisivo contra o Leon/Mex? e do A.Do México?e de entre outros jogos decisivos da liberta? Vamos fazer a nossa parte como torcida, mas os jogadores também tem que fazer a deles. TMJ CRF sempre!!

  • Não queremos ver outro “Maracanazo” hoje rapaziada. Vamos levar o jogo a sério e empurrar a bola para dentro nem que seja de bico.

  • Os caras são nossos rivais!! quando essa diretoria tenta ser amistosa só levamos na cara, ano passado quando fomos mandantes fomos “generosos” e fizemos torcida mista com o palmeiras e todo mundo sabe o que aconteceu, no jogo de volta não tivemos nem torcida visitantes.

    • O Bandeira é uma mãe mesmo. Kkk

    • Quantos gols os dirigentes adversários podem fazer?
      Durante o jogo a atitude do Flamengo não faz qualquer diferença.
      A atitude é educada, política e inteligente.
      Fora de campo o adversário de hoje pode ser um aliado na luta por melhores condições junto a CONMEBOL.

      • Então o certo é fazer seu rival se sentir em casa.

        • Nunca se sentirão, pois quando entra em campo é uma torcida gigante e o campo que sempre jogamos, e como Léo Faria Disse, dirigente não entra em campo.

          • Ainda sim, eu acho que o certo é fazer o seu rival se sentir em um ambiente hostil, como é jogar contra o atletico paranaense em Curitiba e contra paulistas em SP nesses lugares ninguém é amigável com ninguém todos são rivais dentro e fora de campo, por isso é tão difícil ganhar deles lá.

          • Contra o Atlético Paranaense, se eu não me engano, fomos bem recebidos, inclusive falaram sobre cirino e léo, você tá falando asneira.

          • Bem recebidos ? Mais e os caras que tentaram atacar o ônibus do Flamengo em Curitiba ?

          • Isso é TORCIDA, amigo. Os dirigentes nos receberam bem. Se você não quer receber bem o time, vai lá tacar pedra no ônibus deles…

          • kkkkkkkkkkkk acho que só fico chateado com esse clima amistoso porque fiquei “traumatizado” com os acontecimentos do brasileiro ano passado.

          • Mas aí é por sua conta… Nada a ver com o clube ou dirigentes.

          • Sim, mas não fomos totalmente bem recebidos.

          • Futebol é no campo, meu amigo…

          • Mais o ambiente também influenciá, o grande exemplo é o atletico paranaense, ou vc acha que a arena da baixada (aquele caldeirão) não influenciá no jogo ?

          • foi o que eu disse, aí é papel da torcida…

      • e fora a facilitar futuras transferências e empréstimos.

      • Lembrando que os jogadores da Católica treinaram na Gávea, ou seja eles também estão se sentindo em casa.

        • Só falta a Católica entregar a paçoca igual as flores no último domingo que eu acredito que tratamento VIP para adversários dá certo kkkk

      • Concordo, não tem nada a ver jantar com os dirigentes dos caras. Isso é apenas uma boa recepção e divulgação da marca flamengo, almoço é almoço, janta é janta e jogo é jogo. Daqui a pouco vamos para cima deles. Srn aos verdadeiros.

    • Que eu saiba Caetano e Bandeira jantaram com os dirigentes do San Lorenzo… Vlw flw!

Comentários não são permitidos.