GE: “Sentimento duplo e futuro promissor: o saldo do vice da Copa do Brasil sub-20”

As lágrimas do goleiro Gabriel Batista contrastaram com os gritos de incentivo do torcedor presente na Ilha do Urubu. O abatimento de Gilmar Popoca deu lugar a um professor orgulhoso na saída de campo. Mesmo derrotado pelo Atlético-MG nos pênaltis após um 0 a 0 no tempo regulamentar e com o amargo gosto de um vice-campeonato da Copa do Brasil sub-20, o Flamengo ganhou motivos para acreditar numa sequência de trabalho com objetivo de gerar frutos ao time profissional.

Popoca não escondeu a tristeza após a última das três defesas de Cleiton nas penalidades. Porém, valorizou o trabalho com o sub-20 na competição. O segundo lugar veio de forma invicta – cinco vitórias e quatro empates -, o que tornou o discurso positivo.

– A gente tem os dois sentimentos (frustração e alegria). É um trabalho muito legal que está sendo feito há muito tempo, a resposta tem sido boa. Estamos formando esses meninos para num futuro vestirem a camisa do Flamengo em alto nível no profissional. Mas é lógico que estamos tristes, até mesmo um pouco decepcionados, por terminar uma competição de forma invicta e perder nos pênaltis. Fizemos um grande jogo, assim como em Minas, tivemos do outro lado um adversário fortíssimo e merecedor. Serviu de aprendizado para todos esses garotos.

O som dos quase sete mil torcedores na Ilha do Urubu, nova casa rubro-negra, foi destacado por Gilmar Popoca. E a pergunta das arquibancadas direcionada ao treinador parecia ensaiada: quais jogadores estão preparados para o desafio entre os profissionais?

– Nós temos grandes jogadores, meninos de muito talento. É um trabalho progressivo. Mas é lógico, o Jean (Lucas) é um jogador talentosíssimo, Hugo, que ficou fora, Theo, que jogou como volante. O próprio Gabriel (Batista) que demonstra uma maturidade muito grande como goleiro, tanto que já é o quarto jogador entre os profissionais, já treinando com eles. São muitos jogadores interessantes, temos que ter a paciência, o clube principal está recheado de jogadores. Tenho certeza que saberão usá-los na hora certa.

Destaques da Copa do Brasil sub-20:

Jean Lucas

Volante de 18 anos – completa 19 na quinta-feira -, é o organizador de um meio-campo carente de criação. Com papel defensivo definido, Jean Lucas participa da armação de jogadas e tem, como característica, a chegada à área. Chama atenção pelo estilo mais clássico (até mesmo pela camisa para dentro do calção), sempre de cabeça em pé e com qualidade no passe.

Gabriel Batista

O goleiro vem evoluindo na base do Flamengo. Fez boa Copa do Brasil sub-20, foi decisivo nas finais e ainda pegou um pênalti na disputa que deu o título ao Atlético-MG. Pode ter sido o último jogo pela categoria. Aos 19 anos, já está treinando entre os profissionais do Flamengo. É o quarto goleiro de Zé Ricardo.

Kléber

Xodó da torcida que acompanha os jogos da base, Klebinho, como é carinhosamente chamado, é o lateral-direito que gosta de apoiar. Com velocidade, o jogador de 18 anos tem o jogo físico como característica e apresenta qualidade na bola parada. Na final, anulou o forte lado esquerdo do Galo.

Fonte: Globo Esporte

Veja também

  • A falta do Vinícius Júnior nos fez ser perder o título do sub-20. Esse negócio planejamento para título vem sendo um grande entrave desse departamento de futebol. Título virou coisa desconhecida, o importante são as finanças.

  • Mas primeiro tem que diminuir a ação de empresários empurrando pereba pro elenco.

    Aí sim eu acredito que os garotos terão mais ânimo sabendo que irão ter chances reais de jogarem no time profissional.

  • Oq adianta ter uma base top se n usa e no fim dispensa. Ai saem e vão brilhar em outros clubes

  • 2018:
    Thiago, P. Vitor e Gabriel
    Rodinei, T. Ennes, Kleber
    Rever, Donatti, Rhodolfo, L. Duarte e Dener
    Trauco, Renê e Michael
    Cuellar, Rômulo, Ronaldo, Arão e Jean Lucas
    Diego, E. Ribeiro, L. Paqueta, M. Savio, Adryan, Patrick
    V. Junior, F. Vizeu, Lincoln, Everton, Geuvanio e T. Santos

    • Isso nunca vai acontecer pq a torcida quer craques. A própria torcida desvaloriza a prata da casa , já se foram F. Gabriel , L. Antônio , Negueba , Muralha , Matheus , Rafinha , Rodolfo , I. Sartori , Fraunches entre outros.
      Quando coloca da base e não dá certo ficam cobrando contratações de jogadores experientes.

  • Contratar apostas não dá mais, o Flamengo já tem nível de fazer suas apostas na base.

  • Acho muito triste jogadores medíocres no profissional tomarem o lugar de nossas revelações na base.

    A prioridade de um clube como o Flamengo deveria ser ter um time todo formado na base, com reforços pontuais em posições importantes. Assim ganhamos todos os nossos títulos mais importantes, com exceção de 2009.

    Enquanto o discurso na Gávea de valorizar a base não for colocada em prática vamos ver muitos destes atletas que nos custaram a formação saírem de graça e brilharem em outros lugares, enquanto a gente fica com os vaz, gabriéis, damiões e caramujos de sempre.

  • Poxa o Jean Lucas foi bem no Carioca do ano pasado que o Flamengo ganhou, foi bem na Copinha desse ano, e artebentou nessa Copa do Brasil sub-20, acho que já merece subir para os profissionais, se tiver oportunidades, vira titular até o meio do ano que vem, o cara é um meia completo.

    • O Kleber ano que vem também deveria ser incorporado ao profissional.

  • Podem surgir craques nessa geração!

  • PARA MIM O FLAMENGO DEVERIA PARA DE CONTRATAR MEDALHOES E FOCAR NA BASE CRAK O FLAMENGO FAZ EM CASA TEMOS UM TIME BOM COM THIAGO LEO DUARTE KLEBER RONALDO PAQUETA MATEUS SAVIO ADRIAN VINICIUS JUNIOR JEAN LUCAS HUGO LINCON ENTRE OUTROS ENCOSTADOS QUE JA CONHECEM E VESTEM A CAMISA DO FLAMENGO DESDE DE PEQUENOS TEMOS QUE INVESTIR NELES.

    O GRANDE PROBLEMA QUE NOSSA TORCIDA NÃO TEM PACIENCIA PARA MONTAR UM TIME DE JOVENS QUER RESULTADO LOGO SE NAO VIER QUEIMA O JOGADOR

Comentários não são permitidos.