Com conquista do Sub-17, base do Fla chega ao quinto título internacional no ano

Os garotos do sub-17 fizeram história mais uma vez pelo Flamengo. Na última terça-feira (28), a equipe carioca sagrou-se campeã do torneio Evergrande Cup U17, ao derrotar Villareal-ESP, nos pênaltis. Com a conquista, a base do Fla chegou ao seu quinto título internacional no ano, comprovando a força do clube na formação de jovens promessas.

Além do Evergrande Cupe U17, a base já havia conquistado o 42º Trofeo Dossena, com o sub-19. A garotada derrotou o Atalanta-ITA de virada, pelo placar de 3 a 1, e sagrou-se campeã do torneio disputado na Itália, em partida realizada no dia 16 de junho.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir! 


Ademais, o Rubro-Negro levantou a taça do Torneio Internacional de Dubai (Sub-16), ao derrotar o Real Madrid nos pênaltis. Também vale destacar os títulos conquistados da Adidas Generation Cup disputada em Dallas, nos Estados Unidos (Sub-17), e da Nike Premier Cup, torneio Sub-15 disputado no Brasil que acabou classificando os Jovens da Gávea para o Mundial da categoria em agosto.

O destaque na base não veio somente neste ano. Contudo, as conquistas internacionais foram as grandes novidades dentro da gestão Eduardo Bandeira de Mello. Ainda com a presidente Patricia Amorim, em 2011, o Fla havia conseguido levantar a taça de campeão da Copa SP de Futebol Jr. Na ocasião, o goleiro César era o titular da equipe e foi um dos grandes destaques do torneio. Porém, ainda é válido mencionar que na época o Fla carecia de investimentos mais pesados na base, contando com estrutura muito inferior, o que explicava a pouca evidência dos jovens da Gávea.


Infraestrutura da base no Ninho do Urubu, em 2011. (Foto: André Casado/GloboEsporte.com)


Cabe ressaltar, por fim, a atual safra de grandes promessas. Dentre elas, estão os garotos Vitor Gabriel – autor dos dois gols na conquista do torneio disputado na Itália – e Reinier. O primeiro tem 18 anos e, além de se destacar na final contra o Atalanta-ITA, também foi peça importante para a conquista da Copinha de 2018. Por sua vez, o segundo tem apenas 16 anos e já é considerado uma das principais revelações da base. Na Taça Puskás, disputada este ano pelo sub-17, na Hungria, o jovem foi eleito o melhor jogador do torneio.

Veja também

  • Baboseira

  • Ainda bem quer nao se falam mais a barbiseira que base e so para revela e nao conquista titulos

Comentários não são permitidos.