RMP: “Sem cara, sem alma, sem nada”

Um dos grandes problemas do futebol do Flamengo dos dias de hoje é a sua completa falta de alma e de identidade. Quem é a cara do departamento? Quem chama os jogadores e a comissão técnica às falas, após um vexame? Quem aparece nos momentos mais turbulentos para falar com a imprensa e, através dela, dar satisfações à sua imensa torcida? Ninguém.

A gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde seus primeiros dias (e já lá se vão mais de cinco anos), se caracterizou pelo desprezo ao trabalho dos jornalistas – e, por extensão, ao direito de informação da sua “nação” de 40 milhões torcedores apaixonados e ávidos por notícias rubro-negras.

Se depender do presidente, todas as comunicações se darão através do site oficial e quando, porventura, alguém precisar falar algo além disso, o próprio cartola mor se manifestará – para seu gáudio e vaidade. E falará, como de hábito, com seu proverbial desconhecimento do mundo da bola e sua empáfia de quem acha que sabe tudo sobre tudo. Não sabe.

No dia seguinte a mais uma atuação pífia, decepcionante, sem alma e sem bola – além de covarde e pouco inteligente – ninguém do comando do futebol do Flamengo apareceu. Onde anda o vice de futebol Ricardo Lomba – o único que teve, uma vez, atitude digna de dirigente de futebol e logo foi silenciado pelo estilo “cala a boca” de Bandeira e Fred Luz?

E o que faz e pensa o novo executivo Carlos Noval? Desde que substituiu Rodrigo Caetano deu apenas uma insossa entrevista: aquela do dia de sua apresentação quando, entre outras coisas, defendeu que o interino Maurício Barbieri assumisse o time, depois da demissão de Paulo César Carpegiani.

A nova maneira de os clubes de futebol se relacionarem com os chamados “setoristas”, repórteres que cobrem o dia a dia do clube, facilita essa postura. Não há acesso aos treinamentos e aos dirigentes e se faz uma única entrevista coletiva por dia, geralmente de um jogador escolhido a dedo (nos dias mais críticos põem para falar um reserva inexpressivo). Ninguém dá a cara a tapa.

Isso nunca foi, não é e jamais será o jeito e estilo do verdadeiro Flamengo. Eduardo Bandeira de Mello poderia ter entrado na história do clube como o melhor de todos os presidentes se, além de colocar as finanças em dia, tivesse entregado o futebol a alguém do ramo – e não a fantoches que replicam o seu jeito blasé e tal como ele não entendem patavinas dos bastidores do velho e violento esporte bretão.

Apesar da saúde financeira, onde está o timaço que todos esperavam? E o estádio? O tal terreno que foi anunciado com pompa e circunstância, na Avenida Brasil, já foi abandonado e a Ilha do Urubu tornou-se um mico para o qual não se vê solução. Isso sem falar no impasse do Maracanã.

Do jeito que a coisa vai este ano, Bandeira de Mello deixará o Flamengo com as finanças equilibradas, mas tendo conquistado, em seis anos, apenas dois inexpressivos carioquinhas e uma Copa do Brasil que caiu do céu, Deus sabe como. Pouco, muito pouco para um clube no qual o lucro de verdade se expressa em taças, voltas olímpicas e na alegria de sua torcida.

O Flamengo dos dias de hoje comemora sexto lugar no Brasileiro, faz festa pelo fato de ter chegado a duas finais num ano (e perdido ambas) e empilha a contratação de jogadores bizarros como Berrio e Marlos Moreno. No mais, leva à loucura os seus torcedores com atuações ridículas e os mata de vergonha com vexames em série.

Isso (não) é Flamengo!

Reprodução: Blog do Renato Maurício Prado

Veja também

  • “O Flamengo dos dias de hoje comemora sexto lugar no Brasileiro, faz festa pelo fato de ter chegado a duas finais num ano (e perdido ambas) e empilha a contratação de jogadores bizarros como Berrio e Marlos Moreno. No mais, leva à loucura os seus torcedores com atuações ridículas e os mata de vergonha com vexames em série.”
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk… As bandeiretes piram.

    • Eu concordo com esse paragrafo, só acho que o RMP se perde com picuinhas porque foi alijado das informações privilegiadas que tinha, e fica claro nesse paragrafo abaixo….A gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde seus primeiros dias (e já lá se vão mais de cinco anos), se caracterizou pelo desprezo ao trabalho dos jornalistas – e, por extensão, ao direito de informação da sua “nação” de 40 milhões torcedores apaixonados e ávidos por notícias rubro-negras….No mais ele tem razão, o ditadorzinho de opereta Eduardinho Boca Mole implantou o regime de estabilidade no emprego no Mengão, ninguém é cobrado e não existe sangue nos olhos dos jogadores. Basta ver que o Flamengo nos ultimos 3 anos não ganhou mais do que 3 times grandes fora de casa, em 3 anos só batemos 3 times grandes fora de casa no Brasileiro, é ou não é apequenar o clube??

      • Isso mesmo.

  • Tem gente que acho que não leu ou não sabe ler o texto!
    RMP, elogiou EBM onde tinha que elogiar e criticou onde tinha que fazer.
    Calma Bandeiretes, vamos enxergar a realidade … ele não foi bem no futebol. Os joagadores atuais não honram o manto.
    Bandeira deixará uma herança maravilhosa ao Flamengo, gestão financeira perfeita.
    Mas no futebol não!
    RMP deixou claro isso!
    Saibam ler!

    • Elogiou pq tinha que elogiar para não cair no descrédito, para então ter toda a licença para descer a pua, não que tb não possa ter e aparentemente tenha razão, mas foi só pra meter o pau mesmo.

      • Com o intuito de que um jornalista como ele faria isso? Tudo que falou é verdade.

  • Estamos a 120 anos sem estádio e vamos ficara assim mais 120 anos? E que patamar é esse que esse banana colocou o flamengo? Dívidas e finanças é obrigação de um gestor de colocar em dia. Se os outros presidentes nada fizeram não é desculpa para essa atual gestão nada fazer e nada ganhar. Se esse presidente banana fosse realmente essa ”coisa” toda teria no mínimo iniciado um projeto de estádio mesmo que não terminasse deixando para os futuros presidentes a incumbência de terminar. Aí sim, poderíamos dizer que colocou o flamengo em outro patamar. Então pra mim como torcedor de time e não de finanças essa diretoria está igual ou no mesmo patamar de tantos que pelo clube passaram ou até pior pois nunca vi um presidente dar banana para sua própria torcida. OBS: E o RMP está certíssimo, doa a quem doer. Se antigamente o time brigava para não cair, hoje o time briga para ganhar nada.

  • Espero que em 2019 quem vencer sejam pessoas que respeitem nosso maior patrimônio (a torcida). Que tenham atitude, que cobrem os jogadores e toda comissão técnica, que sejam firmes.

    Que ñ tratem os proficionais do clube como filhos ou concursados de uma repartição pública.

  • Esses caras que inventam desculpas ridículas pra defender essa gestão patética, no futebol, parece que vivem numa bolha, onde só existe o FLAMENGO. Não conseguem olhar pela janela, e captar bons exemplos que vem de outros clubes. Vivem num mundinho restrito. É óbvio que um mundo ideal, é um clube equilibrado financeiramente, e com conquistas esportivas. Mas uma coisa não pode ser 100% ligada a outra. Grêmio e Corinthians são clubes falidos, que conseguem resultados expressivos, por tratarem o futebol de forma profissional. O clube que mais deve no mundo é o Real Madrid. Tem gente que ainda insiste em justificar o fracasso desse time, pela questão de dívidas. Cérebros de minhoca. Tem também aquela falácia de que “Ah, mas antes o FLAMENGO só brigava pra não cair” Pegam como parâmetro os piores times da história do clube, pra fazer uma comparação. Quando, na verdade, deveriam pegar oa timaços da década de 80. Brigar pra não cair é uma vergonha pra um clube como o FLAMENGO, mas ficar 6°lugar e se contentar apenas com vaga pra Libertadores, é um pensamento tão medíocre quanto. Tudo o que for diferente de ser o melhor time do Brasil e de brigar no mínimo de igual para igual com outros por títulos, é pouco para o FLAMENGO. Já desde 2016 que a relação dívida/receita é positiva. Mas em 3 anos, não se tem sequer um esboço de time. Só os lunáticos conseguem ver alguma perspectiva boa esportivamente nesse time. O Grêmio em 2005 tava na Série B, na lama. Em 2007 já tava disputando final de Libertadores. Como explicam isso? Podem dar 1bilhão de reais na mão desses gestores, os caras não vão ganhar nada no futebol, pois tratam o esporte de forma amadora. Enquanto isso, o FLAMENGO acumula vexames, e outros clubes acumulam títulos.

    • Aonde assino?

    • Pois é, a maior vergonha, na minha opinião, é essa: ainda não temos um esboço de time.

      • O esboço de time apareceu em 2016, mas em vez de evoluírem, os caras regrediram. Em 2017 piorou e em 2018 piorou mais.

    • Falou tudo brother!!! Mitou!! Se eu comento algo indignado, me chamam de Nutella!!!

      • Nutella são esses conformistas…torcedores de dirigente. Maioria aí nem vai em estádio. Tem moral pra nada.

  • Ser jornalista no Brasil é muito bom, vc fala todo tipo de besteira, ganha blog e consegue reproduzir ainda mais besteira. RMP é um grande propagador de bosta, ainda bem que a maioria não da ouvidos a esse velho gagá…

    • Além de falar bobagem, critica com argumentos. Vamos lá, argumenta o texto com argumentos?
      O que ele falou de bobagem?
      Elogiou EBM, falou que fez a melhor finanças e que poderia ser o melhor de todos os tempos … que mais que poderia falar?
      O que ele errou?
      Argumenta com palavras?
      Estou esperando!

    • Não vi propagação de bosta alguma. Só li verdades.

  • “A gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde seus primeiros dias (e já
    lá se vão mais de cinco anos), se caracterizou pelo desprezo ao trabalho
    dos jornalistas – e, por extensão, ao direito de informação da sua
    “nação” de 40 milhões torcedores apaixonados e ávidos por notícias
    rubro-negras.” quanta incoerência,
    primeiro diz que ninguém cobra, depois fala que a torcida sofre por falta de informação do que acontece lá dentro, és algum adivinha, bruxo, se não sabe como sabe?

    segundo, vamos deixar de falar de alma, espírito, futebol não é centro espirita, terreiro de macumba, nem centro religioso;

    futebol se ganha, com persistência, treino, jogo coletivo, físico; técnica, e principalmente com brilho de jogadores individuais em ocasiões impar;

    não vejo imprensa brasileira ou internacional, falando que barcelona joga sem alma, sem espírito, ou real madrid que não jogou nada para estar nessa final da champions, se classificou se arrastando, venceu da Juve com um penal polêmico no fim do jogo e com brilho individual,

    ai esse caras que nunca jogaram futebol vem falar de alma, de espirito, repito, futebol não precisa de comentaristas psicólogos…

    • Os caras acham que ir na Argentina jogar contra o River, no monumental, é a mesma coisa que ir no Piauí jogar contra o River de lá….

    • Que argumento pífio!
      Pobre!
      Ele elogiou Bandeira, falou bem onde poderia falar. Mas falou a verdade onde tinha que falar. Aí a verdade dói né?!
      Bandeiretes, vamos enxergar a realidade!
      Que texto maravilhoso!

  • O pior não é ganhar título, e sim entrar no brasileirão rezando pro time não cair como aconteceu em vários anos. 2 anos seguidos na libertadores, três anos seguidos na parte de cima do brasileiro, sem correr risco de cair. Com o Flamengo estruturado do jeito que ta, ficou mais fácil ser campeão do que 6 anos atrás, quando o alojamento do time era em containers

  • Só Falou merda.

    • e ninguém aqui é privada em seu josé rsrs vamos ganhar hoje;;;SRN

  • Concordo somente com a questão referente a gestão do futebol. Não podemos jogar na conta dessa diretoria o fato de não termos estádio, pois isso é um problema que vem de 120 anos. Pelo menos eu não vejo a ilha do urubu como um mico, só acho que a diretoria poderia se pronunciar e esclarecer o que realmente está acontecendo, pois provavelmente com o acerto do Maracanã não deverão ocorrer mais jogos na ilha. Uma coisa eu concordo em cheio, cadê o Noval???? Fica impossível não pensar as pessoas ligadas ao futebol são fantoches do Bandeira. Também concordo que a grande maioria dos times da era Bandeira apresentam um comodismo absurdo…….

  • uma pergunta de 92 para cá qual foi a diretoria que ganhou mais que isso? a não ser dividas

    • O problema do conformismo é esse, isso que VC disse é bom? Ta de bom tamanho?

      • Não é questão de conformismo é Matemática!!! Vcs querem q em 5 anos se resolva problemas de 120 anos( omo a questão do estádio) e de 20 anos como lutar pra não cair (resolvido)!!! Infelizmente batemos na trave ano passado, tenho certeza q ninguém merece um título de expressão como essa diretoria!!!

        • Concordo com vc Sergio… passamos 120 anos sem estadio… passamos 30 anos atolados em dividas e sem estrutura decente… passamos uns 20 anos flertando com o rebaixamento… agora em apenas 3 anos ja querem um Real Madri dos tropicos….. kkkk tipico de brasileiro, imediatista e q nao sabe o que é planejamento !

          • Resposta dada acima

          • Três não, cinco e nada foi feito.

          • A questão não é essa beto. No financeiro realmente admiro o bandeira de mello. Se contiuasse do jeito que estava, Fla falia, fechava as portas. O problema é o futebol mesmo. Jogado às traças. Jogadores vagabundos. Preguiçosos. Mercenários. Lá no banco se eu atender mal, não fazer negócios,… Sou mandado embora na hora!!! Tem uns 1.000 na fila esperando minha vaga.

        • Se é matemática, então muito dinheiro, muitos títulos.

        • Uma coisa é uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa. O Arsenal é um clube milionario q não ganha nada, se não comerçarmos a ficar incomodados vamos virar um Arsenal brasileiro. Ótimo trabalho de austeridade de recuperação financeira, mas o q não pode é implantar a cultura do conformismo no clube, de proteger jogador pereba, Paulo Nobre tirou 500 mil do bolso e mandou o empresario sumir com o Marcio Araujo do Palmeiras, no Flamengo precisou da torcida ameaçar o Wallace pra ele sair corrido, RC ficou 3 anos fazendo cagadas em cima de cagadas sem resultado nenhum, ganhou até bônus por resultados. Quando o Boca estava correndo risco de não classificar o presidente entrou no vestiário e falou merda pro jogadores, falou q eles envergonhavam a historia do Boca que era inadmissível não classificar, o Flamengo teve 2 eliminações e nada aconteceu. O q incomoda é a cultura de bananas q o clube tem implantado.

          • É isso, irretocável.
            Parabéns e saudações rubro-negras.

        • O problema é esse antigamente brigava para não cair, hoje o time briga para não ganhar nada ou bater na trave. Daqui a pouco vamos virar uma nova versão de ”viceínos”. Talvez não seja possível resolver tudo em 5 anos, mas pelo menos começar, iniciar, alavancar, ter boa vontade, enfim tudo tem um começo e tudo começou a cinco anos atrás e nada foi feito. Estou de saco cheio de ”nada consta” e só bater na trave..

      • não é conformismo só não tenho memória curta

        • Resposta abaixo

      • “Retrato” dessa diretoria.

    • A diretoria do triênio 2007 – 08 – 09, apesar de não ter dinheiro só dívidas, o Flamengo foi tri campeão carioca e brasileiro em 2009. O brasileiro de 07 chegou em terceiro e o 08 chegou a brigar pelo título, mas refugou no final ficando em sexto, a mesma colocação que os milionários atual tiveram a cara de pau de comemorar como um título.
      Não defendo nenhum presidente, nem de agora e os anteriores, eles não merecem, só que por causa do triunvirato Kléber Leite, Edmundo Santos Silva e Patrícia Amorim não concordo com a tese como se o Flamengo tivesse sido fundado em 2013. Apenas isso.

      • verdade, acho pouco ainda, carioca nem da mais pra comemorar. A seca de títulos não é de hj.. não defendo diretoria tbm, só não acho justo depreciar uma diretoria como só ela que não ganhasse títulos.. Seria interessante uma pesquisa levantando os titulos de cada gestão o número de vitorias e derrotas para fazer um comparativo

        • É válido, mas não podemos esquecer que até 2001 o brasileiro era disputado em turno único, e o carioca durava o primeiro semestre inteiro. Porem é provável que ganhe um presidente que os torcedores atuais odeiam, MARCIO BRAGA.

Comentários não são permitidos.