As duas faces da gestão Eduardo Bandeira de Mello

Bandeira chegou à presidência do Flamengo com um discurso diferente, e diferentemente de outras diretorias, cumpriu sua promessa de “botar ordem na casa”. A torcida abraçou a causa e passou por um longo período de espera para colher os frutos.

Com um tempo, as dívidas iam sendo pagas e o clube vivia um cenário completamente oposto do que era conhecido. Grandes investimentos, poder aquisitivo e casa em ordem. Com isso grandes nomes do futebol começaram a chegar no Fla. Criamos a expectativa de finalmente ver todo esse trabalho se transformar em títulos, só que o que se viu, foi um acúmulo de fracassos do tamanho do investimento feito no elenco.

O outro lado da face de Bandeira de Melo começou a surgir, causando um grande impacto em todo o clube. Após acumular o cargo de VP de Futebol, Bandeira aparecia cada vez mais em entrevistas polêmicas e declarações que só causaram mais desconforto com a torcida. O presidente mostrou apoio incondicional a profissionais em baixo rendimento e hiper-contestados dentro e fora do clube, pela torcida e pela mídia.

Após um grande período acumulando o cargo, Bandeira se via altamente contestado e seu apoio dentro do clube diminuindo. A torcida já não apoiava mais aquele que tanto elogiaram. Decidiu então passar o cargo, assumindo Ricardo Lomba. Porém, dias depois, questionado sobre alguns “profissionais” que não vêm rendendo o mínimo esperado, deu uma declaração que deixou torcida e mídia espantados com o tom autoritário usado.

Agora restando pouco mais de um ano para o fim de seu mandado, Bandeira fica cada vez mais sem apoio dentro e fora do clube. Através de suas declarações ele mesmo se põe num cenário caótico, dizendo que está tudo bem e não há motivos para pânico. Com isso, o ano novamente se acaba e o Flamengo não consegue ser competitivo e brigar por títulos, deixando sempre a expectativa de um ano melhor para a próxima temporada.

Bandeira que repense seus pensamentos, pois pode terminar o mandato jogando fora anos de um trabalho bem feito fora de campo, por conta de erros cometidos dentro das quatro linhas.

Twitter… Siga-me os bons! 

Matheus Gonzaga. SRN!

Veja também

  • Tsc, tsc, tsc… Bandeira é culpado disso, culpado daquilo…

    O que a galera se esquece é que DESDE o final de 2015, já havia um planejamento feito para implementar “o jeito de jogar único” de forma integrada em todas as categorias do futebol, que diferente de outros trabalhos a serem realizados, necessitava de tempo para maturação. Aconteceram alguns imprevistos no processo (falta de zagueiros, saúde do Muricy) e promoveram o Zé Ricardo, que manteve as bases do trabalho e conseguiu obter um bom desempenho no Brasileiro/2016. No entanto, por não ser um técnico rodado e contar com jogadores contestados, os torcedores megalomaníacos fizeram muita pressão iniciaram um processo de fritura contra o “estagiário e seus protegidos”, MESMO tendo iniciado bem o ano, ganhado um estadual de forma invicta e obtido um bom desempenho na Libertadores (apesar dos resultados não refletirem isso). Bastou a desclassificação para a Libertadores (em um único resultado improvável de uma combinação de 1 para 8), a pressão e a fritura alcançaram patamares IMENSURÁVEIS!

    Iniciamos o Brasileiro, conquistamos as primeiras colocações, mas as “desculpas para o bom resultado” (jamais imaginei que isso existia!) eram sempre as mesmas: ganhamos de times fracos, a individualidade dos jogadores decidiram a partida, o juíz nos favoreceu e por aí vai. Enfrentamos os adversários da parte de cima da tabela e em vista de alguns resultados ruins (mesmo jogando tão bem ou até melhor que os adversários), o clima se tornou insustentável. Resultado: a demissão de um técnico que, apesar de não ser experiente, carimbado e de elite, tinha plena capacidade técnica de dar continuidade ao desenvolvimento do trabalho feito. BASTAVA apenas aguardar o final do ano para avaliar o seu trabalho como um todo!

    Mas não, a P**** da torcida megalomaníaca e mimizenta “decidiu” que a culpa pelos maus resultados (mesmo deixando o time entre os 4 primeiros) era do Zé Ricardo e seus protegidos, exigiram a contratação de um técnico experiente e vitorioso, além da escalação “dos melhores” e f***-se as necessidades táticas. Resultado: até melhoramos na defesa em vista de algumas pequenas mudanças, mas na prática o time continua com o desempenho até pior na “Era Rueda”, se comparado com a “Era Zé Ricardo”! E ainda tem o risco de ver o próprio Zé Ricardo colocar o clube rival, com um elenco ligeiramente inferior, acima do Flamengo na tabela de classificação!

    Em suma: A CULPA TAMBÉM É DA TORCIDA! Agora, teremos um novo dilema em 2018: se forem mantidos os trabalhos feitos até então em prol do “jeito único de jogar”, a demissão do Zé Ricardo e a contratação do Reinaldo Rueda em teoria não teria feito muito sentido; se for iniciar uma nova filosofia de trabalho, perderemos praticamente 2 anos de maturação e iniciar tudo de novo “a partir da estaca zero”. E neste novo processo, NÃO há garantias de uma performance compatível de um time candidato a conquistar títulos (em vista da falta de maturação), a não ser se estes forem ganhos na base do “obras do acaso”, tal como aconteceram em 1992 e 2009… &;-D

  • Olá parceiros rubro negros , esta definição , dando conta das atitudes autoritárias
    do senhor Bandeira de Mello ,insinuando humildade , escondendo sua verdadeira
    personalidade ,com intenções maliciosas embutidas em um carácter voltado para
    um egoismo exacerbado ,constrangendo a todos com a falta de honestidade para
    aqueles que o acolheram pela recuperação moral e financeira , esperávamos nós o futuro promissor, depois da alavancagem determinante de fluxos financeiros em
    parcerias , e aumento de sócios torcedores , onde colocaria o Flamengo em alto
    estilo para o topo do sucesso , possibilitado pela primeira fase de seu trabalho q ,
    desviou-se de um plano vitorioso para um vergonhoso abandono quanto ao carro
    chefe “O FUTEBOL” . Cognominei- o”TIO PATINHAS”, com sua miserabilidade,
    julgando tratar-se reforço do Caixa do Clube ,enganando-me sob maneira quando
    a campanha de sua excelência , iniciava os vícios de uma vergonhosa campanha
    de contratos no exterior (longe dos olhos,tudo se esconde ), infames em prejuízos
    causados a elenco formado com altos recursos, em atletas de baixo rendimentos,
    de forma tão inábil , pensando que passaria despercebido , na subtração infame
    do patrimônio Rubro Negro .

    Flamengo até morrer , eu sou

  • EBM fez merda na única coisa que se propôs a fazer de diferente do que foi acordado entre o grupo que o lançou.

  • EBM,pelo que fez na área administrativa, não só precisa como merece um título de expressão até o fim de seu último mandato. É preciso enterrar aquela ideia torpe do Flamengo campeão apenas quando outrora foi mau pagador,caloteiro, coisa que dá a impressão de que administração e futebol são áreas inversamente proporcionais em sucesso. É necessário pra esse senhor uma autocrítica minuciosa sobre o que está errado.Caso contrário,amigos, ele não elegerá um sucessor não porque a oposição vai vir com um discurso inflamado, mas sim porque irá perder pra ele mesmo.

  • Infelizmente ele foi arrogante, prepotente orgulhoso e incompetente. Desmantelou a estrutura idealizada pela verdadeira chapa azul. Ele gosta de falar que o trabalho está sendo bem feito mas não tem como concordar com isso. Não que um bom time seja certeza de bons resultados mas a falta de humildade em admitir os erros para que sejam corrigidos aliados aos diversos episódios de conflitos diretos com a torcida, seja em estádio ou entrevistas, pra mim culminou nessa queda aguda de popularidade dele.

  • Crlh, que ódio que me dá só em ver a cara desse careca FDP.
    Arrogante, soberbo e teimoso…

  • Cavou seu proprio buraco. Se perdeu com a torcida e brigou com a imprensa. 2018 será o ano de maior orçamento, tem uma ultima chance de se redimir. Foco total no Futebol.

    • 2018 não será o ano de maior orçamento no futebol, pois não estão previstas novas receitas no orçamento, e esse ano já empenharam boa parte da grana do VJ. 2018 vai ser um ano de ótimo orçamento, mas o mairo foi esse ano, e será dificil de ser batido, talvez só quando venderem o Lincoln venhamos a ter um ano tão forte em grana…..Eduardinho Boca Mole é o Euriquinho da gavea…

      • Ta certo, entrou mais dinheiro esse ano, mas ao que foi noticiado, o valor do VJ ainda não foi gasto. Ainda deve vender jogadores para fazer dinheiro e abrir espaço na folha. Espero que em 2018 tem mais orçamento para gastar em contratações e folha.

      • rapaz, se o lixo da gama tivesse um EBM na sua história, não estaria sem água.

  • O presidente foi se meter no futebol, a área dele é administrativa, burocrática que é a especialidade dele, não é especialista em futebol, táticas, planejamento esportivo, psicologia… É como se fosse um advogado fazendo cirurgia, pode até fazer com ajuda de enfermeiros mas pode sair mal feita ou até trágica. Depois de meses que indicou um vice presidente para cuidar do futebol… Vamos agora é esperar 2018…

  • Torcedores do CFB se revoltando em 3,2,1…

    • Ainda bem que sou torcedor do Flamengo e não dirigente de futebol, Quem
      vier assumir em 2019, vou continuar avaliando e criticar quando estiver errado.

  • Ego inflado,poder e Fama subiu sua cabeça…passou a ser uma das pessoas mais infuentes do Brasil a ponto de ser chamado para se afiliar e ser seduzido pela REDE pra se candidatar à um cargo elevado(governador no rj) pois leva o cunho de mega gestor em economia. EBM tem que tomar um chá ? da humildade e consertar o que ele fez de errado nesse ano e ter glórias ano de 2018. Ele dizer que vitor hugo ta fazendo um ótimo trabalho,que seus “protegidos” terão total respaldos e chances pra se firmar no elenco é muita sacanagem e ir contra a torcida!!!!!! Por que ele não apoiou a base como o Ronaldo,Samir,Leo duarte,Adrian e dentre outros? Daqui a pouco o VJ vai pro Real Madrid e não joga!!!
    EBM seus erros estão engolindo suas virtudes e acertos.

    • Ele foi se meter no futebol, a área dele é administrativa, burocrática, é como se fosse um advogado fazendo cirurgia, pode até fazer com ajuda de enfermeiros mas pode sair mal feita ou até trágica.

  • EBM não passa de uma versão século XXI do sr. Eurico Miranda, com uma única diferença: EM é mais vitorioso em se tratando de futebol.

    • Onde você fumou essa? Uma coisa é contestar o lado esportivo, que realmente está ruim, mas comparar a um presidente que teve a água do seu clube cortada por falta de pagamento você tá muito doido.

      • Ele tá falando de personalidade, caráter, ego.

    • Nunca devemos comparar bandeira com o Eurico, quanto ao dito Eurico ser vitorioso no futebol é horrível como gestor taí o va2co falido por conta da administração Eurico Miranda bandeira não foi feliz no quesito futebol mas isso não mancha sua excelente administração por mais que muitos venham lamentar, cornetar e criticar e realmente deve ser criticado pois críticas construtivas são sempre bem vindas.bandeira ainda tem 2018 para conquistar títulos expressivos mas isso passa por uma reformulação no time e no departamento de futebol como também por alguns membros da comissão técnica.

      • Ele é igual ao Eurico sim no quesito centralizador, manipulador e arrogante. Lembrem-se quem montou essa gestão financeira que é tão elogiada não foi o EBM, foram BAP, Tostes, Wallim e Landim….sem eles o EBM não seria recebido nem no banco, porque naquela época até a Padaria só entregava pão na gavea se o pagamento fosse em dinheiro adiantado….falam tanto de gestão e não notam que até a gestão é algo usurpado que ele só deu continuidade (que foi uma vitória, a continuidade), mas no final está se afogando na sua soberba assim como o Eumico e vai acabar como ele, se continuar nesse caminho. Eduardinho Boca Mole, o Euriquinho da Gavea…

        • Se o EBM fosse tão incompetente assim, como ele conseguiu o sucesso financeiro continuado sem a ajuda do restante da Chapa Azul? Na real, o BAP não fez falta alguma, é no mínimo tão arrogante quanto. O vice de finanças tá fazendo um excelente trabalho. O

    • Pelo menos, o Bandeira impôs que o Flamengo jamais irá cair… &;-D

Comentários não são permitidos.