Motivado ou abalado? Pontepretanos falam sobre momento do Fla

Flamengo e Ponte Preta se enfrentam, nesta segunda-feira (02), em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. As duas equipes não vivem um bom momento. O Mais Querido vem de um vice-campeonato da Copa do Brasil, tendo que se recuperar no Brasileirão (sétimo colocado, com 39 pontos). Já a Macaca trocou recentemente de treinador (Eduardo Baptista chegou no lugar de Gilson Kleina), viu torcedores agredindo jogadores, e tenta se afastar da zona do rebaixamento (18º com 28 pontos).

Apesar da situação rubro-negra, jogadores e treinador pontepretanos não acreditam em jogo fácil, mesmo sendo dentro de casa, no Estádio Moises Lucarelli, em Campinas (SP). O lema é respeitar o adversário.

Confira algumas opiniões sobre o assunto

Emerson Sheik: É um grupo extremamente qualificado. Independentemente de conquistar ou não a Copa do Brasil, viria para ganhar da Ponte com time A, B ou C, que eles devem ter também. Mas não vejo desmotivação. Pelo contrário. Perderam e vão querer vir aqui para ganhar e tentar ficar vivo no Brasileirão para buscar a Libertadores no próximo ano;

Emerson Sheik, ex-Fla, acredita que o Mais Querido vai até Campinas motivado para vencer

Eduardo Baptista: Não dá para saber o que esperar. O que podemos esperar é um time técnico. Talvez se tivesse sido campeão, o único objetivo no Brasileirão fosse terminar bem colocado. Agora precisam buscar a Libertadores. Então vamos enfrentar um time que tem uma missão. É ficar atento;

Danilo Barcelos: Tem pontos positivos e negativos. Pode ser que venha um pouco abatido ou nervoso também. Cada jogo tem uma história diferente. É uma grande equipe;

Léo Gamalho: Indiferente. Se o Flamengo ganhasse, nada impediria de vir com um time forte também. Agora querem apagar a situação. Não importa qual Flamengo vamos enfrentar, será um time forte.

Além da situação psicológica, o Flamengo terá seis desfalques para esta partida: Cuéllar, Guerrero e Trauco (convocados para suas respectivas seleções); Éverton Cardoso e Juan (poupados), e Berrío (suspenso).

A bola rola às 20h, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Veja também

  • Relaxem!! Vcs enfrentarão um time conformado em ser perdedor!! se preocupem não!! faremos até uma campanha com o casa d caridade das vítimas d bulling e deixaremos um morador d lá jogar!! Um ato humano q só melhora a imagem do clube!! Talvez ganhemos o prêmio Nobel da paz!! Pq ganhar título ou d time d g4 hj com essa diretoria é quase impossível!! Só uma frase q me conforma: ” ACEITA Q DOI MENOS “!!! Viva os azuis!! Viva o palmeiras viva o corintians viva o cruzeiro viva o grêmio! E infelizmente podem nos enterrar!

Comentários não são permitidos.