Jayme afirma que sua ligação com o Fla dificulta o interesse de outros clubes

É ano de eleição no Flamengo e os bastidores na Gávea movimentam bastante o futebol do clube. Muito por isso, bastou uma derrota para o Botafogo, que custou a eliminação do time no Campeonato Carioca, para uma grande reformulação acontecer ainda no mês de março. O Fla demitiu o então técnico Paulo César Carpegiani, o diretor de futebol Rodrigo Caetano, o preparador físico Marcelo Martorelli, o gerente de futebol Mozer e o auxiliar técnico Jayme de Almeida. Esse último concedeu entrevista exclusiva ao Uol Esporte e falou sobre vários assuntos, entre eles, sua intenção de trabalhar como treinador em outros clubes e também de sua relação com o Mais Querido, mesmo após a demissão.

Em entrevista que durou mais de uma hora, Jayme fora perguntado se sua relação com o Rubro-Negro atrapalha no objetivo de virar comandante em outra equipe. Na visão do ex-auxiliar, atrapalha sim. Tanto que ele considera quase impossível trabalhar em outro grande time do Rio de Janeiro.

Isso realmente existe. A ligação com o Flamengo atrapalha um pouco no sentido de procurar outros espaços. Aqui no Rio é praticamente impossível, apesar de ser respeitado pelos torcedores dos outros clubes. Sei que essa marca existe. Tem quem considere que ainda estou no Flamengo. Me param aqui perto de casa e falam: “Agora está bom lá, Jayme! Vamos ser campeões! [risos]”. Nem falo nada na maioria das vezes, lido bem com isso —, disse Jayme.

No entanto, Jayme de Almeida afirmou que a página “Flamengo” foi virada em sua vida. Contudo, ele continua como torcedor do clube, até por ser criado na Gávea. Almeida ainda disse que não torce contra a diretoria de futebol, mesmo após ter sido mandado embora pela segunda vez na gestão Eduardo Bandeira de Mello.

Virou. Sou torcedor do Flamengo, criado na Gávea e o meu pai também jogou lá. Só que tenho vivido tranquilo. Não é em razão de ter saído do clube que torcerei pelo mal, para que a diretoria se dane. Tenho muito respeito pelo clube, principalmente pela torcida. Sempre fui bem tratado e tenho um monte de amigos lá. Quero que eles sejam bastante felizes e também quero ser feliz não estando mais lá —, finalizou o ex-auxiliar rubro-negro.

Com Jayme de Almeida fora do Mengão, o auxiliar técnico que fora contratado em janeiro deste ano, Mauricio Barbieri, está à frente do time, ainda de forma interina. Com Barbieri no comando, o Fla enfrenta o Atlético Mineiro neste sábado (26), no Estádio Raimundo Sampaio, mais conhecido como Independência, em Belo Horizonte-MG. O embate é válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro e terá início às 21h, horário de Brasília. O confronto representa a disputa pela liderança da tabela e você acompanha a narração e os comentários da partida, ao vivo, na TV Coluna do Flamengo.

Veja também

  • Um conselho: VAI PESCAR!!!!!!!

  • O senhor está confundindo identificação com incapacidade.
    Ou o Renato, maior ídolo da história do Grêmio, não teria como trabalhar noutro clube por ser identificado o o Grêmio?

  • Luxa é tão flamenguista quanto o jayme e não passou por isso. Abelão é tricolor doente e tem espaço em qq clube. O problema não é a história no Fla, é a falta de competencia, assim como foi com o Andrade.

  • É falta de competência mesmo, xenofobia, panela, vitimização um pacote completo por isso ninguém quer!

  • O problema não é a ligação, mas a falta de competência no individuo. Tem exemplos de técnicos e auxiliares que tiveram ligações fortes com seus clubes, e nem por isso outros clubes deixaram de contratar pelo curriculo. Nem todos clubes contratam como se fossem obrigados por pena pela idade. Aliás, o Jayme deve ter uma boa aposentadoria, deveria ir aproveitar mais a vida.

  • O’que dificulta pra você talvez seja por que todos sabem que és paneleiro e se assumir qualquer clube a primeira exigencia sua sera a contratação de marcio araujo gabriel peteleco Vaz e o zé ricardo de estimação pra ficar no banco ao seu lado conversando sobre palavras cruzada enquanto o time se fod.. em campo…

  • Tá de sacanagem…os outros clubes e outras torcidas sabem que vc gosta de uma panelinha e ninguém adota mais esse tipo de trabalho,a não ser o Flamengo atual,vai descansar Jaime!!

  • O que dificulta o interesse de outros clubes, na verdade, é a teimosia dele não se reinventar.

  • Isso e um pela saco mesmo, maioria nem sabia quem vc era antes de assumir o Flamengo como interino em 2013… O fato é que ninguém quer contratar uma múmia que só quer curtir o salário da aposentadoria, em atividade na beira do campo… Paspalhão !!!

  • Esse indivíduo vai se vitimizar tanto que vão acabar colocando ele no Flamengo de novo.

    Quem é esse senhor?
    Ganhou o que?
    Alguém sabe que bosta ele fez pro clube?

    • Qualquer torcedor do Flamengo consegue responder com facilidade todas essas perguntas.
      Fala sério. Deixa de cornetar só por cornetar.

  • Grande Jayme, apesar do seu tempo ter passado, deixou um título nacional pra o Flamengo.
    Foi um dos responsáveis pela utilização do Samir, tentou emplacar o Jajá.

  • O que dificulta é sua própria incompetência e mal caráter

  • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Fala a verdade Jayme, ninguém tá te procurando rsrs
    Só trabalhava no Flamengo porque o Derrota de Mello te protegia.

Comentários não são permitidos.