Flamengo protesta contra machismo no futebol: #DeixaElaTrabalhar

No último dia 14 de março os torcedores se uniram após Bruna Dealtry, repórter do Esporte Interativo, foi assediada por um torcedor vascaíno minutos antes da partida do cruzmaltino pela Libertadores, contra o Universidade do Chile. Isso não foi a primeira, e infelizmente não será a última vez a acontecer no mundo futebolístico.

Por meio de suas redes sociais o Flamengo participa de uma campanha que repudia os atos, tanto de torcedores de outros times, como na torcida rubro-negra. No curta apresentado, aparecem várias fotos e prints de redes sociais e jornais que mostram o torcedor praticando os atos de machismo e as repórteres relatando o ocorrido. As palavras de baixo calão não foram escondidos afim de causar impacto no telespectador. Veja:

Os torcedores se animaram com a ideia e parabenizaram o clube pelo ato. Veja um compilado com alguns prints de torcedores repudiando o ato de “torcedores” e agradecendo ao Flamengo pelo vídeo:

Veja também

  • Isso mesmo, deixa ela fazer os serviços pesados. Já trabalhamos há mais de 10 mil anos kkkk

Comentários não são permitidos.