Fla homenageia vereadora executada no Rio de Janeiro

Na noite da última quarta-feira (14), o carro em que a vereadora Marielle Franco estava com o motorista Anderson foi alvejado a tiros. A Polícia Civil investiga o caso e trabalha com a suspeita de execução. Rubro-negra, Marielle frequentava a torcida do Flamengo e foi homenageada pelo Mais Querido, que publicou em suas redes sociais mensagem lamentando o triste acontecimento. O clube declarou luto. Em sua sede, na Gávea, a bandeira rubro-negra está a meio mastro.

 

Marielle era socióloga, formada pela PUC-Rio, com mestrado em Administração Pública pela UFF (Universidade Federal Fluminense). Nas eleições de 2016, foi a quinta vereadora mais votada para a Câmara de vereadores do Rio com 46.502 votos. A trajetória da parlamentar, nascida no Complexo da Maré, foi marcada pela militância na defesa dos direitos humanos e contra ações violentas nas favelas.

Há duas semanas, Marielle assumiu a função de acompanhar a intervenção federal das tropas de segurança do Rio, além de denunciar uma ação de PMs do Batalhão de Irajá.

  • A preocupação é com a vida das pessoas? Ou oportunismo político? Porque se for realmente preocupação com estado atual da violência no Rio, vai ter que repetir a nota diariamente.

  • Ao ler os comentários, pensei que estava no site do G1. O assassinato da moça é um atentado contra o ser humano e o Estado Democrático de Direito, independente de quem cometeu. O ato tem que ser repudiado, não importando o credo, cor ou ideologia que a pessoa segue. Tem gente por aqui que não merece viver em uma sociedade livre e democrática, pois não consegue conviver bem com quem pensa diferente.

    • Acontece que esse vocês da esquerda, principalmente a morta, defendem bandido e seus atos. Quem cão consegue conviver com quem pensa diferente são vocês da esquerda. A única diferença que vocês toleram em debate é menchevique e bolchevique. Comunista falando em democracia é bem controverso.

      • Há radicalismo em ambos os lados. Eu convivo bem com quem pensa diferente, tá registrado no meu comentário acima. Não me compare com esquerdistas radicais. E pelos teus comentários aqui, tu representa bem o radicalismo cego e apaixonado, mas só que do lado oposto ao da esquerda.

        • Não, estou longe do extremos. Só para alinhar o entendimento, entendo que quanto mais à esquerda maior a intervenção do Estado em tudo, principalmente na vida dos cidadãos, ou seja menos liberdade econômica e menos liberdade civil. Quanto mais à direita menor a intervenção do Estado e até mesmo a ausência deste (anarcocapitalismo), ou seja maior liberdade econômica e maior liberdade civil. Então não se preocupe comigo. Estou mais à direita,porém bem longe do extremo. Sou um conservador. Defendo a liberdade econômica e a conservação dos valores nacionais e da moral judaico-cristã.

  • Por isso que esse país nao sai da merda. 60 mil assassinatos por ano, Quase 150 policiais mortos só no RJ ano passado, não ficou ninguém comovido, nem homenagem, só a dor para a família. Aí morre esse ser que defendia até ontem os mesmos que a mataram, e aí fica essa ladainha. Tristeza por mais uma vida que foi tragada para a morte.

    • Sinto pelo motorista, não sabia o lixo que carregava.

  • Tem que homenagear, sim, uma guerreira e lutadora pelos que vivem nas favelas e sofrem contra as ações de bandidos travestidos de militares.

  • Se esse site fosse minimamente decente já teria banido esses animais que estão contra a homenagem do Bandeira. Pra gente desse tipo só tem 2 possibilidades (que geralmente não se excluem): ou são burros, ou são mau intencionados. Mas não deixa de ser característica do atual momento tenebroso no Brasil. A torcida do Flamengo se notabilizou por ser “favelada”. A vereadora, que foi executada pela polícia, veio exatamente de lá (e isso não é caso isolado). Uma digna representante do povo, contrariando todas as estatísticas, que se mostrava orgulhosamente com o manto. Só isso já seria suficiente para homenagens grandiosas. Ela era a cara do Flamengo verdadeiro. Ser flamenguista e ser contra a favela é ridiculamente contraditório. Mas quem disse que esses animais se importam em não serem ridículos?

  • Será que os direitos humanos foi visitar a família dela??Bom 80.000 pessoas morrem pela violência anualmente…pq nahhomenagearsm.o coitado do motorista q tava fazendo um bico? A verdade é que a esquerda quis se aproveitar do fato para se vitimizar,mas pelo que tenho lido,o povo nao cai nessa,Bolsonaro 2018,nao tem outro minha gente..

  • Uma comunista. Nenhum comunista é inocente. Quanta ironia. Assassinada por um daqueles a quem tanto defendia. Quem será que os “direitos dos manos” vai defender dessa vez? A comunista morta ou o seu assassino? Detalhe: no G1, nas matérias sobre o caso, não liberaram os comentários.

  • Se for deixar a meio pau por morte de policiais, vai ficar a meio pau todo dia.

  • Eduardo Cunha é conhecido e torcedor do Flamengo, espero que não inventem de homenagear ele também, o Rodrigo Maia também é flamenguista.

  • Parabéns à diretoria. Ser de outro espectro político é uma coisa; abster-se de tomar posição perante a selvageria é outra. Muitos caem, vítimas da violência. Não há como parar para solidarizar com todos individualmente: são mais de 60.000/ano! Temos que cobrar a solução definitiva, claro. Contudo, no caso de Marielle, a Polícia Civil não aventa outra hipótese que não a da execução. Todas as evidências indicam isso: a quantidade de tiros, o alvo, a habilidade… Se foi por motivo político ou não – e eu creio que seja – ainda é uma execução. Isso faz com que o crime seja diferente, não pela perda da vida humana, mas pela motivação. Se foi pessoal, temos um sério problema com o rompimento do estado democrático de Direito e sua incapacidade de realizar Justiça por meios civilizados. E se o motivo for político, estamos entrando em uma era absolutamente tenebrosa, de se calar o pensamento, o que devemos repudiar. Cidadãos e instituições que prezem pelo direito ao exercício da cidadania não podem mesmo deixar de tomar uma posição. Repito: parabéns à diretoria, que representa a instituição Flamengo tão bem neste caso, visto que somos pobres, trabalhadores, negros, brancos, mestiços, LGBT’s, nortistas, sulistas… Nós, da Nação Rubro-Negra, somos uma imensa amostra da nação brasileira.

    • Parabéns por se expressar irmão! Não vão nos calar!

  • Parabéns a instituição pela coragem de se posicionar, coragem de reconhecer a realidade do Estado que vivemos, e homenagear um ser humano que lutava por justiça e igualdade.

    • Comunista. Mataram mais do que o nazismo, que também seguia as ideias de Marx.

      • Nazismo seguia as ideias de Marx? Em que escola tu aprendeu isso? Baixa o livro do Hitler (Mein Kampf) e vê o que ele fala sobre comunismo. Abra a sua mente, meu caro. Não haja igual a gado.

        • Em Mein Kampf ele diz que a sua doutrina era diferente do marxismo por reconhecer a importância das “raças”, mas deixa implícito que era derivada do marxismo. Em outros relatos, os quais já foram comprovados, ele afirmava que suas diferenças com os comunistas eram mais táticas do que ideológicas e que “todo o nacional-socialismo era baseado em Marx”. O marxismo era internacionalista. O nazismo era baseado no marxismo de diversas formas. Por ser extremamente patriota, Hitler acreditava que o socialismo poderia ser nacional (nacional-socialismo) e não apenas internacional.

          • Cara, não sei de onde tu tirou essas informações, mas em relação ao marxismo, tu esta completamente errado. Eu li o Mein Kampf de cabo a rabo e em nenhum momento vi ele encontrar semelhanças ou derivação do marxismo, muito pelo contrário, ele o execra completamente em quase todas as páginas. Não precisa ler o livro por inteiro, basta baixar o pdf e pesquisar pela palavra-chave: marxismo.
            E não só o marxismo foi criticado, a social-democracia e o socialismo – não o nacional-socialismo, doutrina intrínseca da cabeça maluca do Hitler – também foram criticados. Na página 196 e 197 do livro ele explica bem o motivo das cores e nome do partido. Na verdade o intuito dele era angariar trabalbadores alemães para o seu partido, já que naquela época os partidos de esquerda tinham força. O Hitler odiava tanto a esquerda que proibiu a atividade panfletária da esquerda, proibiu partidos de esquerda e movimentos sindicais, alem de mandar para o campo de concentração de Dachau (o primeiro a ser construído) socialistas, comunistas, social-democratas e anarquistas.

          • “Diversos materiais que apareceram posteriormente enriqueceram e aprofundaram o conhecimento sobre o nacional-socialismo. Amigos íntimos de Hitler, como Albert Speer, publicaram as suas memórias; as conversas privadas que Hitler teve durante o período da guerra se transformaram em livros; revelações como as conversas políticas que Hermann Rauschning teve com Hitler foram confirmadas por pesquisas minuciosas; e diários de nazistas como o do consultor econômico de Hitler, Otto Wagener, e de seu conhecido ministro de propaganda, Joseph Goebbels, igualmente se transformaram em livros.

            Lendo esses materiais, fica claro, sem sombras de dúvidas, que Hitler e seus aliados se consideravam socialistas e que outros também acreditavam nisso. Adotar o nome “nacional-socialismo” não foi uma hipocrisia. Numa época onde a União Soviética era o único estado socialista no mundo e Hitler adotou a retórica antibolchevique como parte de seu apelo popular, é compreensível que ele relutasse em falar abertamente sobre as suas fontes – em público, Hitler sempre se declarou um antimarxista. Sua megalomania impedia que ele se declarasse discípulo de qualquer pessoa. E isso levou a uma estranha e paradoxal aliança entre os historiadores de esquerda modernos e a mente de um ditador. Muitos analistas atuais se recusam a analisar a mentalidade de Hitler e aceitam, sem questionar, o slogan “Cruzada contra o Marxismo” como uma síntese de sua visão, classificando Hitler e seu nacional-socialismo, erroneamente, como sendo “conservador” ou de “extrema-direita”.”

            Lista de livros:
            – Inside the Third Reich
            – Hitler’s Table Talk, 1941-1944: His Private Conversations
            – Hitler Speaks: A Series Of Political Conversations With Adolf Hitler On His Real Aims
            – Hitler–Memoirs of a Confidant
            – Diario de 1945

          • Outra coisa, veja as duas citações abaixo e imagine qual delas corresponde a cada um dos autores – Marx e Hitler.

            – Primeira citação [1]: “Nós somos socialistas e inimigos do sistema econômico capitalista atual, feito para a exploração dos economicamente frágeis – com seus salários injustos, com a sua indecorosa avaliação do ser humano de acordo com a riqueza e a propriedade, em vez da responsabilidade e desempenho. Estamos determinados a destruir este sistema a todo custo.”

            – Segunda citação [2]: “O que, em si, foi a base da religião judaica? A necessidade prática, o egoísmo.”

            Se imaginou (previsivelmente) que a primeira citação é de Marx e a segunda de Hitler adianto-lhe que se enganou. Pode depois confirmar as fontes, mas a primeira frase – socialista e anti-capitalista – é de Hitler; e a segunda frase – antissemita – é de Marx.

  • Tem que prestar solidariedade a família e lamentar a morte do ser humano. Homenagear e tecer elogios a ela, aí não. Não me representa, não tem minha simpatia, morta ou viva.

    Dona de um dos discursos mais patéticos e demagógicos dos últimos anos. Ao se referir a uma troca de tiros entre policiais e traficantes, onde dois os últimos morreram no ato, os classificou como vítimas. E ainda chamou de chacina!

    • E cantou funk de apologia ao trafico. Uma pergunta que não quer calar em todos esses anos como Vereadora de um dos complexos de favelas mais violentos do RJ, ela não teve nenhuma denuncia a fazer contra o trafico??

      • Raciocine seu… que lamentável!

        • Bobão.

    • Nós sabemos que ela não representa você, pessoas que não conseguem entender o valor da vida como você.

      • De quais vidas você se refere? Dos bandidos? Bandido bom é bandido morto. A esses vocês dão valor. E as vidas dos policiais mortos, os quais morreram combatendo a criminalidade que aterroriza o cidadão de bem?

      • Comunista como a morta e você, não dá valor à vida de ninguém.

      • E você pelo jeito não consegue entender é português. Mais claro do que eu fui impossível. Saudações Rubro-negras.

  • Só acho que é mais um ato politico do EBM atrás de apoio a sua candidatura. Hoje, ele foi entregar a bandeira do Flamengo a familia pessoalmente, e nesse sentido acho um exagero. Lamentamos a morte violenta da Vereadora e de seu motorista, assim como lamentamos a morte de 161 brasileiros por dia, com provavelmente 30 ou mais Rubro-Negros nesse grupo, se considerarmos nossas estimativas de 40 milhões de torcedores, e não vemos o Presidente fazendo fila em Velório no São João Batista, Caju, Irajá ou qualquer outro cemitério. Foi sim um ato politico do Sr. Eduardo Bandeira de Mello, na busca de beneficio proprio.

    • Não é um ato político, é um ato de solidariedade e humanidade.

      E segundo, se vc não quer pessoas de moralidade e transparência na política então quem deverá estar lá pra salvar esse país do caos?

      • E porque ele nunca foi levar Bandeira a policias rubro-negros, negros e assassinados? ou a tantos outros que morrem todo dia? Porque levar bandeira a Vereadora num momento em que toda a midia está voltada para esse assunto? Isso é proselitismo com o nome de um clube que não pertence ao Bandeira, e nem a seus fãs, e sim a todos os rubro-negros!! O Nome é Clube de Regatas do Flamengo, e Não Clube de Rendez-vous do Bandeirinha…

        • Outro patético!

          • Comunista.

          • Outro imbecil.

        • Mandou bem. Diga-se de passagem que era uma vereadora comunista que defendia bandido.

        • Ele tem que se preocupar com o flamengo. A nota divulgada em nome do clube já bastaria. Foi fazer política. Aparecer. Está fazendo política usando o clube como palanque. Isso está errado.
          Vai ser candidato? Então se afaste do clube.
          E outra, usar o flamengo pra se solidarizar com uma pessoa que defende bandido e demoniza e ataca uma instituição, cujos membros são mortos e massacrados aos montes, dando suas vidas por pessoas que nem conhecem, e pior, sem o devido reconhecimento e respeito, é demais. Quem defende bandido, bandido é. Foi tarde. Que se junte a escoria que tanto defendia.

    • Que patético você heim?

      • Muito feliz com a sua opiniao sobre a minha pessoa, que seja uma ótima noite para você, como não sou idólatra e nem apedeuta não vou descer ao seu nivel. Fique com Deus.

  • Fato lamentável, mais lamentável ainda é ver como as pessoas estão sem coração hoje em dia, alem de alienadas e totalmente bitoladas, não tem sequer noção da realidade, não enxergam dois palmos na frente da cara. E parabéns ao Flamengo, CLUBE SOCIAL que é, ao prestar condolências a mais uma mulher negra covardemente assassinada a sangue frio, perseguida por proteger os oprimidos.

  • Lamentável usarem a instituição Flamengo para entrar nesse mundo imundo da política!!
    O brasileiro está cheio de problemas sociais e econômicos e vê o futebol como uma saída de escapar um pouco da realidade do país, unir o povo em uma só voz…e não entupir ainda mais nosso vida com brigas entre ideologias políticas.

    Essa cidadã não merece homenagem alguma do clube. É um ser que apoia aborto, feminismo radical, defende bandidos menores de idade e vive fazendo propaganda contra a polícia militar, com intuito de centralizá-la numa Força Nacional, onde o presidente terá o poder de controlá-las, assim como na ditadura Venezuelana, na Alemanha de Hitler e a na União Soviética.

    • Esse é patético legítimo!

    • Certíssimo.

  • Não tinha nada que homenagear uma defensora de bandidos. Não tem que dar risadas ou ficar feliz pela morte, mas tem que ignorar. Provou do próprio veneno que é defender essa corja de bandidos.

    • Isso aí….apoiado…

    • Você acha que todo morador de favela e bandido seu verme.

      • Todos os que eram de favelas e estão em Bangu, eu tenho certeza…

      • Eu em algum momento disse isso? Vc que está falando que pobre que mora em favela é bandido. Eu só citei bandido mesmo.

    • boa mlq.

    • Penso de forma parecida. Não estamos felizes com o que aconteceu, mas não havia necessidade de manifestação da instituição. Se o presidente ou outros simpatizam com as causas defendidas por ela, que esses se manifestassem por sua redes particulares.

      • Exato

    • Volta para a escola, e estuda em vez de comer merenda. E para de cagar pela boca.

      • Lá vem um energúmeno com a foto de Che Guevara me mandar estudar. Vai se tratar cara, aproveite e leia uns livros de história e veja o que esse cara fazia com a oposição dele o com os gays. E faz um favor para a nação, tira o escudo do Flamengo de trás da foto desse genocida.

        • Apoiado. Mandou bem.

    • Você sabe quem a matou?

      • Sei, um grupo de criminosos

    • Esse é idiota mesmo, não sabe analisar nada.

    • Criatura, tu já disseste muita besteira! Pq não te calas?

Comentários não são permitidos.