GE: “Vinícius Junior x Paulinho: velho duelo entre Fla e Vasco chega ao profissional”

O clássico deste sábado entre Flamengo e Vasco terá um duelo antigo em particular, protagonizado, curiosamente, por duas grandes promessas: Vinícius Junior e Paulinho. Velhos rivais dos tempos de categoria de base, os atacantes terão agora o primeiro confronto como profissionais, no Maracanã.

Vinícius Junior e Paulinho se enfrentaram várias vezes ao longo dos últimos anos, nas categorias sub-15, sub-17 e sub-20. Na maioria delas, o jogador do Flamengo levou a melhor.

– Na base, era muita rivalidade. Sempre quando tinha jogo conversávamos. Sempre rola zoação quando um ganha e outro perde. Era normal da parte dele sempre zoar. O Flamengo ganhava muito da gente, no sub-13, sub-15… até o sub-17. Mas no sub-20 conseguimos ganhar três jogos deles, três títulos e isso alfinetou a rivalidade. E agora, chegando no profissional e com a oportunidade de jogar o primeiro clássico, venho com mais vontade de ganhar – disse Paulinho.

As atuações de destaque por Flamengo e Vasco levaram os dois para seleção brasileira de base. Juntos, foram titulares no trio de ataque com Lincoln e conquistaram o Sul-Americano sub-17, no ano passado. Vinícius Junior foi o artilheiro da competição, com sete gols.

– A gente tem uma amizade tranquila. Sempre estou torcendo por ele, quando o vejo fazendo gol fico feliz também. Um completava o outro na seleção. Quando jogava junto, nas seleções sub-15 e sub-17, a gente se ajudava muito dentro de campo – disse o atacante do Flamengo.

– A relação sempre foi boa. A gente fez dupla de ataque na seleção, no Sul-Americano. Íamos fazer no Mundial, mas ele acabou não indo. Vamos conversar depois do jogo normalmente. Mas dentro de campo, as coisas mudam – afirmou o jogador do Vasco.

Hora da titularidade para Vinícius Junior?

Os dois ainda estão com 17 anos e começam a segunda temporada na categoria principal. Mas Vinícius Junior pode se considerar um pouco mais “experiente”. Desde a estreia como profissional, em maio do ano passado, ele disputou 39 partidas e marcou cinco gols, além de já ter sido negociado para o futuro com o Real Madrid, da Espanha. Paulinho tem 20 jogos e três gols.

Se em 2017 foi reserva, em 2018 ele é protagonista do Flamengo neste início de Campeonato Carioca. Virou titular, vestiu a camisa 10 e correspondeu às expectativas. Fez o gol da vitória sobre a Cabofriense e foi fundamental para o triunfo em cima do Bangu, com assistência para Lincoln.

– Quando entro em campo, não tem isso de idade (risos). O Juan aqui tem idade para ser meu pai. Mas a base vem sempre jogando sem muita responsabilidade e dando alegria para o torcedor – afirmou.

2018: o ano do Paulinho

Sem Luís Fabiano e com a saída de Nenê para o São Paulo, as referências no elenco vascaíno ficaram reduzidas. Além de Martín Silva, quem assume a responsabilidade? Paulinho não tem medo do que vem pela frente. O atacante inicia a temporada sabendo onde quer chegar, mas com os pés no chão.

– Eu foquei num objetivo, quero conquistá-lo, vou trabalhar forte para isso. Foquei em 2018. Vai ser o pontapé inicial na minha carreira. Aquele pontapé que coloca em um patamar muito bom. Falta muita coisa para amadurecer. Não tem um ano que estou no profissional, vou disputar apenas meu segundo clássico (o primeiro foi Fluminense 0 x 1 Vasco em 26 de agosto de 2017). Em termos de amadurecimento, a temporada de 2018 vai ser muito boa – disse o jovem jogador.

O primeiro encontro como “gente grande”

Esse não será o primeiro clássico entre Flamengo e Vasco que Vinícius Junior disputará como profissional. Em outubro, ele entrou no segundo tempo do empate sem gols no Maracanã, pelo Brasileirão.

– É um clássico à parte, que todo jogador que veste a camisa do Flamengo quer jogar, e comigo não é diferente. Eu gosto sempre de jogar contra o Vasco, sempre é especial – comentou.

A empolgação para o clássico também é grande do outro lado. Acostumado a balançar as redes contra o Rubro-Negro na base, Paulinho espera ter a mesma sorte neste sábado.

– Vai ser maravilhoso. Já estou acostumado em meter gol sobre o Flamengo na base. Vai ser diferente, estou no profissional agora, mas o sentimento é o mesmo. O clássico representa muito. Não só para mim, mas para a instituição Vasco e a instituição Flamengo, representa muita coisa. Sabemos que a rivalidade vem de muitos anos atrás.

Líder da famosa “Geração 2000” do Flamengo, Vinícius Junior espera ficar no Flamengo até dezembro, mas deve ir para o Real Madrid antes disso. O clube espanhol pagou 45 milhões de euros (cerca de R$ 165 milhões, na época) pelo atacante – maior negociação da história do Flamengo. Enquanto a despedida não acontece, ele promete aproveitar a disputa deste sábado com o “velho” rival.

– Paulinho, “tamo junto”! Sábado é nós!

Reprodução: Globoesporte.com

Veja também

  • Jogao hj

Comentários não são permitidos.