Marcos Almeida: “O ‘Desgosto Profundo’ bate à porta”

Ganharemos, perderemos; como sempre ganhamos, como sempre perdemos. Só não haverá vitórias nem derrotas no dia em que não houver Flamengo. E Flamengo é garra, luta, entrega. Para ser campeão do mundo ou fugir da Série B. O time que bateu o Liverpool e o que caiu para o Santo André tinham um fator comum: a necessidade de se doar.

Chegamos a uma quarta-feira, 13 de setembro de 2017, e o conjunto alvo de nossa torcida empatou com uma fraca Chapecoense, que bem merecia ter vencido por 2 a 0, ou mais. Na saída de campo, nenhuma indignação em vermelho e preto. Previsível; foram além de 90 minutos sem qualquer entrega. Mais uma das tantas partidas em que esse grupo de homens não sentiu a obrigação de inundar o gramado de suor.

Não se doam pois não é preciso se doar. Não há cobrança, não há obrigação. Não há sentimento. Fazer corpo mole para derrubar treinador, por não receber salário, é uma coisa. Não lutar por não haver necessidade de lutar é completamente outra.

Isso aí que está na final da Copa do Brasil pode herdar o nome, levar as cores, mover a massa e vestir o Manto. Jamais será Flamengo.

Gazeta Press

Um time, em vermelho e preto, que não sente a urgência de correr. Não precisa lutar porque a derrota não é vista com maus olhos. Elenco milionário de uma agremiação que deu o sétimo vexame consecutivo na Copa Libertadores da América. Eliminada, na fase de grupos, pelo Atlético Paranaense, de Carlos Alberto e Grafite. Um hoje sem clube; o outro na zona de rebaixamento à Série C.

Não fez mal ser eliminado. Não fez mal perder para Universidad Católica e Atlético Paranaense. Não apenas Zé Ricardo comemorou a derrota, pois a equipe “havia jogado bem”. A torcida engoliu, como uma bala que adentra a boca já escorregando pela garganta. Bala, de revólver, foi a do San Lorenzo… Era de borracha.

20 dias depois, já recuperada do tiro, a turma gritava: “Rodrigo Caetano é nosso rei”. Nada mudou. Derrotas continuam sendo aceitas e, cada vez mais, o grupo de atletas que veste vermelho e preto não se vê na obrigação de se entregar. A torcida não se abate, o presidente acha uma delícia. Vida que segue.

Vida de ilusões. “Esperava-se muito de uma equipe que pouco faz”. Mentira. Não se esperava nada, nem se espera. Onde já se viu um time que não faz gol ter como destaque o centroavante? O Vermelho e Preto se afoga no mundo da fantasia. Para seguidores, admiradores e especialistas no esporte, futebol agora se ganha fazendo o pivô. Ninguém chuta, ninguém tabela, ninguém cria, ninguém cabeceia. Ah, mas o pivô…

Tamanha a surrealidade que o camisa 10 só veste 10 quando é impedido de trajar 35. Ultimamente, deixa mais adversário que companheiro em condição de balançar a rede. É chamado de “ídolo”. Se acerta o passe, a bola cai no Gênio de uma Genialidade Só. Sujeito de coração forte, cabeça diminuta. Que não acerta nada, toma todas as decisões erradas. De tão diferente que pensa, foi o único a vislumbrar seu lampejo de Leonardo da Vinci. Antes e depois, apenas tropeços sobre a bola. “Vive grande fase”.

Gilvan de Souza/Flamengo

O momento é tão bom que o professor recém-chegado não cogita armar o XI sem ele. A única coisa que passa mais distante de sua cabeça é botar os dois atletas de maior qualidade técnica para jogar, lado a lado. Contratados a peso de ouro para, agora, disputarem a mesma vaga.

Não tem problema. As redes sociais não param de crescer, o plano de sócio-torcedor é um sucesso. Não viram a final da Copa do Brasil? Apenas sócios no Maracanã. Ex-maior do mundo, estádio que hoje não pulsa. Não por culpa dos torcedores, mas das transformações pelas quais vem passando o esporte. Menos espaço para “neoarquibancadas”, cresce o novo conceito de cadeira numerada. Lugares marcados, público seleto, sentado. O esforço é erguer um pedaço de papel por 5 minutos. Dão a isso o nome de mosaico. Cantar, pular, se esgoelar, não vale mais a pena.

Elenco caro, salários estratosféricos, duas partidas por semana. Há de se pagar o futebol dos dias atuais. Sobe o preço dos ingressos, o aficionado se vê forçado a escolher em qual jogo ir. O Maracanã branco, calado, impressiona. Justifica-se. Final de campeonato, oportunidade para o clube arrecadar mais, somar boas cifras às imensas cotas da televisão. Televisão acionada nas salas e bares, assistida por milhões que não têm condição de acompanhar a paixão de perto. Garantem as cotas sem qualquer garantia.

O que transforma rubro-negro em vermelho e preto não é o Maracanã de 7 de setembro, e sim a Ilha do Urubu das semanas anteriores. 8.428 pagantes contra o Atlético-PR; 5.969 diante do Atlético-GO; 5.170 frente o Palestino. Isso porque é a maior torcida do mundo. Se o futebol de hoje blinda o pobre de frequentar o estádio – de se fazer presente em decisões –, que dê a ele a chance de acompanhar seu clube em algum jogo menor, partidas em que o próprio sócio-torcedor abre mão de ir.

André Fabiano/Gazeta Press

No Vermelho e Preto não há tal preocupação, privilegia-se apenas o dinheiro. Quanto mais entrar, melhor. Se vier da renda, ótimo; se não, as mensalidades compensam. Em casa vazia, sobra mais feijão. Quem não tem cacife que se vire, que se afunde em dívidas para pagar o dízimo. Mais o valor da entrada. Só não vai fazer empréstimo na patrocinadora do rival paulista.

Verdade que o clube hoje é bem administrado, tem as contas em dia, aumenta o faturamento. Pena que está rendido ao mundo da fantasia. Os defensores do filósofo Bandeira argumentam: “Antes era todo ano brigando para não cair”. A situação em gestões anteriores era inegavelmente pior, mas atentem-se: brigando. O Flamengo briga, tem de brigar, sempre. O Vermelho e Preto não briga.

Vive acreditando que o plantio de dinheiro trará a colheita de taças. Por mais que não haja cobrança, por mais que não haja vontade, por mais que não haja alma. O reflexo se vê em campo, com um time passivo, que não se esforça, rodando a bola de um lado para o outro sem agredir, sem finalizar. Crente de que o gol é mera questão de tempo; e só.

Nas arquibancadas, cadeiras, à frente dos televisores; uma torcida que ama, acredita no Flamengo. Tamanha a fé que se faz confundir rubro-negro com vermelho e preto. Ilude-se parcial, mas não completamente. Sabe que isso aí que temos hoje dificilmente conquistará a Copa Sul-Americana. Por isso a gana, a fome, o desespero por uma vitória no próximo dia 27. Em uma partida, em alguns segundos, até Orlando Berrío é capaz de aplicar o “drible que Pelé não deu”. Tiítulo, no Mineirão, nos trará deleite. Não a salvação.

Copa do Brasil já ganhamos, já perdemos. O Flamengo não podemos perder.

Getty Images

Fonte: Marcos Almeida/ESPNFC

Veja também

  • Brasileiro é uma raça muito estranha… O Flamengo estava no fundo do poço, sem previsão nenhuma de nada, time de chacota, nunca foi um exímio vencedor de merda nenhuma, mas quando começa a se desenvolver economicamente, tentando reerguer, aparecem os mestres da Internet para criticar e colocar defeito nas coisas, realmente o Flamengo não é mais o mesmo, a começar pela sua torcida que nunca foi tão chorona e azeda.

  • Criticar o profissionalismo da gestão deveria ser um crime a um jornalista. Só no Brasil pra isso acontecer. Merecemos os políticos ladrões e servidores públicos corruptos.

  • Contrataram um distribuidor de coletes, estagiário do futebol. O cara erra, erra e erra. Teimoso. Estamos ferrados.
    Ruedetes estão em polvorosa!!!!

  • EBM e companhia fez, transformou o Flamengo que era um time de futebol numa empresa! Vencer..vencer…vencer…tanto faz, ser campeão, pouco importa! O importante é se manter da forma que está!

  • Eu gostaria muito de poder parabenizar o autor desse texto brilhante, porque não poderia traduzir de forma mais precisa o que reflete o meu sentimento com esse Flamengo de hoje. Empresarial, financeiro, burocrático, com uma torcida seleta de classe média e uma frieza matemática que não representa a nossa história.

    Eu me sinto indignado de assistir a um jogo em que mais da metade dos passes são pro lado ou pra trás, sem agressividade, sem vontade de avançar pra cima do adversário.

    Estão matando o nosso Flamengo. Isso que está aí é um Flamengo irreconhecível.

  • Vão me chamar de paga pau do Bandeira, que se vire agora o cara contratou um elenco maravilhoso! Só que como o próprio texto diz o time não quer jogar, o time para que está em um treino onde não a técnico para observar o elenco! Time mole e sem vontade! Aí falar como se a diretoria estivesse feliz com a situação chega a doer! Ninguém está feliz com isso! Tem que cobrar alguns dizem! Me expliquem como??! O Time Morreu! Putz vamos para de culpar os outros e só vê o jogo!
    Não importa quem entra em campo o cara entra sem vontade de jogar! O esquema está errado putz quando o time tem vontade se colocar o Muralha no ataque ele vai se matar de correr atrás da bola vão se esforça, mais no time do flamengo isso não acontece!

    • O que você diz só comprova que dinheiro disponível, craques e boa gestão são apenas uma parte de um clube de sucesso. A filosofia do clube, a mentalidade vencedora, a indignação com as derrotas e a vontade de melhorar são os elementos que faltam nesse clube como um todo.

      Pra ficar bem ilustrado, podemos ver logo depois daquele modorrento Flamengo e Chape o jogo do Botafogo com o Grêmio. parecia outra dimensão. Jogadores batalhando pela bola, dando o sangue em campo, lutando até o fim.

  • Gostei do texto de uma maneira geral, mas me preocupa muito essa marginalização que a torcida sócio-torcedor vem sofrendo, sempre ampliado quando o time sofre um revés, pois não lembro de crítica nenhuma na final da Copa do Brasil de 2013! Acho injustas as críticas quanto ao comportamento da mesma. Podemos discutir a exclusão dos mais pobres, que acontece de verdade; podemos discutir as modalidades dos planos de sócio, ou da política de ingressos; mas na verdade enquanto o Flamengo não for dono de um estádio de grande porte, pouco poderá fazer.
    O futebol no Brasil mudou após a Copa, as novas arenas impuseram aos clubes uma nova realidade em relação a política de ingressos e isso não ocorre somente com o Flamengo. É difícil aceitar, mas vivemos o início de uma nova era, com saudades da era anterior.
    Sou sócio torcedor, frequento o Maracanã desde quando tinha arquibancadas só de cimento, acompanho in loco a maior parte dos jogos e, nos decisivos vejo em todos os setores do estádio as pessoas em pé; no gol todos comemoram juntos mesmo que não se conheçam, cantam da mesma forma quando não existia programa de sócios, mas agora possuem celulares para tirar fotos e não reagem bem quando as coisas vão mal! Esse é o novo perfil da torcida e isso não vai mudar tão cedo, sobretudo sem estádio próprio.

    • Perfeita a colocação.

  • “Onde já se viu um time que não faz gol ter como destaque o centroavante?”
    Querem melhor definição do Flamengo atual do que essa frase?

    • Kkkkkkkkk concordo!

  • Bom texto

  • É EBM, você colocou o Flamengo nos trilhos da organização financeira. Obrigado, passar bem, que venha alguém que mantenha o seu trabalho mas entenda de Futebol!!!

  • Ué, o Mestre dos Magos não era aquele que sempre prometia o tão sonhado retorno para casa, mas nunca entregava no final? Esse EBM é igual a seu sosia, estamos refens desse banana! Passei 5 anos defendendo ele, torcendo por 1 titulo de expressão para coroar a melhor gestão da historia do Flamengo. Para que? O minimo que se espera é a indignação com eliminações, com essa falta de alma rubro-negra! Mas ta tudo bem para eles, salario em dia, clube cidadão e EBM abrindo seu caminho para a politica estadual… Tudo certo!
    Devolvam nosso Flamengo!

    • Qual? Aquele que era uma bagunça,que não pagava em dia nem o salário do porteiro, que todos os anos lutava pra não ser rebaixado, aquele que não tinha ct e que era administrado por presidentes corruptos e que quase levaram o flamengo a falência. Bandeira infelizmente não consegue ganhar títulos importantes e o elenco do qual se esperava muitas conquistas não conquistou nada infelizmente,mas aí aparecer um idiota dizendo devolvam meu flamengo é demais pra qualquer torcedor de bom censo.

      • Pelo menos aprenda a escrever, e tenha bom senso com S. O Censo com C é o do IBGE. Vai estudar um pouco antes de falar merda aqui. Kkkkk

        • Foi um erro na hora de digitar, no mais falei apenas a verdade.

    • Qual Flamengo vc quer? Do KL, da PA, Hélio ou MB? Vc quer aquele que contratou o R10 e não ganhou nada e ficou devendo ou aquele que contratou Gamarra, Alex, Vampeta etc e tb não ganhou nada? Qual Flamengo vc quer de volta?

      • Qualquer um que ganhe titulos é melhor que esse. Não me interessa a politica, sou torcedor ha mais de 40 anos, e esse Flamengo atual é o pior que vi em espirito perdedor. Time sem alma!

        • Qual título? Ganhamos um BR em 94 depois de quinze anos ganhamos de novo. Deixa de ilusão, Flamengo foi eliminado pelo Santo André, América, tomamos sacode pra times inexpressivos, nunca fomos um time vencedor de tudo, isso é só na cabeça de torcedores iludidos.

          • O titulo foi em 92, pelo visto voce é da geração Nutella, não conheceu o verdadeiro Flamengo. Mesmo esse periodo que não ganhamos brasileiros, ganhamos CB, Mercosul, ganhamos tantos cariocas que passamos o Fluminense como o maior do Rio. Olha a media de titulos dessa gestão atual! Chegamos a ser fregueses do Vasco por 3 anos! É patético!

            • Mas não fomos campeões da CB em 2013? Não existe isso de verdadeiro Flamengo, existe o clube Flamengo que sempre viveu inconstante, que sempre foi um time caseiro e pouco efetivo a nível sul americano, a prova disso é uma libertadores no nosso currículo,isso há 37 anos atrás.. Nem perto de uma final chegamos depois disso, ganhamos um brasileiro a cada década (depois dos anos 80) e inúmeras lutas contra rebaixamento. Sinceramente, dizer que esse é um dos piores times do Flamengo a nível qualquer que seja é ridículo,é ignorar nosso histórico recente.

  • Aaaiiii que delícia ver o que está acontecendo.. Meu time jogava bem e não ganhava,a culpa era do Zé e do MA.. agora o time nem joga bem e nem ganha e a culpa de quem? kkkkkkkkkkk Tem mais é que tomar na Rueda mesmo.. e ainda vai aturar ver o Vasco terminar na frente do Flamengo no Brasileiro..kkkkkkkkk

    • Vai Ricardete, vai torcer pro seu amado no Vasco! Não sofra de saudade, ele ainda está por perto! Kkkkkkk

    • Kkkk

      • Não entendi o seu riso………

        • Esse aí é igual hiena: come merda e ri .

    • Não é possivel que voce torça mesmo CONTRA o Flamengo e a favor do Zé Ricardo?
      Voce não consegue enxergar que toda essa situação é APENAS sequencia do que já estavamos passando?
      Talvez Rueda não seja mesmo o melhor para o Flamengo.
      Mas Zé Ricardo, pelos diversos motivos apresentados, tambem não era.
      Ou voce ficou satisfeito pela Libertadores desse ano?

    • “Aaaiiii que delícia”

      Vai torcer pro Vasco então, Jailson pai de família.

      • kkkkkkkkkkkkk

    • Jogava berm??????
      Em que mundo voce vive?
      Fizemos um campeonato carioca, apesar do titulo, bem meia-boca.
      Na Libertadores fomos um fiasco.
      No 1º turno do Brasileirão, vazamos agua por todos os lados.
      Deve ser por isso que estamos disputando o titulo cabeça-a-cabeça contra os gambás.
      E voce ainda vem dizer que “meu time jogava bem”?

      • Ainda tem ricardete por aí, incrível.

      • Pelo menos criava chances de gol, tanto que o Guerrero perdia varios kk

    • Kkkkkkkkkkk boa. Os modinhas corneteiros estão tomando na Rueda!!! Kkkkkk
      Ruedetes em polvorosa!!!

      • MALDITO DESGRAÇADO F.D.P. DOS INFERNOS !!!!!!!! ACHANDO BOM ESSE MOMENTO PERTURBARDOR Q ESTAMOS PASSANDO ?!?!?!?! VC TORCE PRA TREINADOR OU PRO CRF ????? ESSE VERME AÍ É O TÍPICO “NEW TORCEDOR” TB CONHECIDO COMO NUTELLA ou MODINHA…..COMO ODEIO VCS SEUS DESGRAÇADOS. POSSO FICAR INDIGNADO P.U.T.O. ENRAIVADO MAS JAMAIS VOU TORCER CONTRA PRA JUSTIFICAR MINHAS IDÉIAS!!!! PELAMORDEDEUS DEVOLVAM A NOSSA TORCIDA VERDADEIRA, A RAIZ, A Q EMPURRAVA O TIME DE VERDADE NÃO ESSES “MERDELÊS TIRADORES DE SELFIES AVIADADOS DOS INFERNOS” PAREM DE TORCER PRO FLAMENGO ISSO É PRA NÓS OS VERDADEIROS FLAMENGUISTAS !!!!!!

    • MALDITO DESGRAÇADO F.D.P. DOS INFERNOS !!!!!!!! ACHANDO BOM ESSE MOMENTO PERTURBARDOR Q ESTAMOS PASSANDO ?!?!?!?! VC TORCE PRA TREINADOR OU PRO CRF ????? ESSE VERME AÍ É O TÍPICO “NEW TORCEDOR” TB CONHECIDO COMO NUTELLA ou MODINHA…..COMO ODEIO VCS SEUS DESGRAÇADOS. POSSO FICAR INDIGNADO P.U.T.O. ENRAIVADO MAS JAMAIS VOU TORCER CONTRA PRA JUSTIFICAR MINHAS IDÉIAS!!!! PELAMORDEDEUS DEVOLVAM A NOSSA TORCIDA VERDADEIRA, A RAIZ, A Q EMPURRAVA O TIME DE VERDADE NÃO ESSES “MERDELÊS TIRADORES DE SELFIES AVIADADOS DOS INFERNOS” !!!!!!

      • Calma sérgio. Nervoso cara..kkkk passava isso quando vcs cornetavam o zé. E eu dizia que o problema não era ele. Sou torcedor de maraca, raiz. Estou só pegando no pé dos corneteiros, fazendo o papel que eles faziam. Claro que torço para o Fla. Que se exploda o rueda ou qq técnico. Dia 27 seremos campeões.

    • Vc é aquele típico idiota que entre ser feliz e ter razão, prefere ter razão.
      Só que nem isso vc tem.
      Certamente sua ração de alfafa deve estar mofada.

  • Nessas horas ednei, madruginha, wander81 e outros puxa saco da diretoria não aparecem aqui.
    Vamoa deixar Rueda ir embora por causa da diretoria que não dá uma palavra pro Rueda e não cobra os jogadores
    Fora bandeira pé frio

  • Ao meu ver, a ordem para manter esse lixo de esquema 4-3-3 vem de cima, eles já disseram isso quando trouxeram o Muryci, que se espelhariam no Barcelona, dá até vontade de rir…

    • A diferença é que o Barcelona tem Messi e Dembelé pelas pontas. O Flamengo, Berrío e Everton.

      • Pois é, só na cabeça desses caras…

        • Guerrero até hoje não disse a que veio.

      • E Guerrero para fazer os gols, o craque da torcida do Fla kkkk

Comentários não são permitidos.