Gustavo Roman: “Só valeu por 30 minutos. Flamengo 1 x 1 Independiente de Santa Fé”

O início de jogo do Flamengo foi muito bom. Postado no 4-1-4-1, o Rubro-Negro conseguia sair da forte marcação colombiana com muita movimentação. Diego, aparecendo mais na área, achava espaços nas costas do volante adversário. Criou quatro chances. E abriu o placar logo aos sete minutos, em uma das muitas falhas da defesa do Santa Fé nas bolas altas. Diego cobrou escanteio pela esquerda. O goleiro Zapata saiu mal. Henrique Dourado se antecipou e marcou de cabeça.

E ficou por aí. O time diminuiu o ritmo. A movimentação deixou de existir. Diego e Paquetá passaram a prender demais a bola. Ela que maltratava a canela de Dourado, que não segurava a redonda no campo de ataque. Everton Ribeiro mais uma vez não esteve bem. Vinícius Júnior, o novo titular com a venda de Everton para o São Paulo, estava muito bem marcado.

Aos 31, Diego errou. E o que deveria ser um contra-ataque do Fla se tornou no gol de empate colombiano. Plata usou sua velocidade para passar de passagem por uma defesa lenta e que saía de sua área. E rolou para Morelo, o artilheiro da Libertadores ate aqui, deixar tudo igual.

Os donos da casa sentiram o baque. Confundiram velocidade com pressa. Eles se afobaram na maioria dos lances. Barbieri tentou dar mais movimentação ao ataque ao tirar Dourado e Everton Ribeiro para as entradas de Lincoln e William Arão. Mais tarde, sacou Vinícius Júnior e apostou em Geuvânio, passando Paquetá para a esquerda.

Não adiantou. O Flamengo só assustou na bola aérea. Esteve para desempatar aos 36 e aos 37 (por duas vezes) em lances que a zaga salvou em cima da linha fatal. Para completar, aos 42 Paquetá achou Diego. O meia poderia ter passado para Lincoln, que estava livre. Preferiu a finalização. Zapata dessa vez foi bem e salvou com os pés.

No fim, o empate acabou sendo um resultado ruim para os cariocas. O Flamengo agora terá que buscar fora de casa os pontos que vem deixando escapar dentro. Capacidade para isso o time tem. Resta saber se o passado de insucessos não voltará para assombrar a equipe.

ESCREVEU GUSTAVO ROMAN

Reprodução: Blog do Mauro Beting | Uol Esporte

Veja também

  • Mais um jogo fácil, dentro de casa, que não aproveitamos. Por pura incompetência.

  • É irritante ver a falta de preparo físico de um elenco dito profissional como esse. Depois de ver Botafogo, Vasco e Fluminense jogarem, é vergonhoso! Esse time só corre de 20 a 30 minutos, depois se arrasta. Até os mais jovens não conseguem correr. Isso não tem desculpa. A preparação física é de amadores. A zaga é lenta, os meias e atacantes não aguentam um jogo inteiro. Os time de pelada são melhores. Profissionalismo no departamento de futebol do Flamengo já, pra ontem!
    O time de basquete ficou 20 dias treinando. Voltou voando. O time de futebol ficou 20 dias treinando. Voltou se arrastando. É problema de gestão. Falta profissionalismo, falta garra, raça, vontade de vencer. É um time frouxo! O Flamengo precisa voltar a ser Flamengo!

  • Vini Júnior senao me engano custa cerca de 1 milhão por mês, se for isso mesmo manda logo pro real pq não ta compensando nao.

  • Quem pichou o nome do Diego no muro ta de sacanagem ou nao assistiu ao jogo….melhor jogador em campo….era o único q pegava a bola e tentava algo…outros jogadores mereciam ter o nome pichado inclusive o TÉCNICO INTERINO FRACO FRACO….

    • Diego não foi mal, porém, prendeu demais a bola e foi pouco produtivo, ele tenta, mas tenta de forma desordenada, desfaz do esquema tático e segura demais a bola, Paquetá fez a mesma coisa ontem, os toques tinham que ser mais rápido, domina e toca, porém o Diego ta prendendo demais, ai perde a bola e arma o contra ataque adversário, tanto ele quanto o Paqueta ontem seguraram demais a bola

      • Só o Diego jogando é dificil….tinha muito jogador se escondendo…

    • Se pegar todas as bolas, rodar rodar e tocar para o lado. Ou tentar dar um passe mais agudo e sempre errar forem sinônimos de “tentar algo”, então realmente ele foi o melhor.

      • é o papel dele pegar a bola rodar rodar e tocar….

    • era o único que pegava a bola e encerava.. passava até um pano na bichinha… matava os ataques com aqueles giros… Perdeu 1 gol feito, entregou o gol para os caras, e não conseguiu definir no 2 tempo

  • Se nao fosse tanto gol perdido ontem….seria goleada e com certeza nao teria nenhuma matéria jornalística ou a torcida cobrando o time…

    • Até os 30 min sim, jogava bem. é perderam muito gol… mas depois time sofrível, desorganizado, e so levou perigo nas bolas aéreas, por incompetência do goleiro deles…
      Aliás é uma forma de ganhar o jogo la…

    • Isso sim é ser torcedor de resultado. Depois do gol dos caras só chegamos em bola parada. Tirando uma bola cruzada pelo rodinei, não criamos absolutamente nada!

      • futebol é resultado!!!

  • 2 minutos atrás
    O que adianta ter um bom controle de bola e não ser criativo nem ter culhão para avançar na área adversária? Não é, Srs. Diego e Everton Ribeiro??????
    Se for somente para prender a bola e dar toquinhos para trás (e para os lados), então coloque meus cães em campo, pois farão a mesma coisa!
    ESTES DOIS ME LEMBRAM AQUELE EX-GRÊMIO, CARLOS EDUARDO) QUE TAMBÉM FOI CONTRATADO A PESO DE OURO E HOJE JOGA A MESMA BOLINHA EM UM PEQUENO TIME NO PARANÁ.
    É HORA DE MUDANÇA RADICAL!!!!!!!
    CHEGA DE VERGONHA!!!!!
    SRN

  • Henrique Dourado é horrivel mano….a bola é maltratada nas canelas dele….pelo meno isso prefiro o guerreiro, segura todas as bolas que chegam quadradas pra ele….Diego tinha que ser treinado pra jogar dando 2 toques na bola e só, se não, vai pro banco meu fi…segura demais a bola….e pelo amor de Deus….chega dessa zaga lenta…..dá uma mesclada, se não vamos ficar a ver navios mais essa vez…

    • temos uma defesa sofrível

  • Boa parte dessa culpa é da torcida e da imprensa.
    Antigamente o Flamengo tinha jogadores limitados mas que jogavam com raça e criticavam que somente raça nan ganharia jogo que o Flamengo tinha que contratar jogadores técnicos.
    Quando chegou o Guerrero e depois o Diego falavam que finalmente o Flamengo estava mudando de patamar , depois vieram ER e D.Alves e se empolgaram mais ainda.
    Hoje criticam alegando falta de raça.
    Então que o Flamengo volte a contratar seus R.Abreu , Williams , Toró , Paulinho…

    • Então é uma coisa ou outra? Jogadores bons tecnicamente não podem ter raça? Vou avisar ao CR7

      • CR7 acompanha lateral adversário?

        • Vc ainda quer que ele faça isso? só se fosse robô. Acompanhar lateral não é sinônimo de raça, o time tem que ter sua tática definida antes das partidas e se doar ao máximo na sua função.

  • O Dourado não pode errar um passe que é pereba, mas se o Vinícius Júnior erra um: é pelo fato de estar sendo bem marcado… Ahan, tá.

    • Pra mim ele pode errar 1000 passes já tá vendido mesmo, isso é o que importa.

      • É lindo ver um torcedor falando que um jogador titular do seu time pode errar 1000 passes pelo fato de ele já ter sido vendido. Duvido que tenha esse mesmo tipo de pensamento se trocarmos o centro do comentário que é o Vinícius, pelo Vizeu.

  • Libertadores já era, aliás, esse barbiere tá pior que o ze Ricardo
    Querem efetivar um cara sem experiência nenhuma e sem comando, jogadores não respeitam ele.
    É muito amadorismo dessa diretoria
    Flamengo tá ficando pra trás do Corinthians, cruzeiro, Grêmio,Palmeiras, etc.. é vexame atrás de vexame, e vendo outros clubes conquistar títulos, não vejo a hora desse bandeira sair fora.
    Laterais você não tem, zaga idosa e lenta, um prendedor de bola no meio campo, o time precisa de velocidade e o cara cadencia o jogo, esse Diego já deu cara, vaza do flamengo.
    Everton Ribeiro também tá na hora de mostrar alguma coisa.

    • O problema não é apenas a troca de diretoria do clube, esta sina de péssimos resultados na Libertadores já é antiga, a questão é que esse elenco consegue jogar cerca de 20 minutos bem e depois parece que cai num marasmo inexplicável, e se levar um gol então aí é que a coisa complica de vez.

    • O caso do Palmeiras é ainda pior do que o do Flamengo. Eles, depois daquele brasileiro, investiram mais pesado ainda e não conseguiram “chegar” em nenhum campeonato… O Roger também tá balançando por lá já que o time deles não rende o esperado. A esperança deles era o Campeonato Paulista e, ainda é, já que até agora tão tentando comprovar interferência externa.

      • Palmeiras ganhou um Brasileirão em 2016.
        A pressão lá é menor que aqui.

        • A pressão da mídia é menor, por ser um time menor e por ter menos torcida do que o Flamengo, mas nenhum torcedor deles está contente com o que vem acontecendo. O 2017 deles foi muito mais frustrante do que o nosso.

Comentários não são permitidos.