Mudança de postura? Cobrança da torcida gera reflexão no Fla

Desde a eliminação na fase de grupos da Libertadores, a torcida do Flamengo se reúne em uma única pauta: falta de raça. Para uma grande ala de rubro-negros, o atual elenco não tem brio e gana necessários para vestir o manto sagrado. Assim, o que se vê em campo é um time apático, que parece não se importar com os resultados ruins. Para muitos, o posicionamento da diretoria em não cobrar publicamente os jogadores influencia nesta suposta falta de vontade.

O vídeo de Lucas Paquetá correndo como “um louco” para fazer a marcação dos zagueiros do São Paulo, na derrota sofrida no último final de semana, gerou um processo reflexivo entre os atletas flamenguistas. Segundo informações do jornal Extra, houve cobrança por parte do plantel após o confronto contra o tricolor.

Alguns jogadores se dividiram entre jogar para a torcida, demonstrando raça, e se concentrar no jogo, deixando de lado estes sentimentos. Esses “dois lados da moeda” podem ser percebidos nas falas e atitudes de alguns jogadores.

No Fla-Flu de quarta-feira (25), pela Copa Sul-Americana, Willian Arão e Felipe Vizeu pediram apoio das arquibancadas após alguns lances. Já após a vitória, Diego deixou o Maracanã alertando para o equilíbrio entre controle emocional e correria para agradar torcida. O goleiro Diego Alves afirmou que em alguns casos é preciso ganhar “na força”, e Éverton Ribeiro admitiu que o tema tem sido pauta entre os atletas.

“Não acho que falta vontade, raça. Ás vezes a gente corre muito e não produz. Desta vez conseguimos nos impor e fazer o gol, controlar o jogo. Tem que ser assim. Se impor e fazer o gol”, analisou o jogador.


Veja mais:


O camisa 7 também afirmou que os jogadores têm conhecimento das cobranças da torcida e que tentam agir da melhor forma possível.

“A gente conversou sobre isso. Mesmo correndo, tem que mostrar isso num carrinho, porque a nossa torcida gosta disso, da vontade, da raça. Tem que continuar fazendo isso, para ter a torcida do nosso lado”, finalizou.

Veja também

  • Isso me lembra um velho ditado romano que diz “À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”… &;-D

  • Parece que só o Zinho percebeu que correr “feito louco”, como se fosse uma roda de bobinho não adianta. Tem que saber qual a estratégia de marcar, se com linha alta ou baixa, a região e hora certa de dar o bote e fazer o desarme. Isso muda durante o jogo, e sou adepto que time que tá perdendo deve marcar a saida do adversário, mas em conjunto. Se ta ganhando, baixa a linha e joga no contra-ataque. Nem sempre da certo, mas faz sentido para mim.
    Quanto ao Paquetá, parabéns pela atitude, e que inspire os demais!

  • Agora não resta mais duvidas, o time do Flamengo, claro a maior parte dos jogadores e seus dirigentes, eles não teem a menor idéia aonde estão, precisou de um “moleque” de 19 anos se matar em campo e se revoltar com o comportamento de “BAMBI” dos outros jogadores, para perceberem que a torcida já está de saco cheio, com esse comportamento de M@#$#&…
    A torcida paga a conta, e agora tem que cobrar empenho, fibra, espírito de luta, competitividade… Ou seja, a torcida tem que fazer tudo, porque para os responsáveis pelo futebol do clube, está tubo indo muito bem, salário em dia, estrutura, bom, aquele lenga lenga de sempre.
    É isso que é ser bom administrador de clube de futebol e, principalmente do Flamengo?

  • Só não perdeu por causa do goleiro, eu não acredito que passe das flores, mas caso passe tem times bem mais chatos a frente.
    Barranquilla, libertad/Racing ou independiente.

    • Você é Flamenguista?

      • Sou, só não sou iludido igual uns aqui que acha que a gente é o real Madrid.
        Depois de tanto vexame no ano acreditar nesse time fica difícil.
        E além do mais, o Diego Alves salvou o Flamengo cara, só não vê quem não que, se fosse o Muralha tenho certeza que teríamos perdido.

        • Tem uma alma de botafoguense…. Já entra em campo derrotado, infelizmente o DNA de “soberba”que é característica do Flamenguista está se perdendo.
          Se hoje entrar Real Madrid x Fla. Eu vou ter a certeza que o Flamengo vai ganhar, porque futebol é paixão

          • Eu sou realista, não me considero ter alma de botafoguense, time muito medíocre.
            Já tive a audácia de dizer aqui que o Rodinei iria fazer o gol do Mundial do Flamengo, quando ele fez aquele gol lá na libertadores que estava nos classificando.
            Aí o que aconteceu minutos depois? San Lorenzo virou e Flamengo foi eliminado..
            Eu contava aqui os pontos de distância pra chegar até o Corinthians, onde estamos agora?
            Atrás do Botafogo com toda simplicidade dele.
            Diante de tantos vexames, eu prefiro não criar mais expectativas nesse ano,. E não acho que a culpa seja da torcida, foi montado um time sem esse DNA que você falou, isso acaba atingindo o torcedor, espero que ano que vem ou 2019 isso mude.

  • Não sei…

    Mas Estamos praticamente em novembro…Apesar do “nunca é tarde” ser uma frase bonita e educativa acredito que já deu. O ano acabou e o que resta é juntar os trapos e partir para outra de agora em diante.

    Mas se for isto mesmo, certamente ainda assim não será o único aspecto da bagaça. Há mais coisas como jogadores superestimados ou sem condições de jogar no Fla.Por exemplo: Esse “centro de inteligência” tem que ficar atento para coisas além do score destes atletas. Tem que saber se são capazes de jogar com um caminhão nas costas. Aguentar a chateação da zoação, os reclames pela “é seleção” etc, etc…Saber que está vindo não para disputar e jogar bem ou ganhar cariocas. Flamengo não é um Chelsea da vida ou outro ex-minúsculo pós-magnata cujas exigências é a looongooo prazo. Torcida do Fla não tá aqui para se deslumbrar com o “favor” que estes caras estão fazendo.

    • Blza, aí eu pergunto: Se o Flamengo não era o Chelsea e nem time de magnata sem título, onde estão esses títulos de antigamente que parecem não existir nas gestões passadas?

      • Até 2005 éramos o time com mais títulos

      • Mas…e daí?! Não posso não reclamar do mau futebol. Não devo cobrar bom futebol aos jogadores? Mas que que coisa…

        O momento atual é outro. A torcida foi sempre compreensiva nos momentos de maior perrengue e agora com as condições ideais pede o mínimo: bom futebol.
        Todo mundo pode achar o que bem entender, mas os jogadores atuais não podem atuar como se o Fla este ano viesse para ficar no meio da tabela.

        • Concordo com vc, mas os títulos eram escassos tb nas gestões passadas, sendo que EBM teve de recuperar o clube para aí sim, depois, começar a forma um time competitivo.

    • Concordo James. E quando o Centro de Inteligência alertou que os numeros de Muralha não eram tão bons, eles prosseguiram com a contratação. Ou seja, parece que o “Centro de Empresários” tem mais influência.

  • Esse elenco do Flamengo só quer jogar os jogos grandes, decisões, brigar por títulos.
    Na atual posição no brasileiro eles nunca vão se dedicar porque já sabem que não podem ser campeões.

    • Você está certo, mas eles estão errados, eles jogam com desdém para competição desde o início.
      Para mim é pior do isso, o time do Flamengo é imagem e semelhança ao seu presidente, só se importa com os rivais locais, não atoa, o Flamengo dos times da parte de cima da tabela do brasileirão, só ganhou do Vasco no primeiro turno, Botafogo na copa do Brasil e Fluminense pela sulamericana.
      Está ficando um time bairrista, os próprios jogadores quando cobrados a respeito do desempenho, falam logo que o Flamengo foi campeão invicto, como se isso fosse suficiente para a torcida.

  • Pelo menos está parecendo que esses jogadores vencedores que estão tomando a liderança no time. Isso é ótimo.

    PS: zeca do santos não joga mais pelo clube. Seria titular fácil no nosso time.

    • Certamente o Zeca já tem um time certo pra ir.

Comentários não são permitidos.