GE: “Varejão x Leandrinho: como foi o duelo dos craques de Flamengo e Franca no NBB”

No reencontro entre dois craques da NBA e da seleção brasileira, o pivô Anderson Varejão e o ala Leandrinho, o jogador do Flamengo levou a melhor. Em um dia inspirado de Marcelinho Machado, o cestinha, e de Olivinha, que fez um duplo-duplo, o camisa 17 ajudou o Rubro-Negro a ditar o ritmo do duelo e vencer o Franca por 86 a 66. E o GloboEsporte.com fez um raio-X dos números das duas feras (assista abaixo os melhores momentos de Varejão e Leandrinho em vídeo).

Estou muito sem ritmo ainda, mas vou me sentindo melhor, mais no jogo, não só coisas dentro de quadra, mas fora também. Às vezes estou no banco, mas estou vivendo o jogo. Não estava assim no início pelo tempo que fiquei sem jogar. A vibração foi diferente. Mas o jogo foi Flamengo x Franca. Não Varejão x Leandrinho. A gente olha essas coisas, fala esse contra aquele… Primeiro de tudo são os times. Lá foi Cleveland x Phoenix. O mais importante é que estamos bem fisicamente, o resto é consequência – relatou Varejão.

Foto: Staff Images/ Flamengo

O ex-jogador do Cleveland venceu a batalha e deu o troco no rival que o havia desafiado antes do embate. Ao todo, ele ficou 21m28 em quadra e marcou 9 pontos de 21 tentados (42,9%), sendo três em bolas de dois pontos e três em lances livres, deu duas assistências e foi bem demais dentro do garrafão, com 12 rebotes. Leandrinho acabou a partida com 21m42 jogados, 11 pontos, quatro rebotes, uma bola roubada e uma assistência, mas não gostou de sua atuação.

Minha atuação não foi boa, não foi o que tinha preparado para jogar. Mas acontece no esporte. Minha equipe também não fez seu melhor trabalho. Mas é bom acontecer agora, nos playoffs será diferente. Acho legal (reencontrar ele aqui), principalmente pelo carinho da torcida por tudo que fizemos e fazemos. E por ele, voltando para o Brasil, primeiro NBB. Conversei pouco, mas ele está muito feliz de estar de volta jogando. Dá uma força para o NBB, fortalece – disse Leandrinho.

Varejão foi melhor que Leandrinho na primeira parcial. O 19 do Franca só foi desencantar no segundo. Nesse, aliás, foi mais ativo que o rival, já que o técnico do Flamengo, optou por só deixar seu pivô voltar para o jogo faltando 38s para o fim da parcial. Na volta do intervalo, o ala apareceu acertando uma bola de três, mas Varejão seguia dominante no garrafão, contribuindo com rebotes.

Na parcial final, com o jogo liquidado, Varejão ficou mais tempo no banco, enquanto Helinho precisou de Leandrinho. Ele ajudou com seis pontos, dois em chute quarto e quatro na linha de lance livre. Anderson fez dois pontos e dois rebotes.

Foto: Staff Images/ Flamengo

Como foi o duelo quarto a quarto?

No 1º quarto, quem sorriu de cara foi Varejão. Ele abriu o placar do jogo em chute curto. Deu bobeira depois no próprio garrafão deixando escapar a posse após rebote defensivo e viu Gruber dar uma cravada. Em duas tentativas no ataque, forçou demais e acabou no chão. Leandrinho, por sua vez, errou duas tentativas de dois pontos. O pivô do Fla contribuiu com assistência para Olivinha. E, na bola de Marquinhos, fez mais dois pontos, convertendo também lance livre.

Foto: Staff Images/ Flamengo

Leandro ajudou com passe para Mineiro fazer. Mas, na sequência, cometeu falta dura em Marquinhos, que sentiu dores. Varejão foi aplaudido quando deu um lindo drible para servir Olivinha, que não desperdiçou. Depois, pegou dois rebotes defensivos seguidos. Leandrinho saiu faltando 3m57. Com 1m13 para acabar, Anderson também deixou a quadra. Varejão terminou a parcial com cinco pontos, seis rebotes e duas assistências, tendo jogado 8m47. Leandro, com apenas uma assistência, jogou 6m03.

Na 2ª parcial, Leandrinho e Varejão voltaram no banco. Faltando 6m58, o ala do Franca retornou para a quadra. Pegou rebote defensivo em seguida e marcou seus primeiros dois pontos no duelo. Depois, o número 19 chutou, mas falhou. Varejão só retornou faltando 38s e, logo de cara, pegou rebote defensivo. No fim das contas, ele ficou 6m58 em quadra no segundo quarto, enquanto Anderson esteve por apenas 38s. O jogador do time paulista saiu com apenas dois pontos nesse quarto, e o da equipe carioca, com um rebote.

O 3º quarto pôs Leandrinho e Varejão frente a frente desde o início. O jogador do Franca falhou logo no início, mas acertou uma bela bola de três logo depois. Varejão falhou em chute curto, e Leandrinho em nova tentativa de fora do garrafão. Faltando 5m30, o número 19 deixou a quadra. Neto optou pela saída de Anderson. JP Batista, mais descansado, daria um novo gás ao time. No fim das contas, o pivô teve 6m38 de quadra, e Leandrinho, 4m30. O primeiro conseguiu mais três rebotes, e o segundo, três pontos e um rebote.

Marcelinho foi o grande destaque de Flamengo x Franca (Foto: Staff Images/ Flamengo)

Varejão e Leandrinho iniciaram a parcial final no banco. Helinho optou por chamar seu camisa 19 faltando 7m04 diante da vantagem do Flamengo, que era muito grande. Neto podia se dar ao luxo de deixar Varejão descansando. Leandro marcou em chute curto. Faltando 5m25, Varejão retornou no lugar de Rhett e acertou dois lances livres, fora uma cesta de dois pontos e dois rebotes. O 19 do Franca marcou quatro pontos em lances livres. Faltando 2m53, foi substituído e não voltou. Do banco, viu o rival comemorar o triunfo do Rubro-Negro por 86 a 66.

O público compareceu em bom número para assistir ao duelo entre Flamengo e Franca, atraído, claro, pelos craques Anderson Varejão e Leandrinho. Ao todo, foram 2.262 presentes, sendo 1.671 pagantes na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Próximos compromissos:

Varejão e o Flamengo mal terão tempo para descansar no Novo Basquete Brasil. A equipe rubro-negra encara o Bauru neste sábado, às 14h (de Brasília), em novo duelo direto na parte superior da tabela. Já o Franca de Leandrinho vai voltar a atuar no dia 18 de fevereiro, domingo, contra o Minas Tênis Clube, às 11h (de Brasília)

Reprodução: Globo Esporte

Veja também

  • BOM para o NBB.

Comentários não são permitidos.