Gilmar Ferreira: “O lógico…”

Passadas as primeiras 24 horas da final em Belo Horizonte, fica mais fácil entender porque o Flamengo não levou o troféu da Copa do Brasil, conquista festejada pelo Cruzeiro, num Mineirão apinhado de gente.

E, ainda que contrarie a muita gente, lembro que, pragmaticamente, o resultado final foi de certa forma lógico e esperado…

SIMPLESMENTE porque a construção de times vitoriosos se faz com bons jogadores, estratégias eficientes e tempo.

Receita que o clube tenta seguir na medida em que se profissionaliza e foge dos arroubos da paixão.

Flamengo tem um bom elenco, investe milhões em capacitação e qualificação do elenco, mas ainda não tem um time.

PELO MENOS, um que esteja pronto, taticamente afiado, mentalmente preparado para assumir os desafios e atender às expectativas da torcida.

É claro que se avaliássemos a final sob a ótica do campeão, também veríamos “senões” importantes.

Mas o time de Mano Menezes tem estágio mais adiantado do que de Rueda. E isso diz muito.

CERTA VEZ, perguntei a Carlinhos, o violino, técnico campeão em 87, porque ele reagia a tudo com tanta simplicidade em meio a decisões tão complexas.

E ele, com tranquilidade, cigarrinho entre os dedos, meio às escondidas, não pestanejou para responder:

“Porque futebol é simples. Vocês e os torcedores é que complicam” resumiu, pondo-se a rir.

CARLINHOS, que levou também o Brasileiro de 1992, acreditava na boa preparação, na repetição e na valorização do talento.

O tempo era um adversário a ser batido e por isso gostava de aproveitar os jovens da base, que já traziam certo entrosamento.

Reforços eram os que completavam a estrutura tática. Chegou a deixar Sócrates na reserva, mas não abriu mão dos então questionáveis Aílton e Zinho.

O FLAMENGO entrou no torneio à partir das oitavas, e não fez um só jogo de campeão _ tanto que trocou de técnico no decorrer.

Ao contrário do Cruzeiro, moldado para vencê-la desde o início.

Mas rejeito a tentação de se atribuir o amargo “tetravice” da Copa do Brasil a trabalho mal feito.

Porque se o título viesse nos pênaltis, raros ousariam critica-lo.

Por ora, há muito a ser aperfeiçoado até o duelo com o Fluminense pela Sul-Americana.

Mas pouco a ser desprezado…

Fonte: Gilmar Ferreira/Extra

Veja também

  • Entendo que o time no início do ano passado era horrivel e todos temíamos pelo rebaixamento; foi então melhorando e já se falava em classificação para Libertadores, enquanto a torcida já foi repetindo o tal cheirinho, mas a verdade é que o time só melhorou em parte do segundo semestre; este ano achávamos que haveria um salto de qualidade desde o início, mas vimos um retrocesso inicial e que, apesar do Carioca, nos tirou da Libertadores precocemente;
    Novamente, em razão da política de economia de contratações na janela do meio de ano, o time novamente está melhorando, mas a Copa do Brasil é jogada com o elenco do primeiro semestre, que retrocedeu (Muralha horrível e DR voltou mal depois da lesão, já há meses na Libertadores); ocorreu a troca de técnico e então a coisa parece melhorar, mas devagar, pois o técnico é estrangeiro…
    Ignorar as várias coisas que ocorreram é injusto e boa parte do problema eu acho que é na questão do técnico (Muricy era a longo prazo, só fez merda, adoeceu e saiu; ZR era brilhante, jovem e promissor, só fez merda e então foi tardiamente tirado; Rueda é brilhante… vamos ver como fica)

  • Os frutos no Instagram já chegaram
    Dentro de campo quem se importa
    Flamengo tem que ser igual o Arsenal. O importante é o dono ser rico rs

    • sabe de nada, inocente

  • Concordo. Uma série de fatores contribuiram para que o time não esteja pronto. A diretoria trabalha consistentemente com um bom planejamento, embora criticada injustamente por alguns. Os frutos virão. É só questão de tempo.

    • Eu to ouvindo que os frutos virão desde 2013.
      Parece campanha política kkkk

      • KSKSK esse discurso e antigo, torcida acreditou e aguentou calada a seca. Uma hora chega as cobranças. E vai ficando mais difícil a reeleição dessa chapa atual.

        • Pois é,o Bandeira teve algo que nenhum outro presidente teve.Tempo.

          Só que acho que já deu.As finanças já permitem altos investimentos no time e na estrutura de trabalho (CT e salários em dia).Então o que falta mesmo é competência pra gerir o carro chefe do Flamengo,que é o futebol.Como disse o “maestro” aqui em cima,não quero ser torcedor duma espécie de Arsenal brasileiro,rico na conta bancária,com um estádio excelente,mas que não passa de um 4º lugar na liga local e que de vez em quando belisca uma Copa nacional.

          • Rapaz, ninguém quer isso. Só falta vc dizer como fazer, será que é destruindo o Ct? Atrasando os salários, deixando de pagar as dívidas, deixando de contratar bons jogadores? não né? a moda agora é dizer que falta um VP de futebol e cobrar jogadores, ontem era Marcio Araújo, hoje é o Muralha, a verdade é que grandes times não são formados de uma hora para outra, nem o Real Madrid dos galáticos foi assim, demorou um tempo até ser o que é hoje. Tem que ser daqui pra frente e não criticar tudo e entrar em pilha de jornalista recalcado.

          • Isso mesmo, gilmar ferreira é vascaido e adorou chamar o flamengo de tetravice.

          • Meu caro vc não entendeu nada do que escrevi.

            Em que momento eu disse que o Flamengo precisa voltar a ser aquele de antes de 2013?

            Aliás,o argumento dos apoiadores incondicionais da gestão atual é pra lá de pobre.Quer dizer que quando se crítica os resultados em campo do Flamengo é porque se está com saudade da Patrícia Amorim?

            Eu critiquei a gestão do futebol porque não estou satisfeito com o ano do Flamengo,um ano em que saímos na fase de grupos da Libertadores,que não disputamos o titulo brasileiro

      • Exato “maestro”..Já estou de saco cheio de ouvir que vamos virar potência,que vamos dominar o futebol brasileiro,que não vai ter pra ninguém e coisas do gênero.

        Ok que no primeiro mandato do Bandeira era realmente aceitável que não ganhássemos nada, já que o buraco encontrado por ele e equipe era gigantesco.Mas hoje a dívida está controlada e já vamos entrar no último ano do segundo mandato e só ganhamos o irrelevante estadual.

        Parece que quanto mais o Flamengo tem dinheiro,mais mal gastamos ele.Não adianta faturar R$ 500 milhões por ano e não contratar um goleiro de alto nível,só pra citar um fator que nos fez perder a Copa do Brasil.

    • Me desculpe mas não concordo.

      Não adianta ser craque nas finanças e pereba no futebol.Já evoluímos muito,sem dúvida,tanto que estamos disputando os títulos nacionais,quando há o pouco tempo (até 2014) brigávamos pra não cair.

      Mas ainda é pouco e a torcida não pode se acostumar com isso,tem que cobrar resultados.E se continuarmos com essa gestão no futebol,não vamos ganhar nada.

Comentários não são permitidos.