Fla e construtora celebram escritura definitiva referente ao Morro da Viúva

O Flamengo e a construtora RJZ Cyrela, que venceu a licitação do edifício Hilton Santos, no Morro da Viúva, lavraram a escritura pública definitiva que oficializou a negociação entre ambas as partes. O ocorrido aconteceu na sede social da Gávea, na última sexta-feira (22).

A proposta foi aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fla, por ampla maioria (235 votos a favor, 23 contra e um nulo), em dezembro de 2017.  O valor envolvido é de R$ 26 milhões, que estão sendo investidos na construção do novo Centro de Treinamento do time profissional, no Ninho do Urubu.

Participaram da ocasião o presidente do Fla, Eduardo Bandeira de Mello, o presidente do Conselho dos Grandes Beneméritos, Walter Oaquim, o presidente do Conselho Fiscal, Mario Esteves, o vice-presidente de Patrimônio rubro-negro, Alexandre Wrobel, e o fundador da construtora, Rogério Jonas Zylbersztajn.

O clube permanece com 30% das unidades do prédio, depois do mesmo ser reformado. Quem falou sobre o assunto, foi o vice-presidente de Patrimônio Alexandre Wrobel, que celebrou a finalização do negócio e o fato do Mengo ter mantido uma porcentagem do edifício.

Hoje, depois de várias etapas cumpridas e exigências superadas, finalmente lavramos a escritura definitiva referente à negociação aprovada pelo CODE no final do ano passado. Este é um passo importantíssimo, mais uma conquista de extrema relevância na área patrimonial do clube, na medida em que, além do pagamento inicial, será feito um investimento, pela RJZ Cyrela, na ordem de R$115 milhões noretrofit completo do prédio, permanecendo o Flamengo como proprietário de 30% das unidades, que serão entregues completamente reformadas, valorizadas, em um empreendimento emblemático, que será uma referência para a cidade —, disse o VP.

Além disso, Wrobel ressaltou o fato do dinheiro já estar sendo destinado para os interesses do Rubro-Negro. Afinal, o Mais Querido está construindo o segundo Centro de Treinamento, graças a essa verba que entrou do Hilton Santos — o primeiro CT, que está sendo utilizado pelos profissionais, será destinado à categoria de base.

— Os valores recebidos estão sendo integralmente revertidos para o patrimônio do clube, fundamentalmente na construção da segunda fase do nosso CT, que será inaugurado no final desse ano, e certamente será motivo de enorme orgulho para toda Nação Rubro-Negra —, concluiu o vice-presidente.

A construtora, que venceu a licitação, entregou a proposta ao Flamengo e vai investir R$ 243 milhões na obra de reforma, além dos R$ 26 milhões que o clube está aplicando no novo CT. Com o mercado em baixa na época, o imóvel estava avaliado em R$ 112 milhões, segundo os dirigentes do Mengão.

Confira o vídeo da assinatura que o Fla publicou:

Veja também