Em entrevista, Léo Moura descarta corpo mole do Grêmio em 2009

Quase dez anos depois, o título do Brasileirão de 2009, conquistado pelo Flamengo, vem dando o que falar. Após a entrevista do meia-atacante, Douglas Costa, que defendia o time do Grêmio aquele ano, afirmando que o tricolor gaúcho não entrou em campo para ganhar, foi a vez do ex-Flamengo, Léo Moura dar sua opinião.

Em entrevista concedida ao Fox Sports, Léo descartou o corpo mole do time tricolor em 2009. A visão do jogador era que se fazia necessária uma postura autoritária da equipe Rubro-Negra naquele jogo, caso contrário o título poderia não ir para a Gávea.

-O que eu vi dentro de campo é que, se a gente não tomasse conta do jogo, o título poderia ter ido embora. Foi um jogo difícil naquele momento. Mas a gente queria aquele título, e com certeza a gente não iria deixar a nossa torcida naquele ano sair triste dentro do Maracanã.- disse o lateral. “De forma alguma, e muito pelo contrário. A gente via muito o Túlio, que jogava lá na época, o volante, incentivando o pessoal que estava ali para que o Grêmio fosse para cima para tirar o título do Flamengo no Maracanã”, completou ele ao ser questionado sobre um possível corpo mole do tricolor.

O campeonato foi disputado até a ultima rodada. A taça estava entre o Internacional e o Flamengo. O resultado parcial ao final do primeiro tempo, de 1 a 1,entre os cariocas e gaúchos dava o título a equipe colorada, principal rival do Grêmio. No segundo tempo,após escanteio cobrado pelo Petkovic, o zagueiro Ronaldo Angelim balançou as redes e decidiu o campeonato para a equipe da Gávea, com o placar de 2 a 1. O primeiro gol Rubro-Negro havia sido marcado, pelo também zagueiro, David Braz.