Em papo com a Fla TV, Marcelo D2 elege a final do Brasileiro de 80 como seu jogo inesquecível

A Fla Tv, o canal oficial do Flamengo no Youtube, criou mais um quadro e levou Marcelo D2 para falar da sua paixão pelo clube. O quadro intitulado de “Resenha Carabao”, levou o cantor e compositor até a Ilha do Urubu.

Ao ser perguntado sobre o seu jogo inesquecível, Marcelo D2 elegeu a final do Brasileiro de 1980 contra o Atlético-MG. No jogo, o Flamengo venceu por 3×2 com dois gols de Nunes e um de Zico. Foi a primeira conquista do campeonato nacional e que deu vaga para a disputa da Libertadores de 1981 que foi vencida pelo Fla.

O meu jogo inesquecível foi Flamengo x Atlético-MG, final do Brasileiro que o Nunes fez o terceiro gol, nosso primeiro brasileiro, eu estava no Maracanã, o Maracanã diferente. Aquele jogo foi incrível. Reinaldo que era um dos maiores atacantes que vi jogar. Aquele jogo foi incrível! É o meu jogo inesquecível.

O cantor ainda falou o que o Flamengo significa na sua vida. Com os olhos brilhando, D2 diz que se pudesse resumir o Flamengo em uma palavra, seria “paixão“.

Veja na íntegra:

Veja também

  • Meus jogos inesquecíveis foram 2. Uma derrota nos pênaltis (pelo incrível que pareça) e uma vitória.

    Os derrotados foram as 2 finais da Supercopa dos campeões da Libertadores de 1993, com 2 jogos terminados em 2×2.
    Caaaara, que time raçudo o Fla tinha! Foi como perder a copa do mundo de 1982: Se o Fla não conquistou e perdeu nos pênaltis pro são paulo – culpa do campeonato, pois o Fla bateu de frente com o time que meses depois seria campeão do mundo no Japão, contra o Milan. O melhor SPFC de todos os tempos (Miller, Leonardo, Juninho Paulista, Cafú, Palhinha…) E nós, com o time de operários, liderados pelo bravo Marquinhos, que brilhou intensamente nos 2 jogos.

    Já os vitoriosos de 1999, da Copa Mercosul, em que o Flamengo, com um time de garotos venceu o atual campeão da Libertadores, o melhor palmeiras dos últimos 25 anos. Que jogos: 4×3 no RJ e 3×3 em SP. 13 gols em 2 jogos não é pra qualquer um.
    Foi lá, em 1999 que um certo Adriano de 18 anos começou a se destacar, anos mais tarde se tornando o Imperador.

    O Fla já me fez sorrir (BR 2009), já me fez chorar (2004 – Copa do Brasil, Santo André). Mas nunca me fez desistir. O Flamengo é o meu time.

    SRN

Comentários não são permitidos.