Luiz Penido rasga elogios a Cuéllar: “Tirando Adílio e Andrade, não vi nenhum no nível dele”

Gustavo Cuéllar tem vivido um momento especial no Flamengo e tornou-se, para a torcida, uma espécie de xodó. Não à toa, ele tem recebido muitos elogios da Nação, da imprensa e, nesta sexta-feira (24), foi comparado a monstros do futebol rubro-negro.

No programa Resenha Ao vivo, da TV Coluna do Flamengo, o narrador Luiz Penido, da Rádio Globo e CBN, elogiou bastante o volante. Desde que Luiz começou a assistir ao esporte, ele nunca viu um meio-campista melhor que Cuéllar, com exceção de Adílio e Andrade.

O Flamengo tinha tido o Gerson, que foi para o Botafogo, e de lá pra cá, sem medo de errar, de todos que eu vi no meio-campo, o Cuéllar foi o melhor jogador. Olha que o Flamengo teve Andrade, Adílio, que estavam em companhias tão maravilhosas que eu não sei se eles jogavam tanto por que jogavam tanto quanto ou talvez mais, mas eles tinham lá atrás o Mozer, o Figueiredo, enfim… Na lateral tinha o Leandro, na outra o Júnior, na frente o Zico… Então, esses caras eram fenômenos no meio-campo do Flamengo. Vamos excluir, para não fazer maldade, o Andrade e o Adílio. Eu não vi nenhum jogador, que vestiu a camisa do Flamengo, que fosse do nível do Cuéllar. Gustavo Cuéllar, pra mim, é o cara. Ele é O jogador —, disse o narrador.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos, para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir! 


O Flamengo contratou Gustavo Cuéllar em janeiro de 2016, a pedido do então treinador Muricy Ramalho. Assim que chegou, o atleta assumiu a posição de titular. Contudo, ele se lesionou e perdeu espaço, ficando na reserva de Márcio Araújo, agora na Chapecoense, durante um bom tempo.

Quando o ex-Fla Reinaldo Rueda assumiu o Urubu, em meados de 2017, Gustavo voltou a ganhar espaço e assumiu, de vez, a titularidade na equipe. Neste ano, Cuéllar tem se notabilizado pela raça em campo, mas também por ter técnica apurada, com poucos erros de passes, ótimas viradas de jogo e lançamentos precisos.

Em junho, o contrato do colombiano foi renovado até junho de 2022. O jogador tem recebido várias sondagens e os dirigentes não pretendem negociá-lo. Por isso, sua multa rescisória foi aumentada, segundo o Globoesporte.com, para cerca de 50 milhões de euros — R$ 218 milhões na cotação da época.

Ao todo, o meio-campista realizou 119 jogos com o Manto Sagrado, sendo 33 em 2016, 51 em 2017 e 35 nesta temporada. Além de muitas roubadas de bola, o volante balançou a rede dos adversários em duas oportunidades pelo Mais Querido.

Assista ao programa na íntegra:

Veja também

  • Na minha opiniao Caceres paraguaio jogou muita bola no Mengao

  • Concordo com o que foi dito, tecnicamente falando, ele só perdi para o Andrade e o Adílio, só de pensar que fraquíssimo Zé Ricardo deixava ele e o Juan no banco, não relacionava o Paquetá. Precisou vim um treinador de fora para barrar o caramujo, Rafael Vaz e encostar o Gabriel

    Lembrando que antes de se machucar antes da copa o Juan era chamado de ministro da defesa, hoje tá mortinho.

  • 70 milhões de Euros. Site mal informado.

  • Ah peralá!!! Valber cachaça, Leandro ÁVila e Maldonado também foram MONSTROS !!!!

  • Esse joga fácil, e pensar que passaram varios técnicos la e deixaram o cara no banco. Provando q o nível de tecnicos do brasil, e muito fraco!!??

  • Que exagero. O Elias tb foi muito bem , mas poderia ter ficado mais tempo. O cuellar é muito bom jogador mas precisa as vezes fazer faltas táticas .

  • O Flamengo teve um paraguaio chamado Reyes. Jogou muito também.

Comentários não são permitidos.