Obina se declara ao Flamengo: “Foi uma honra ter vestido essa camisa”

O atacante Obina, um dos xodós da torcida do Flamengo na última década, anunciou a sua aposentadoria nesta quarta-feira (01). Ele não entrava em campo desde 2016 por conta de problemas físicos. Na noite desta sexta (03), o baiano foi um dos homenageados em evento realizado pela Fla Nação, que também contou com a presença de outros ex-atletas que fizeram sucesso vestindo o Manto Sagrado.

Durante o seu discurso, o ex-jogador fez questão de falar o quanto se sente gratificado por ter atuado no Mais Querido. Segundo ele, jogar no Maracanã com a camisa do Fla foi uma grande emoção. Por fim, revelou o que sentiu quando entrou no palco de duas Copas do Mundo pelo Rubro-Negro.

Vestir essa camisa, para mim que veio de um lugar humilde de Salvador, foi uma honra. Vocês não têm noção da honra que eu tenho de ter vestido essa camisa do Flamengo. Para mim e para os meus familiares foi uma emoção quando entrei no Maracanã para jogar pelo Flamengo. Se você entra no Maracanã com a camisa do Flamengo e não se arrepia, você não está pronto para vestir essa camisa. Eu senti isso quando estive lá –, declarou.

CONFIRA O VÍDEO ABAIXO:

Durante a carreira de futebolista profissional, que durou 14 anos, Obina atuou pelo Mengão em cinco temporadas, entre 2005 e 2009, além de ter participado de dois jogos no ano de 2010. Durante sua memorável passagem pela equipe carioca, ele realizou 150 partidas e marcou 37 gols com a camisa do Mais Querido. Neste período, ele foi tricampeão do Campeonato Carioca e venceu também a Copa do Brasil. E, apesar de não ter ido até o final da campanha, também é considerado campeão brasileiro de 2009.

Veja também

  • SRN, Obina! Você merece todo nosso respeito…

  • Obrigado por tudo Obina na época mais difícil do Megão vc Honrou o Manto sagrado e vc tanbém honrou a nação inteira obrigado e Que Deus Te Abençoe ricamente na sua nova Etapa e sim pra nos vc e melhor que o Etto.

  • Foi uma honra ter você vestindo a camisa do Mengão , Obina!

  • Em 205, fez o gol histórico contra o Paraná, aos 47 min do segundo tempo, tirando o Mengão da degola.
    Nenhum rubro negro deveria esquecer deste momento.
    Saudações, Obina.

Comentários não são permitidos.