Ídolo do Flamengo, Julio Cesar completa 39 anos; relembre a trajetória do ex-goleiro no clube da Gávea

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Por: Marvin Machado

Fora dos gramados há pouco mais de quatro meses, Julio Cesar completa hoje 39 anos de idade. O ex-goleiro se aposentou no Flamengo, após a vitória sobre o América-MG, no dia 21 de abril, pelo Campeonato Brasileiro. Relembre alguns momentos marcantes da trajetória do ex-atleta com a camisa rubro-negra.

Início promissor:

Julio Cezar foi um dos goleiros mais jovens a estrear pelos profissionais do Fla. Formado nas categorias de base do clube, o então garoto de apenas 17 anos fazia a sua primeira partida no elenco, em 1997. Se não bastasse, não se tratava apenas de mais um jogo, e sim de um grande clássico estadual contra o Fluminense. Já em sua segunda partida, defendeu uma penalidade e partir daquele momento começava a história um dos melhores arqueiros da equipe carioca e do Brasil.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos, para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir! 


Titularidade:

Julio, aos poucos, foi conquistando a torcida e obtendo o seu espaço no time titular. O fato aconteceu de vez em 2000, em partida diante do Bahia válida pelo Brasileirão. Neste ano, já era considerado uma das principais revelações do futebol brasileiro. Em 2001, obteve ainda mais projeção, tendo grande contribuição para o tricampeonato do Mengão em cima do Vasco.

Seleção Brasileira:

Com o grande destaque, o goleiro foi parar na seleção brasileira, em 2002, sendo chamado por Luiz Felipe Scolari, técnico à época. Pela ‘Canarinho‘, esteve presente na Copa do Mundo de 2006, 2010 e 2014, sendo titular nas duas últimas. Além dos Mundiais, o ex-jogador tem no currículo o título da Copa das Confederações de 2009 e 2013, também sendo o titular nas duas campanhas.

Saída do Flamengo:

Julio Cesar saiu do Flamengo em 2004, sendo transferido para o poderoso Internazionale de Milão, da Itália. Inicialmente, o brasileiro foi emprestado para o Chievo Verona e novamente brilhou, até se consagrar de vez com a camisa da equipe italiana. Pela Inter, o goleiro obteve diversos títulos do campeonato local, além da conquista da UEFA Champions League de 2010, sendo titular à época e considerado por muitos o melhor goleiro do mundo na temporada.

Retorno ao clube de coração e fim da trajetória:

Após passagens por Inglaterra e Portugal, Julio retornou ao Fla neste ano para, enfim, pendurar as chuteiras. À princípio, o arqueiro havia assinado apenas para a disputa do Campeonato Carioca. Entretanto, o clube da Gávea não levou a taça de campeão, fazendo com que o jogador prolongasse o seu vínculo. Como mencionado inicialmente, o goleiro se despediu diante do América-MG, pelo Brasileirão, com Maracanã lotado para saudar o ídolo flamenguista e assisti-lo pela última vez com o Manto Sagrado. No total, foram 287 jogos com a camisa rubro-negra, três Estaduais, uma Copa dos Campeões Mundiais – torneio amistoso vencido em 1997 -, uma Copa dos Campeões – conquistada em 2001 e que garantia vaga na Libertadores -, além de uma Copa Mercosul.

Veja também

Comentários não são permitidos.