Após sofrer goleada, Fla sente pressão aumentar por bom resultado na próxima quarta-feira

O Flamengo partiu para enfrentar o Fluminense com um time repleto de reservas, porém, confiante em um bom resultado, o que não aconteceu. O que se viu durante a peleja do último sábado (24) fez com que a pressão aumentasse sobre os ombros dos titulares. Com os seus principais jogadores poupados na goleada sofrida para o Flu, um tropeço diante do River Plate, da Argentina, na quarta-feira (28), pode mudar todo o clima tranquilo e ameno que paira pela Gávea.

O resultado negativo e, de certa forma, vexaminoso, só não ganhou maiores proporções dentro do Fla, pois eram os reservas dentro de campo, entretanto, não foi uma derrota banal. O Mais Querido não perdia sofrendo quatro gols, desde 27 de julho de 2017, ao sofrer o revés para o Santos, por 4 a 2, pela Copa do Brasil. Agora, se formos olhar desde quando o Mengo não perdia pela diferença de gols que sofreu no clássico, fica ainda pior. Foi há um ano e sete meses, na derrota para o Corinthians, por 4 a 0, pelo Campeonato Brasileiro de 2016.

A derrota abalou o treinador Paulo César Carpegiani, e obrigou o técnico a assumir a responsabilidade pela goleada sofrida. Contudo, Carpegiani frisou que não se arrependeu por ter entrado na peleja com seus suplentes. Ainda foi além, afirmou que a derrota em Cuiabá não influencia em nada na partida da próxima quarta-feira (28) e ainda disse que o gol sofrido no início do clássico atrapalhou os planos da equipe.

O próximo jogo será outra situação. Nem por isso deixo de estar confiante. Em qualquer circunstância, um gol muito cedo prejudica e muito -, disse o comandante.

Joga a favor do Flamengo o fato do time argentino, adversário na estreia da competição continental, viver um mau momento. O River Plate viaja para o Rio de Janeiro pressionado por um bom resultado, muito por isso, treinou de portões fechados no domingo (25) e deve fazer o mesmo nesta segunda (26). Em 17 partidas, foram oito derrotas, quatro empates e somente cinco vitórias. O aproveitamento é de 37,2% na temporada argentina. Caso façamos um corte e levemos em consideração apenas o ano de 2018, o desempenho é ainda mais desanimador. Foram três derrotas, um empate e apenas uma vitória, com 26,6% de aproveitamento.

Veja também

  • Podia ter tomado 20 x 0 que eu não tava nem aí, por mim não precisava nem colocar titular mais no carioca, testa esse bando de perna de pau num mistão com a molecada que subiu da base, já da pra separar quem serve pra alguma coisa e quem pode mandar pra rua.

  • No Flamengo infelizmente tudo é um barril de pólvora. Time bem, ajustado, já semifinalista desse carioqueta vagabundo da Ferj, e aí bota um time reserva corretamente pra poupar os titulares pra um jogo mil vezes mais importante, e aí a imprensa e alguns torcedores ficam caindo na pilha do resultado. Eu não tou nem aí cara, só fico triste pelo torcedor de Cuiabá que não merecia tal espetáculo, mas esse auê todo eu não entendo.

  • No Flamengo infelizmente tudo é um barril de pólvora. Time bem, ajustado, já semifinalista desse carioqueta vagabundo da Ferj, e aí bota um time reserva corretamente pra poupar os titulares pra um jogo mil vezes mais importante, e aí a imprensa e alguns torcedores ficam caindo na pilha do resultado. Eu não tou nem aí cara, só fico triste pelo torcedor de Cuiabá que não merecia tal espetáculo, mas esse auê todo eu não entendo.

    • Concordo plenamente, Almir.

  • O Grêmio, para fazer acontecer o Projeto de ganhar a última Libertadores fez muitos sacrifícios, principalmente, abrir mão do Gaúchão. Resultado: Campeão da Libertadores 2017. O Menegão tá no caminho certo. Temos de apoiar o Carpegianni com seu novo 41 4 1. Ainda creio que Renato Gaucho vai vir em 2019. Dai, com algumas contratações pontuais a dedo, ninguém segura o Mengão.

  • Eu juro que procuro entender esses torcedores que dizem não dar a mínima pra jogos do campeonato carioca, mas que ao primeiro revés descascam o time todo, que até na última semana, era só elogiado por eles mesmos. Vocês não percebem que estragam tudo? O dia de um dos jogos mais importantes que temos no ano está para chegar, e vocês armando pressão pra um time que vai jogar em casa sem torcida…

Comentários não são permitidos.