Análise do próximo jogo, titularidade e mais; veja coletiva de Renê

No início da tarde dessa sexta-feira (10), o lateral-esquerdo, Renê, concedeu uma entrevista coletiva em que falou sobre o Palmeiras, que é o próximo adversário do Flamengo, sobre sua titularidade, caso de doping do Guerrero, o seu ano de 2017 pelo Mengão e muito mais! Confira:

  • PALMEIRAS – adversário de Domingo

“A gente espera um Palmeiras forte, que vai jogar com sua torcida. Eles deram uma distanciada do Corinthians, mas ainda possuem um objetivo. Acho que a gente consegue uma vitória lá, mas vai ser um jogo difícil.”

  • BRASILEIRÃO

“O Brasileirão de todos os campeonatos é o mais disputado. Todos os jogos são difíceis, independentemente de ser dentro ou fora, se a equipe vai brigar pelo titulo ou não. O campeonato melhora a cada ano. Ano que vem vai ser de novo disputado. Cada dia que passa está ficando mais disputado o futebol e tende a melhorar.”

  • DISPUTA PELA TITULARIDADE

“Toda vez que tenho oportunidade é o momento de mostrar meu futebol. Essa sequência é dura, mas espero que nessa ausência do Trauco eu possa dar o meu melhor e possa ajudar a melhorar nossa posição.”

  • INVESTIMENTO NÃO DEU RESULTADO

“No Brasil se cobra muito investimento, o PSG vem investindo sempre para estar na final da Champions e não chega. Investir muito não quer dizer que no campo vai ser só vitória. Mas, estamos sempre trabalhando. Não pode só pensar no investimento. O grupo do Corinthians, por exemplo, joga junto há muito tempo. Enfim, esperamos trabalhar sempre melhor para trazer mais alegrias para a torcida no próximo ano.”

  • GUERRERO

“A gente fica triste né, a gente sabe o quanto é difícil. Tudo que um jogador não quer na sua carreira é passar dois anos sem poder jogar. Eu acredito que ele é inocente e vai provar isso. Espero que dê tudo certo e que possa estar de volta logo.”

  • RENDIMENTO INDIVIDUAL EM 2017

“Se for analisar meus jogos, entrei e não tive uma sequencia tão grande. Quando voltei a jogar tive uma contusão, mas acho que a temporada, em geral, foi boa. Mas, posso dar mais, não joguei meu melhor. Sei que posso ajudar ainda mais. Espero que ano que vem eu possa estar jogando em alto nível, como eu joguei no Sport.”

Veja também

  • Po tem uma noticia ai no globoesporte que o Lucas esta sem espaco no PSG e que uma volta ao Brazil nao esta 100% descartada, seria muito caro mas acho que valeria muito a pena tentar um emprestimo dele para o ano que vem, mesmo gastando uma grana.

Comentários não são permitidos.