Fla se une a rivais contra medida que prevê corte de verba destinada ao esporte

Não somente de futebol vive o Flamengo. O clube da Gávea, muito conhecido também por grandes conquistas no esporte olímpico, pode sofrer impacto importante com a medida provisória 841, assinada pelo presidente Michel Temer. Tal ato prevê o corte de R$ 514 milhões aplicados atualmente ao esporte. Diante da situação, os rivais Vasco, Fluminense e Botafogo se uniram ao Rubro-Negro, em coletiva realizada na Gávea, com o objetivo de lutar contra a medida. A reunião ocorreu na manhã desta quinta-feira (30).

A ação do governo retira a verba que outrora era repassada ao esporte e passa a aplicar no Sistema Único de Segurança Pública (Susp), criado pela MP-841. A coletiva contou com os representantes dos quatro grandes do Rio, além de vários atletas, técnicos, gerentes e pessoas que fazem parte da comissão esportiva do Mais Querido. Alexandre Póvoa, VP de Esportes Olímpicos do Flamengo, mostrou sua indignação com o ato provisório, alertanto o desmonte de inúmeras instituições que realizam trabalhos com atletas inseridos no esporte. Confira a nota de repúdio abaixo.

O esporte olímpico é a essência do esporte. Poderíamos estar em qualquer clube, mas o importante é ver atletas e dirigentes de todos os clubes presentes contra essa medida que acaba com o esporte olímpico nacional. Estamos falando de muitos atletas, 3.500 alunos de escolinhas que sonham todos os dias em serem atletas do Flamengo ou de outros lugares. Se multiplicar isso pelos quatro grandes clubes, você vai entender melhor como essa medida afeta e muito milhares de pessoas. Não importa a camisa, o que é importante é que todos os times estão unidos para mostrar o papel social enorme que prestam para o Rio de Janeiro. Tirar esse dinheiro do esporte vai acabar com os olímpicos em um país que desvaloriza tanto essas modalidades. Vamos lutar até o fim para derrubar essa MP.

Veja também

  • Votem em #LULA13PRESIDENTE aí tudo volta a melhorar.

Comentários não são permitidos.