Polícia em alerta para união de facções em clássico com São Paulo na nova casa do Flamengo

As polícias do Rio e São Paulo monitoram as torcidas Jovem Fla e Independente para o jogo do próximo domingo, entre Flamengo e São Paulo, na Ilha do Urubu. Proibida de frequentar estádios por três anos, a pedido do Ministério Público, a organizada do Flamengo tem a facção paulista como uma aliada e as autoridades suspeitam que as duas se unam para promover ataques no entorno do estádio recém inaugurado.

As ações seriam retaliação à decisão do MP, que provocou o cancelamento do plano de Sócio Torcedor Corporativo por parte do Flamengo. Integrantes da Jovem, assim como outras organizadas, faziam parte do programa, mas tiveram seus cadastros excluídos após a medida judicial, determinada em abril deste ano.

Além de não poderem ir aos estádios, a organizada também não pode se organizar para qualquer ato, incluindo protestos como fez no Ninho do Urubu, no início do mês. De acordo com as autoridades, no jogo de inauguração da Ilha do Urubu, contra a Ponte Preta, a torcida promoveu “bondes” nos acessos dos setores norte e leste, provocando tumulto e até furtos.

Resultado de imagem para jovem fla

Já no segundo jogo, contra a Chapecoense, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (GEPE) conseguiu deter 34 integrantes da facção que tentavam entrar no estádio, mesmo estando sem ingressos e proibidos de frequentar o local. Eles foram autuados pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim), por desobediência. Outros 12 torcedores foram detidos na mesma ocasião, mas que não faziam parte da lista de proibidos.

Histórico de mortes

Resultado de imagem para jovem fla preso

Dividia em pelotões, a Jovem tem na Ilha do Governador, bairro onde fica o estádio, um dos seus maiores grupos, o 11º pelotão. Entre os crimes relacionados à torcida, pelo menos dois provocaram a morte de torcedores rivais nos últimos anos. Do vascaíno Diego Martins Leal, em 2012, e do botafoguense Diego Silva dos Santos, em fevereiro deste ano, no entorno do estádio Nilton Santos, na zona norte do Rio.

O presidente da Jovem Fla, Wallace Costa Mota, é considerado foragido pela Justiça do Rio.

Nos links abaixo, você pode acessar matérias publicadas sobre a morte de Diego Martins Leal e Diego Silva Santos. No inquérito que investigou a morte de Leal, em 2012, a polícia flagrou em escutas telefônicas os então dirigentes do Flamengo fornecendo dinheiro e apoio jurídico aos envolvidos no assassinato.

Fonte: Espn

Veja também

  • Não é um problema de torcida do Flamengo, São Paulo , Internacional etc… é um problema de ser humano, de pessoa. Não é a torcida em si. Fiquei muito no Maraca na Torcida Jovem Fla , e fizemos grande festas, sou da Ilha. Mas infelizmente alguns perderam o fio da meada , logo , as tragédias aparecem. Uma pena…

    Só queremos curtir o nosso futebol em paz!
    Viva a paz nos estádios!

  • O estado do RJ é o unico em que essas banições funcionam razoavelmente…..esses animais nunca mais deveriam pisar num estádio…usam a bandeira do clube para cometer crimes e selvageria até contra torcedores do proprio clube….

  • Infelizmente o que separa os homens dos animais é a racionalidade. Agora quando junta a irracionalidade desses animais com a maldade, crescem esses seres desprezíveis pra sociedade.

  • Não são torcedores, sao criminosos

    • O que tem a ver uma coisa com a outra? O cara deixa de ser torcedor por ser bandido e vice-versa? Sinceramente, não consigo entender esse clichê ridículo que adoram repetir. Uma coisa não anula a outra.

      • O que ele quer dizer é que esse pessoal não vai para o jogo com a intenção de torcer, vão para promover baderna, brigas, furtos, etc.

      • Um cara que vai pra brigar, furtar e assasinar pessoas não e torcedor do flamengo é criminoso, não foi pra apoiar o time, o que ele deveria fazer.

  • Bandidos.

  • Olha que legal, parte da torcida do Fla é proibida de entrar nos estádios e como retaliação ela vai pra porta deste fazer arrastões. Issso é o que, terrorismo?

  • Que ? de flamenguistas sao esses querendo prejudicar o próprio Flamengo?
    Tomara que a polícia prenda todos que tentem fazer baderna.
    SRN

    • Não são Flamenguistas! São marginais travestidos de torcedor.
      Faltam leis que mais severas …. esses caras deveriam estar presos!

      • Muita gente de muito mais periculosidade e que causa muito mais danos à sociedade deveria estar presa e não está, principalmente das elites e altas classes sociais no Brasil. Empresários, banqueiros, narcotraficantes… É um problema nacional.Não é exclusivo do futebol.

  • Se fizerem merda aos vizinhos, by by qualquer chance de sair um estádio na Gávea.

Comentários não são permitidos.