GE: “Agora vai? Dourado tenta quebrar sina de artilheiros do Brasileirão no Flamengo”

Da artilharia do Brasileirão direto para a Gávea. A trajetória de Henrique Dourado não é novidade para o Flamengo. Na década passada, o Rubro-Negro repetiu a estratégia na busca por gols. Goleadores máximos do campeonato nacional, Dimba, Souza e Josiel monopolizaram holofotes, chegaram badalados, mas não repetiram a performance. Cabe ao Ceifador mudar o rumo dessa história.

Autor de 18 gols no último Brasileirão, Dourado dividiu o posto com Jô, mas foi além: terminou a temporada como maior goleador do país somando todas as competições, com 32. Se vale de comparação positiva, o posto é o mesmo que alçou Hernane a ídolo pelo desempenho em 2013. Comparações à parte, só o rendimento do Ceifador em campo dirá como será lembrado no futuro.


Dimba 2004

 A primeira e mais conturbada da série de contratações de artilheiros do Brasileirão. Chegou em 2004, após marcar 31 gols na edição anterior da maior competição do país, e logo se viu em meio a uma polêmica: enquanto os jogadores tinham salários atrasado, foi comprado ao Al Ittihad por um alto investimento.

Em campo, não disse a que veio: 37 partidas e apenas 13 gols. Rendimento que só não foi pior do que o de Dill, também artilheiro do Brasileirão, em 2000, que entrou em campo nove vezes, não fez gol e ainda foi vilão da eliminação na Sul-Americana, para o Santos, nos pênaltis.


Souza 2007

O Caveirão pode ser considerado o caso de maior sucesso entre as tentativas. Se não chegou a ser ídolo, ficou marcado por boas atuações e se tornou importante nos títulos estaduais de 2007 e 2008, além da arrancada que levou à Libertadores em 2007. Vindo do Goiás após marcar 17 vezes no Brasileirão de 2006, ficou duas temporadas na Gávea, com 74 jogos e 24 gols.


Josiel 2008

Foi quase tão mal quanto Dimba. A seu favor, tem a participação na campanha do hexacampeonato brasileiro, em 2009, com dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Santo André, ainda no início da competição. Foi a melhor participação em um ano e meio de clube. Artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2007 pelo Paraná, com 20 gols, disputou 30 partidas e marcou 13 vezes.

Veja também

  • Cadê os que se gabam que ele foi artilheiro? Novo Josiel

  • Há uma grande diferença na comparação entre Dourado, Dimba e Josiel: o primeiro já havia sido artilheiro ou disputado a artilharia de grandes campeonatos no Brasil antes do ano passado. Também já passou por outras equipes grandes. Não é craque, mas também não é um goleador de uma única temporada, que só havia atuado em equipes de pouca expressão. Se souber lidar com a pressão, tem tudo pra se destacar.

    • Não é goleador de uma temporada? Essa é a primeira temporada que ele fez acima dos 20 gols, claro que é artilheiro de uma única temporada.

      • Só falta vc falar q vizeu ia ser esse atacante q vc queria q fizesse mais de 20 gols tá de decapagem né jogador mediano já bastava o Guerrero la, ainda bem q o Flamengo vendeu ele é outra se quer um homem top pede pra diretoria tentar Neymar, cr7, Messi ou talvez zlatan Ibrahimovic ver se um deles vem…..

        • Argumentação pífia, Vizeu teria muito mais chances de fazer 20 gols do que o Henrique Dourado

      • Não foi a primeira vez. Em 2014 ele fez 25 gols em 53 jogos pelo Palmeiras. Depois passou pelo Vitória de Guimarães, onde não era titular, mas ainda assim fez 13 gols em 32 jogos. E ano passado foram 32 gols em 59 partidas.

        Tirando 2016, ele mantém uma média próxima de 0,5 gols/jogo desde 2014.

        • Não senhor, pelo Palmeiras foram 18 gols em 39 jogos, eu acho que você está somando os gols da portuguesa nesse seu número aí.
          Muito baixa a média dele, especialmente porque no Brasil os estaduais se enfrenta equipes de 4° e 3° divisão, o que nao seria parâmetro pra medir a qualidade

          • Correto. Em 2014 ele marcou 25 gols em 53 partidas somando Portuguesa e Palmeiras (onde jogou quase 2/3 da temporada). Me expressei mal.

            Portuguesa: 14 jogos – 7 gols (média de 0,5)
            Palmeiras: 39 jogos – 18 gols (média de 0,46)

            Nessa conta do Palmeiras não entra Paulista, apenas Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. E naquele time horrível que quase foi rebaixado, o que tem muito mérito. A título de comparação, no ano mais goleador do Guerrero (2017) a média dele foi de 0,44 e metade dos gols foram marcados no Carioca.

            Por isso vejo como um jogador que pode ser muito útil e que, diferente de Dimba e Josiel, já passou por outros clubes grandes e não fez muitos gols num único ano. Mesmo em Portugal ele teve uma boa média (0,41) considerando que era reserva. Minha opinião.

  • Tomara q se torne um novo Brocador, jogue com raça, sem frescura, faça gol de todo jeito e q honre o manto. SRN

  • Desconfio que se fizerem essa análise em outros clubes, o resultado não vai ser muito diferente. A verdade é que encontrar um artilheiro que faça muitos gols não é muito fácil. Aliás, montar um time não é ciência exata. O brocador, que veio para o Fla em época de vacas magras, arrebentou, apesar de suas deficiências técnicas evidentes.

  • Vai fazer 50 gols em 2018

  • Dimba, Souza, Josiel.. eram tudo jogaror de momento.. o problema é que as diretorias do flamengo não sabiam nada de futebol de qualidade.. saim contratando todo jogador que tava na moda que tava nos holofotes.. por ex.. é o caso do Diego hoje.. é chamado de maestro, de craque de camisa 10 diferenciado.. mas na pratica em campo não tem feito nada.. os garotos da base que tem chamado a responsabilidade..

    • E a diretoria continua sem saber de futebol

  • Existe ainda a possibilidade de ZECA acabar com a pendência jurídica com o Santos, porque o Girona desistiu do jogador e a janela de transferência já fechou, sendo assim o FLA negociaria direto com o Santos, mandando um jogador pra lá “Romulo”, que é um jogador valorizado, e vi notícias que Carpegiani convenceu Éverton a jogar na LE, e já está treinando, assim Zeca viria pra assumir a LD, Vamos torcer pra que seja verdade.
    Eu mandava “Pará” e uma compensação financeiro pelo Zeca, Ficaria com Rodnei e Trauco na reserva, liberando tbm o Renê.
    Diego Alves (Julio Cesar), Zeca (Rodnei), Rever (Rodholfo), Juan (Leo Duarte), Éverton (Trauco), Cuellar (Ronaldo), Arão (?), Diego ou ER, Paquetá ou Marlos Moreno, VJ e Dourado (Lincoln).
    Flamengo não precisa trazer zagueiro, basta dá oportunidade pro LEO DUARTE, pra trazer um Vaz da vida, não precisa. sem apostas.
    Ainda cabe Barca: Pará, Vaz e Renê.
    Faltou só Wallace vir.

    • to na expectativa do zeca chegar tbm, se for isso do everton ir pra LE e ele pra LD ta otimo

      • eu tbm, sobre Éverton vi algo sobre isso, tomara que seja verdade, pq não tem mais lugar pro Éverton na frente, como não pintou nenhuma proposta acho que deve ser verdade vamos ver

        • Foi nesse último jogo-treino, o Carpe escalou o VJr no ataque e o Everton na lateral.
          Se o Everton jogar o que jogou em 2009, estamos bem servidos na lateral esquerda pelos próximos anos.

          • Verdade. Éverton marca muito bem, porém pelas características sobe muitas vezes e pode deixar brechas. Mas isso é com o professor carpe, que tem que fazer um esquema para cobrí-lo em suas escapadas. Não é um trauco que precisa de um Uber para voltar, mas requer uma atenção especial, pois èverton não é The Flash. kkk

    • Esqueceu o Jean Lucas

      • Esse não vai jogar, jovem ainda, pode apostar

    • Eu facilmente mandaria o Arão e Rômulo pra eles…

    • Trauco não marca nem a própria sombra. Como ainda tem mercado, é preferível tentar vender do que ficar com ele como reserva. Com relação ao Everton, espero que tenha mesmo se convencido a jogar na lateral e se readapte bem ali. SRN

      • você disse tudo tentar vender, mas quem vai comprar? Trauco ainda vai disputar Copa do Mundo pode dar retorno, agora Renê nossa ruim demais

Comentários não são permitidos.