Uol: “Promessa de R$ 164 mi mostra lado decisivo e ganha até máscara no Fla”

Vendido por R$ 164 milhões ao Real Madrid, Vinicius Júnior ainda não balançou as redes com a camisa do Flamengo. O jejum em sete jogos, no entanto, não incomoda time, comissão técnica, diretoria ou torcida. Na última quarta-feira (14), mesmo sem balançar as redes, o jovem de apenas 16 anos mostrou seu lado decisivo e foi peça importante na vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta, no estádio Ilha do Urubu.

Se antes, na série sem vitórias que já durava quatro jogos, a joia já se destacava, no duelo de quarta o protagonismo foi ainda maior. Sempre pelos lados do campo, o camisa 20 participou das principais ações ofensivas da equipe.

No primeiro tempo, teve paciência e habilidade para furar a retranca da Ponte. Sempre tabelando com Leandro Damião, criou três boas chances no ataque.

Na segunda metade do jogo, afastando qualquer ameaça, cruzou com perfeição para Damião fazer o segundo gol da vitória. Aos 28 minutos, deixou o campo e foi muito festejado pela torcida.

A empolgação nas arquibancadas era tão grande que muitos rubro-negros compraram uma máscara do jovem de 16 anos nos arredores da Ilha do Urubu. Era marcante a presença de torcedores com o acessório nas arquibancadas.

“É bom ver o Vinicius jogando assim. Procuramos dar um tratamento normal até para que não prejudique, mas é claro que se trata de um grande talento. Ele vinha subindo de produção e cresceu ainda mais nesses dois jogos que começou como titular. Bom ver ele decidindo e nos ajudando. Espero que mantenha isso na sequência do campeonato”, avaliou o capitão Réver.

O técnico Zé Ricardo também elogiou o jovem, mas ainda citou pontos que o garoto pode evoluir para se tornar ainda mais decisivo na equipe.

“Está sendo um bom início dele, mas estamos conversando para ele selecionar melhor os ataques, principalmente os que podem dar contra-ataques aos adversários. Mas a melhora dele é clara”, disse o professor.

Em alta com grupo, comissão técnica e torcida, Vinicius Jr. deverá ser titular novamente no próximo domingo (18), quando o Flamengo encara o Fluminense no clássico das 16h, no Maracanã, pela sequência do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Uol

Veja também

  • Melhor jogo dele, mas queria ver o V.Jr20 indo pra cima por dentro e não cruzando bola, sem ter alguém pra finalizar, precisamos de um técnico de verdade, esse negocio de ponta vai no fundo e cruza é uma doença que o Flamengo atual carrega, e que fizeram jogadores com essas características permanecerem no elenco e até mesmo serem contratado, Gabriel, Everton, jogadores corredores que permanecem no clube por possuir essa doença de correr até a linha de fundo e cruzar, aí contratam o Berrio, jogador não talentoso, mas que corre muito, o Cirino… .emprestado, precisamos acabar com isso, pois pra mim é um desperdício ver VInicius Jr correndo e cruzando essa bola, sera que o mesmo ocorrerá com Geuvanio Everton Ribeiro, puxa vida, temos jogadores talentosos, jogando num esquema que funciona com jogadores mediocres…queremos futebol….

  • Para mim o melhor do jogo. Claro que ainda oscila, mas é muito novo e só vai evoluir por ser diferenciado. Tem personalidade e talento, a combinação dos grandes…joga muito.

  • Tão bom quando um time que usa um esquema com pontas resolve usar ponta no lugar de um auxiliar de lateral, um jogador que sabe driblar, não cruza a bola esmo para dentro da área, além de fazer isso com as duas pernas.

  • Joga fácil, mas é nítido que em alguns lances, a ansiedade para fazer a jogada o atrapalha, ele pensa muito rápido, e por conta da ansiedade até esquece a bola, ou se embola com ela algumas vezes, em poucos jogos ele pegará o tempo certinho, a ansiedade vai embora, e ai meu amigo, os adversários vão pirar… o moleque é bola !!

  • Só lembrando: VJ SERÁ MAIOR QUE PELÉ

    O VJ dar corta-luz é pra ele como se fosse um simples passe de 2 metros: é normal. Um deles foi no meio-campo que o jogador da ponte está até agora tentando achar o caminho. E que calma…é extremamente rápido, mas tem uma calma para fazer o toque na hora exata, quando não pdoe ser de primeira, como na assistência dele de ontem…controle total, cabeça levantada, e no momento exato, lança a bola.

    E os companheiros tem que começar a ficar atento, como Damião se ligou no lance do gol. Porque VJ não manda a bola no pé, ele calcula aonde o jogador pode chegar. Damião perdeu duas dele antes, daí depois entendeu como VJ joga e se antecipou, o quê resultou no gol totalmente sem defesa por parte da zaga. VJ já está treinando os companheiros a jogarem como ele quer. Logo logo a maioria ali no ataque já vai ter pegado o tempo de bola do craque.

  • Vinicius Jr Joga muita bola e um jogador diferenciado realmente. Mas ontem ele Matou várias jogadas de ataque que poderia ser melhor aproveitadas talvez falta experiência mas alguém tem que dar um toque no Garoto para ele fazer a melhor escolha quando tiver no ataque se não vai estourar tudo lá atrás!!!

    • Dá 10 jogos pra ele pegar o posicionamento do profissional…

  • Esse garoto não é comum. Não mesmo…

Comentários não são permitidos.