Paquetá é o segundo jogador mais utilizado nesta temporada e tem queda de rendimento, aponta site

O Flamengo vem de 12 jogos oficiais ininterruptos, sem descanso, com partidas no meio e no final de semana. Aparentemente, o jogador que mais tem sentido o desgaste por esta sequência é Lucas Paquetá, que atuou em 11 partidas das 12. Conforme publicou o GloboEsporte.com, o rendimento do garoto caiu consideravelmente e muito disso pode ser devido a quantidade de tempo no qual o atleta vem atuando.

Paquetá é o segundo jogador que mais minutos têm nesta temporada, com 1.989 em 24 jogos. Sendo superado apenas por Renê, que também tem 24 pelejas disputadas, mas atuou em 2.087 minutos, segundo o site. Lucas foi responsável por melhorar o desempenho técnico do time, no entanto, após os seguidos jogos, o rendimento do time caiu, juntamente com o do camisa 11.

Jogadores que mais atuaram na temporada:

  • Renê – 24 jogos – 2.087 minutos
  • Paquetá – 24 jogos – 1.989 minutos
  • Rodinei – 23 jogos – 1.874 minutos
  • Vinicius – 26 jogos – 1.726 minutos
  • Diego Alves – 19 jogos – 1.710 minutos

O GE aponta também para a menor intensidade de Paqueta durante as partidas. O meio-campista, que tomou o terceiro amarelo contra o River Plate-ARG e fica de fora do primeiro jogo das oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores, vem desarmando em menor quantidade, além de estar tocando cada vez menos na bola durante os cotejos. A força física do jogador diminuiu, segundo o portal, o que vem fazendo com que ele chegue atrasado em divididas. Muito por isso, cometeu sete faltas em Buenos Aires.

Contra os argentinos, inclusive, foi a partida no qual o meio-campista menos participou do jogo, levando em consideração as cinco últimas atuações do atleta. Paquetá deu apenas 28 passes, sendo seis errados. Em comparativo contra o Ceará e Internacional, onde o jogador teve boas atuações, ele tivera superado a marca de 50.

Paquetá nos últimos jogos (sem contar a Copa do Brasil):

  • Ceará – 50 passes – 5 errados, 13 desarmes/roubadas de bola, 3 finalizações
  • Inter – 53 passes – 2 errados, 6 desarmes/roubadas de bola, 3 finalizações
  • Emelec – 39 passes – 6 errados, 6 roubadas de bola, 2 finalizações
  • Vasco – 36 passes – 4 errados, 4 desarmes/roubadas de bola, 1 finalização
  • River – 28 passes – 6 errados, 5 roubadas de bola, 3 finalizações
Com jogos seguidos, Paquetá tem pouco descanso (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

As estatísticas publicadas pelo Globo Esporte, não contam os embates contra a Ponte Preta, pela Copa do Brasil. Nesses confrontos diante da Macaca Campineira, Paquetá fora decisivo, dando a assistência para o gol no qual classificou o Mais Querido para as quartas de final do torneio mata-mata.

Em entrevista coletiva após o jogo de quarta-feira (23), Maurício de Souza, auxiliar técnico de Mauricio Barbieri, comentou sobre o assunto. Mauricinho — como também é conhecido — não acredita que a equipe esteja cansada, mas crê que há a necessidade de ter uma atenção especial para isso, afinal, o clube vem de uma sequência desgastante. No entanto, ele afirmou que há conversa neste sentido com o Centro de Excelência em Performance (CEP FLA).

Não acredito que a equipe esteja cansada. Mas sem dúvida nenhuma precisamos ter mais atenção com isso. É uma sequência desgastante demais. Acredito que se não olharmos com atenção para isso, para essa sequência, vamos ter problemas. Mas estamos conversando com o Centro de Excelência em Performance —, disse o auxiliar, que ficou na beira do gramado contra os argentinos, devido a expulsão de Barbieri contra o Emelec-EQU.

Paquetá talvez seja o que mais sofra com o desgasta físico e a sequência de jogos, pois cumpre uma função em que corre o campo quase que todo. Com grande movimentação, o atleta, que fora poupado contra a Chapecoense, na Arena Condá, esteve presente em praticamente todos os 90 minutos dos últimos dez jogos do Rubro-Negro, segundo o site. Contra o América-MG, o camisa 11 foi substituído após os 90, enquanto que diante do Ceará, ele saiu aos 88 minutos de jogo.

Ao que tudo indica, Lucas Paquetá será titular no embate decisivo contra o Atlético Mineiro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. A partida é válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro e terá início às 21h, horário de Brasília, deste sábado (26). O cotejo marca a disputa pela liderança e você acompanha a narração e os comentários, ao vivo, na TV Coluna do Flamengo.

Veja também

  • Esse é o tipo de materia q espero dos colunistas. E nao um monte de opniao de torcedor apaixonado.. Assim a torcuda apoiara o time pq vai ter a informação correta.

  • Se tocasse de primeira ao invés de ficar prendendo a bola, perdendo infantilmente e depois tendo que correr atrás pra recuperar não estaria desgastado.

    Jogador de meio campo tem que soltar a bola rápido, ver o melhor companheiro colocado e passar. Toda hora ele quer dar toquinho de letra ou enfeitar demais o pavão, faz o simples senão já já vai pro banco.

  • muita firula, e pouca objetividade, eis principal causa de sua queda de rendimento;

  • Ele só precisa fazer menos firulas, ser mais objetivo, pois tem marcado melhor que o Arão, melhor qualidade passe, chega com mais perigo na área.
    Moleque tão novo. Não é possível que os bananetes não o enquadrem e falem para jogar SÉRIO!!
    SRN

Comentários não são permitidos.