Perto do Fla, Piris da Motta tem menos de 60 faltas cometidas nas últimas quatro temporadas

Apesar de não ter sido anunciado oficialmente pelo Flamengo, o volante Robert Piris da Motta está bem próximo de ser o mais novo reforço do Mais Querido. Prova disso que é, ainda na manhã desta quarta (01), o paraguaio desembarcou no Rio de Janeiro para fazer exames e acertar últimos detalhes antes de assinar o contrato com o Mengão.

O jogador chega para ser reserva imediato do colombiano Gustavo Cuéllar. Com características defensivas, um fato que chama atenção em relação às quatro temporadas de Piris é a quantidade de faltas cometidas ao longo da carreira: até então, são apenas 54.

Vale destacar, entretanto, que a carreira de Piris como profissional conta com apenas quatro temporadas, já contando com a atual (2018/19). Ainda cabe ressalva para o fato de que a temporada argentina, onde o volante atuava, segue o padrão dos campeonatos europeus, sendo iniciada em julho.

Contudo, mesmo com estas diferenças, se forem analisados os números da provável contratação do Flamengo, a quantidade de faltas cometidas nos últimos três anos é inferior à quantidade que Cuéllar cometeu desde que chegou ao Mengão. Até então, o colombiano fez 59 infrações durante 53 partidas que realizou com a camisa do Fla, ao longo dos três anos. Ou seja, o camisa 8 tem a média de 1,11 faltas por jogo.

Enquanto isso, se analisados apenas os números dos últimos três anos, Piris tem a média de superior à do dono da posição no Flamengo, uma vez que seu número atinge a média de 1,71 faltas a cada partida (48 infrações em 28 partidas), segundo dados da ESPN Argentina.

Aos 24 anos de idade, Piris da Motta deve assinar com o Flamengo por quatro anos. O clube da Gávea desembolsou cerca de R$ 10 milhões para contar com o atleta em seu plantel. Piris é visto como uma das grandes promessas da posição de primeiro volante no futebol sul-americano. O jogador, inclusive, faz parte da seleção paraguaia. Ainda é importante destacar que, para se tornar jogador do Mengão, o atleta teve papel fundamental para convencer a diretoria do San Lorenzo, uma vez que os argentinos não queriam liberá-lo.

Veja também

  • Parem de chamar esse gringo de Pires da Motta por favor, Piris da Motta nunca vai dar nada. Chamem de Robert Piris ou simplesmente Piris.

  • Tchau Romulo vai com deus

  • Estamos com 2 times de qualidade impressionante. Agora temos reservas que são jogadores de seleção e seriam titulares e fundamentais para qualquer outro time principal do país. É um jogador do mesmo padrão do excelente Cuellar, vai na verdade revesar com o colombiano e não ser reserva, acredito.

Comentários não são permitidos.