Jornalista vê pressão elevada sobre promessas e analisa Vinicius Júnior: “O topo do mundo ou frustração”

No último sábado (03), Flamengo e Botafogo protagonizaram o segundo clássico entre as equipes na temporada. O rubro-negro conseguiu nova vitória sobre o rival, entretanto, o futebol ficou em segundo plano após o duelo, com polêmicas tomando conta das análises. Dentre os temas de maior repercussão, a contestada expulsão de Vinicius Júnior chama atenção.

Nesta segunda, o comentarista Carlos Eduardo Mansur opinou sobre o ocorrido durante o programa “Redação SporTV”. Durante a análise, Mansur fez observação mais abrangente em relação à pressão que é colocada nas promessas do futebol nacional, destacando a joia rubro-negra.

– O jogo moderno já impõe a jovens promessas muitas vezes um roteiro em que é a receita para dar errado, que é a badalação desde muito cedo, milhões na conta desde muito cedo. No caso do Vinicius, ele foi confrontado com tudo isso em um nível extremo. Um parâmetro de sucesso que beira quase o absurdo. Esse jogador ou realiza “o topo do mundo ou frustração”. É praticamente isso que se coloca no caminho dele.

Mesmo com a expulsão de Vinicius, o Flamengo saiu do clássico com os três pontos, vencendo o Botafogo por 1 a 0. Agora, o rubro-negro se prepara para voltar a campo na próxima quarta-feira (07), encarando o Boavista pela Taça Rio, em duelo que deve marcar a estreia do goleiro Julio Cesar.

Veja também