fbpx

GE: “São-paulino na infância, Dantas supera lesões e vira líder do Fla na Copinha”

Dormir não é uma opção para o jovem Matheus Dantas nas horas que antecedem a decisão da Copinha. Titular na campanha invicta do Flamengo, o zagueiro busca, assim como todo grupo, coroar o trabalho com o tetracampeonato nesta quinta-feira, às 10h (de Brasília), contra o São Paulo, no Pacaembu.

Para o jogador, a final tem ainda mais peso. Dantas cresceu torcedor do São Paulo em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, contrariando o pai, flamenguista. O sonho era se tornar profissional no clube paulista – por onde jogou na base antes de defender o Rubro-Negro -, mas o destino tinha outros planos.

– É um incentivo maior para mim. O São Paulo é um clube que sempre sonhei jogar. Quando eu era menor torcia muito para o São Paulo. É até engraçado, porque meu pai é flamenguista, eu era são-paulino.

– Quando jogavam Flamengo e São Paulo eu falava: “eu nunca vou jogar no Flamengo, quero jogar no São Paulo”. E olha o que acabou acontecendo. Para mim é um grande incentivo também por ser uma final, já chegamos com a vontade de vencer lá em cima – revelou o garoto.

Aos 19 anos, o zagueiro, que como um veterano conversa com a reportagem do GloboEsporte.com, é emoção à flor da pele. Um dos mais vibrantes, ganha destaque ao lado do parceiro Patrick e já até balançou a rede – na goleada por 5 a 0 contra o Elosport. A personalidade deu a ele, contra o Avaí, nas quartas, na ausência de Hugo Moura, a braçadeira de capitão.

Porém, toda a intensidade deu lugar às lágrimas no final de alguns jogos do Flamengo na Copinha, principalmente no mata-mata. Segundo ele, um desabafo, principalmente após longo tempo de inatividade por duas lesões no joelho direito – uma no ligamento cruzado e a outra no menisco -, que hoje, como diz com um sorriso, “está 100%”.

– O choro é de alegria, um desabafo na verdade, por tudo que eu passei. Enfrentei duas cirurgias, fiquei parado sete meses em uma e quase um mês na outra. Por tudo, pela minha família, amigos, todas as pessoas que me ajudaram, me incentivaram para estar onde estou hoje.

– Não (tive medo da minha carreira acabar), porque sou muito apegado a Deus. Sempre conversei, entreguei tudo nas mãos de Deus. Aquilo aconteceu para me fortalecer, para eu amadurecer, dar mais valor à minha profissão, amar de verdade. Só me deu força, Deus me preparou. Se não fossem minhas lesões, eu não estaria onde estou hoje – destacou Matheus.

Veja outros trechos da entrevista de Matheus Dantas:

Início na base
Eu jogava numa escolinha na minha cidade (Campo Grande-MS) quando eu era menor e tinha um convênio com o São Paulo, que levava jogador para fazer teste. Eu era monitorado, ia de três em três meses.

Mas no último ano, que era para alojar, eu não passei. E fui para o Paraná, joguei, fui para a Ponte Preta. Depois de seis meses o São Paulo me pegou, fui para lá de vez. Alojei, fiquei um ano, joguei um Paulista, acho que o de 2013. Perdemos para o Corinthians na final, dali fui para o Flamengo.

Dupla de zaga com Patrick
Demorou um pouco para a gente entrosar. Ele subiu, ano passado era do sub-17 ainda, e eu, do sub-20. Mas conseguimos nos entrosar, um ajudando o outro, comunicação. Um joga pelo outro para tudo dar certo, para nós dois foi um grande passo jogar junto.

Ele é canhoto, sempre jogou pela esquerda, e eu fui para a direita. Estamos bem embalados, confiantes. Isso não tem idade. Ele tem 17, eu, 19, mas cada um aprende com o outro.

Sonhou com a final perfeita?
Toda hora passa, né? Ainda mais por ser contra o São Paulo, onde joguei e tenho amigos. Nossa vontade de jogar, passa o que a gente vai fazer em campo. Se eu fizer um gol eu não sei o que eu faço (risos). Está tudo na cabeça, mas temos que ter tranquilidade, paciência para lidar com isso. Tenho certeza que vai ser um grande jogo.

Reprodução: Globo Esporte

28 Comentários

  • É o ponto fraco da defesa do Flamengo. Patrick é quem comanda àquela zaga com muita técnica e raça.

  • Vai p sao paulo tu e ruim msm pra joga no flamengo nao pode dar uma declaraçao dessas n tu acha q a torcida fica feliz tu dizer que teu sonho era ser jogado do sao paulo.
    Tu nao tem acessor n pra te orienta melhor fala uma asneira dessa meu ai lask

  • Engraçado que nossa torcida acha lindo quando jogador canta nosso hino no vestiário de outro time, quando se declara ao Flamengo jogando em outro time… Mas quando é o inverso ficam dando chilique.
    Isso tem nada a ver, pouco importa pra quem ele torceu ou torce. Quero que quando entrar em campo que ele dê a vida por nosso time. Se fizer isso pode torcer até pro vice.

  • Todo mundo que é do meio do futebol tá porque gosta… é igual músicos, artistas.. é profissão de quem faz por prazer ao menos inicialmente…
    Garanto que mais de 80% do nosso elenco titular atual não era Flamenguista desde criança.. é normal e em 100% dos clubes do mundo garanto que metado dos seus elencos não eram seus torcedores de infancia…. é normal isso.. o cara foi sincero e deu seu depoimento sincero…
    Para de criticar o garoto… ele hoje é jogador e profissional do Flamengo… se ele foi torcedor na infancia de outro time faz parte do mundo do futebol isso… hoje ele joga pra honrar e ter história no time que joga… como todos os jogadores que jogam em seus clubes pelo mundo!

    • Exatamente. Alguém acha que o sonho do Diego, Everton Ribeiro, Cuellar, entre outros, era jogar no Flamengo? Agora ficam de bobeira porque ele falou a verdade.

        • Primeiro você deixa de ser imbecil e aprende a falar com as pessoas, cada um tem a sua opinião.
          Os jogadores da base jogam onde passam no teste, Marcelo torce pro Botafogo, Neymar pro Palmeiras, Vagner Love pro Flamengo e por aí vai. Jogador é profissional, joga onde pagam e onde recebe a oportunidade. Por mim sem problemas, desde que honre a camisa.
          A declaração dele foi infeliz, ainda mais na véspera da final contra o time pelo qual disse torcer, mas principalmente pela boçalidade da maioria dos torcedores que ainda não entenderam que apesar da nossa paixão, jogador joga onde pagam.

        • O Diego é paulista, é ingenuidade acreditar que o sonho de infância era jogar no Flamengo. Claro que depois que se tornou jogador, viu o que é o Flamengo e a visibilidade que proporciona, surgiu a vontade.
          Mas também sabe que o Santos não tem dinheiro pra investir, não ia fazer grandes contratações, não conseguiria pagar o que ele queria e ainda tem atrasado salário, isso com certeza pesou pra decisão dele, ele é inteligente. Fez essa média com a torcida e chegou com moral, mas sonho mesmo de jogar no Flamengo tenho minhas dúvidas.

    • Mas p que coloqua em publico isso
      Parte da torcida nao gosta desse tipo de declaraçao e nao e a primeira vez
      Em outra declaraçao ele falo q nao sabia se a maio torcida do brasil era a do flamengo. Tem q evita esse tipo de declaraçao.

  • Péssima hora pra dar uma declaração como essa, a beira de uma final, com o adversário sendo o time que ele diz torcer, como vai ser se falhar? Garanto que depois do que disse aparecerá milhares dizendo que ele fez proposital, enfim, deu uma declaração idiota como essa e vai ter que assumir a bronca, se perder pode crer que vai ser queimado

  • Mlk merda não sabe o tamanho do flamengo nem da sua torcida . Já é a segunda vez q ele fala esse tipo de coisa a primeira vez falou q não sabia se a torcida do flamengo era a maior agora isso ??

    • Na primeira entrevista falando merda achei que foi nervosismo da hora e tal.
      Agora ele vem da uma exclusiva para o GE arrotando tanta merd* que eu nunca vi, se não jogar o dobro do que vem jogando na final, tá lascado, ninguém vai perdoar e com razão! Ele não sabe onde tá, aqui tudo tem proporção maior

    • Também já tinha manjado naquela entrevista que ele não tinha entendido a grandeza do Flamengo e da nossa torcida. O cara vem falar que “acha que a torcida do Flamengo é uma das maiores do Brasil” com maior cara de paisagem.

  • “Quando eu visto a camisa do Flamengo, se for pra perder uma perna em campo, eu perco, tem que honrar o manto” – Dener Machado, verdadeiro rubro negro, Zagueiraço do Sub-20

  • Cara o muleke falou merda, cadê a assessoria nessa hora, se esse cara falhar ele estará enterrando as chances dele no Flamengo, como pode você dizer que é torcedor do adversário e nunca jogaria no Flamengo na reta final, numa final véí que Deus te abençoe e ganhemos esse titulo, se não você está fúdido!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Vou deixar claro aqui, que eu não o estou criticando apenas acho que foi um momento inoportuno esse comentário dele, ninguém é bobo de achar que os jogadores são 200% torcedores dos seus clubes, só acho que ele poderia ter dado a entrevista sem ficar falando isso, e depois conhecendo nossa torcida isso já se espalhou na net, ele sabe a merda que falou, mais ele se Deus quiser vai arrebentar na partida!!!!

  • O São Paulo é um clube que sempre sonhei jogar.
    Quando jogavam Flamengo e São Paulo eu falava: “eu nunca vou jogar no Flamengo, quero jogar no São Paulo”
    Isso e normal fala isso ta agradando a torcida
    Legal parabens

  • Não sei qual o motivo das críticas, tem que ler o texto direito. Essa era a fala de um menino que não jogava bola ainda, ele apenas relembrou sua posição quando ainda era criança. Ele sempre sonhou em jogar no São Paulo porquê era criança e tinha o clube como time do coração, agora que está no Flamengo ele defende as cores do Flamengo. Depois do jogo contra o Avaí o moleque saiu chorando de felicidade de ter classificado, respeitar a camisa que veste, jogar com raça e dando até a última gota de sangue pra sair com o resultado positivo ja basta, não é obrigado o cara ser torcedor do Flamengo.

  • Criação de sites e aplicativos para celular