Se fosse na Espanha, Fla poderia ser multado por baixo público na Ilha

Aconteceu nesta terça-feira (19) um caso curioso no Campeonato Espanhol que nos faz pensar na taxa ocupação da Ilha do Urubu, do estádio do Flamengo.

O Celta de Vigo, clube da primeira divisão espanhola, foi multado pela La Liga pelo baixo público dentro do seu estádio Balaidos, infringindo o recente regulamento assinado pelos clubes.

Segundo as novas regras da competição, os torcedores devem sentar preferencialmente no setor que fica de frente para a tribuna principal, local onde ficam as câmeras de TV. Caso esse espaço não preencha pelo menos 75% da sua capacidade, o clube é multado. Se não atingir 50%, a multa é dobrada.

O clube foi punido por causa de 2 jogos. Com capacidade para 29 mil pessoas, no jogo contra o Real Sociedad estavam presentes 16.961 mil espectadores, enquanto na partida seguinte, contra o Alavés, o público subiu para 17.384 mil.

Um dos vilões para que o clube galego recebesse a multa seria o preço dos ingressos. Na primeira e segunda rodadas do campeonato o Celta de Vigo cobrou de 20 (R$ 74) a 50 euros (R$ 187) pelas entradas.

Uma realidade próxima da que vive o Flamengo, que mesmo em jogos decisivos, como o desta quarta-feira (20) pela oitavas de final da Copa Sul-Americana contra a Chapecoense, não consegue lotar a Ilha do Urubu, sua casa.

A média de público no estádio é de apenas 11.936 telespectadores, cerca de 59% da capacidade total de 20.215 lugares. No Maracanã a história é diferente, porém ainda abaixo da meta de público estipulada pela La Liga: média de 45.878 mil pessoas em um estádio que cabem 78.838 mil.

Assim como na Espanha, uma das causas apontadas e amplamente discutida é justamente o valor dos ingressos, o que para muitos, tem distanciado o tradicional torcedor rubro-negro das arquibancadas.

Se o “Mengón” fosse espanhol, também estaria na mira de ser punido pela organização de uma das principais ligas mundiais.

Veja também

  • Irmaos e irmãs rubro negros, venho convidar a vcs a fazerem parte de nossa família flazapp, grupo de whatsapp familiar, com enquetes, curiosidades, resenha esportiva e bolão, ambiente para se descontrair e se atualizar sobre as novidades do Mengão, é um bom bate papo. Através desses número:
    (24) 988467179

  • Deve ser horrível torcer para um time pequeno como o celtic, em um campeonato como o espanhol!!! Pena que a matéria não coloca o valor médio do ingresso do Real Madrid, pergunta se lá tem torcedor reclamando dos preços dos ingressos???

  • Acho que o máximo que tinha que cobrar nesses jogos é uns 50/ 120 no máximo.

  • eu não entendo pq o flamegno em um jogo teoricamente pequeno, não coloca a porra do ingresso 20 reias no maximo, 10 pra socio, muitas vezes e melhor ter o estadio cheio e sua contabilidade zerada que o estado vazio e prejuizo la na frente. o erro dessa diretoria e esse querem que se associe na marra.

    • Para quem é ST e tem carteira vai ter ingresso a até 15 reais.
      O problema na sua sugestão são as gratuidades e meia entrada. O Clube sempre estará sujeito a essa meia entrada. Ingresso a 20 reais, ST tem até 66% de desconto, isso deixaria o ingresso por 6,80. Aí vem a meia entrada e o ingresso ficaria por 3,40. Acha que dá assim?

      • Ta bom demais, o sócio não é obrigatório ele ter 66% De desconto, meia entrada somente pra 40% e a ideia não é ganhar muito dinheiro sim ter o estádio cheio e não ter prejuízo já anunciado. Esse desconto acumulativo creio eu que só existe no rio.

        • Vamos por partes.
          1- O ST tem, nos planos mais caros, esse desconto de 66%.
          2- Sobre os 40% de meia entrada, não dá para controlar. Isso é uma farra, tem gente que nunca pisou na escola e tem carteira.
          3- O desconto acumulativo ser só no RJ é o que importa, pois o Flamengo é do RJ.
          O que tem de acontecer é acabar com meia entrada e/ou continuar com ela, porém dando contrapartida ao clube. SRN

          • quer dizer que por isso o ingresso e caro, não to preocupado com st, meia e etc, o clube tem que trabalhar para o estadio não ficar vazio, o ingresso ta caro, mas e pior um ingresso barato vendido ou uma cadeira vazia, o clube que se vira faz cadastro biometrico, meia entrada e uma farra que arrume, o que não pode e ter estadio vazio.

      • O brasileiro tem que fazer um estágio nos esportes americanos, evento bem organizado e sempre com ginásio, estádio e bares lotados.

        • Concordo plenamente com isso, temos de seguir os bons exemplos.

  • Queria que essa lei pegasse aqui.

  • E ainda tem gente que quer estádio para 80mil… &;-D

  • Vp ridículo. Time água de salcicha.Público ridículo

  • muito bom!!!
    alôuuuu cbf!

  • Se fosse na Espanha, Corinthians e outros seriam rebaixados devido à dividas e despesas maiores que receitas. Imprensa safada. Se for para trazer uma comparação que a façam na totalidade das regras.
    Sobre o público, o clube tem de pensar em algo urgente, como venda de pacotes ou algo do tipo. Já o governo tem de parar de atirar com a pólvora alheia nessas gratuidades. Se vai haver gratuidade, que os clubes tenham uma contrapartida nos impostos. O governo quer fazer graça com o dinheiro dos clubes.

    • perfeito!

    • Lá não tem o Alexandre de Moraes para destruir o profut.

      • E outros tantos que só trabalham para o atraso do nosso futebol.

  • Enquanto houver gratuidades, espaço vazio reservado a “segurança”, 10% pra federação e outros absurdos não há muito o que fazer.

  • Multa?

    Mexeu no dinheiro do Flamengo?

    Ei, calma ai, vamos sentar e conversar. Como uma empresa com valores financeiros acima de tudo, podemos rever essa política.

    Querem mais torcida?

    Beleza, já que vai ter multa, então acho melhor ficarmos espertos com isso. Antes era só aquela balela de “resultados esportivos”…

    Façam-me o favor. Não existe isso. O que é de mais importante são as DARFS, Superavit, etc.

    Piada!

  • Cada matéria sem sal!

    • Eu discordo. Acho isso totalmente coerente, ainda mais se tratando do clube de maior torcida do Brasil.

      • O que eu quero dizer é que isso não tem pé nem cabeça, e ainda bem que não existe aqui, pelo menos isso!

Comentários não são permitidos.