Cosme Rímoli: “A Fifa reconhecerá Santos, São Paulo, Flamengo e Grêmio campeões mundiais”

Como a Conmebol havia revelado ao blog, no dia 31 de agosto, a entidade considera que os vencedores do torneio Intercontinental como campeões mundiais. E decidiu exigir esse reconhecimento de uma vez por todas da Fifa.

A Fifa nunca mandou qualquer memorando, relatório ou aviso que os Intercontinentais não são Mundiais. Tudo não passou de boatos, especulação da imprensa. Quem ganhou os Intercontinentais são campeões do mundo. E recebem esse tratamento pela Conmebol. Se esta recomendação de que não fossem reconhecidos existisse, ela já teria chegado a nós há anos. E nunca veio. E não virá. A história já foi escrita“, resumiu o vice-chefe de Comunicação da Conmebol, ao blog.

Ou seja, Santos, São Paulo, Flamengo e Grêmio já eram e mereciam tratamento de campeões mundiais. Só que a entidade resolveu ir além. E quer a chancela da Fifa de vez, o reconhecimento.

O próprio presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, tornou pública a carta que enviou ao presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Solicito por bem apresentar ao Conselho da Fifa para consideração o tema do reconhecimento da entidade organizadora do futebol mundial aos campeões mundiais de clubes europeus e sul-americanos, durante a vigência da Copa Intercontinental de Clubes (1960-2004). Como você entenderá, para a Conmebol é importante manter no registro histórico no Mundial de Clubes, os resultados de tantos anos de disputa entre os ganhadores da Copa Libertadores e da Liga dos Campeões da Uefa.

A decisão deverá ocorrer na próxima sexta-feira, quando haverá uma reunião do Conselho da Fifa.

A aprovação é considerada como certa. Há até dúvidas se a iniciativa teria mesmo partido da Conmebol ou da própria Fifa. A entidade vai acabar com o Mundial de Clubes, da maneira que é disputada. Por pressão dos clubes europeus. E o esquema de duas partidas, entre o campeão da Libertadores contra o vencedor da Champions, como acontecia até 2000, voltará. Um jogo na América do Sul. E outro na Europa. E de quatro em quatro anos, haverá um Mundial com 24 equipes.

A confirmação dos títulos conquistados pelos times sul-americanos, entre 1960 e 2000, trará mais credibilidade para o retorno dos Mundiais em dois jogos.

Já está tudo certo.

Assim como também o blog havia antecipado.

O Palmeiras não será consagrado campeão mundial.

A Conmebol não considera a Taça Rio, conquistada em 1951, como Mundial.

Pelo motivo já exposto por aqui.

Havia vários torneios internacionais na época. A Taça Rio é considerada pela Conmebol e pela Fifa como mais um. Os participantes eram convidados. E houve equipes que se recusaram a disputar a Taça Rio, como Barcelona, Milan, Atlético de Madrid e Tottenham.

Ou seja: São Paulo e Santos terão reconhecidos dois títulos mundiais. O Flamengo e o Grêmio terão os seus.

Já o Palmeiras, não.

Não tem Mundial.

As discussões vão acabar de vez.

Como foi publicado aqui no dia 31 de agosto…

Reprodução: Cosme Rímoli

Veja também

  • Querem ganhar um mundial no tapetão

    • Oh meu querido…. Tapetão pq ???? O “imortal tricolor” o GRÊMIO não foi a Tóquio???? Não ganhou a partida???? Então ???? Acho que nada mais justo não acha????

      • Ele está falando do Palmeiras.

        • Desculpa aí …. Kkkk esses aí nem tem o que falar nem reclamar kkkkk só ver os outros ser reconhecidos mesmo kkkkk

  • “As discussões vão acabar de vez.” — Tolinhos… &:-D

  • Que mané FIFA, eu já sei disso desde 1981…piada de não gosto

  • Ou seja. O Mengão é e sempre sera Campeão mundial. Pq ganhou a libertadores e no Japão venceu o Liverpool em campo.

Comentários não são permitidos.