fbpx

Jerônimo Jr: “O Projeto”

O Flamengo caminha em águas nada tranquilas para um fim de ano melancólico. Disputando duas competições, mas apresentando um futebol que não dá esperanças a sua torcida de que obtenha êxito em nenhuma delas. Os resultados de Barbieri colocam o clube cada vez mais distante do objetivo e começa a surgir um clamor por uma mudança no comando. O Projeto de conquistar o brasileiro vai naufragando. E agora? Manter o comandante em um barco à deriva ou partir para um novo “pojeto”?

O nome em consenso para dirigir o futebol do Flamengo é Renato Gaúcho, mas esse só em 2019. Faltando três meses para terminar o ano, a única chance de salvar o Rubro-Negro de mais um ano decepcionante é fazer algo diferente do que já vem sendo feito, e aí ganha força a troca de treinador.

Um nome surge em destaque, principalmente pela disponibilidade e pela possível aceitação de um contrato de três meses: Vanderlei Luxemburgo. O treinador parece ser o único disposto a aceitar o “pojeto”, já que sempre fez questão de frisar que o Flamengo para ele era sempre uma convocação. Porém, pode pesar contra a forma que o treinador saiu em sua última passagem, onde disse que ninguém da diretoria sabia nada (o que se confirmou nos anos seguintes).

Vanderlei acumula três passagens pelo Flamengo, duas passagens rápidas em 91 e 95, e as duas mais recentes, entre 2010 e 2012 e 2014 a 2015. Essas últimas, com bons resultados no primeiro semestre e queda de produção na sequência.

Na primeira, depois de capitanear o time que se livrou do rebaixamento em 2010, foi o técnico do “Bonde do Mengão sem freio”, liderado por Ronaldinho Gaúcho, que ficou quase seis meses sem derrota, venceu o carioca, mas terminou em quarto lugar no Brasileiro. Nessa passagem, ele acabou demitido no início de 2012 após desavenças com a direção do clube.

Na segunda, pegou um time na zona de rebaixamento do, terminou o campeonato em 10º lugar, mas ficou marcado pela eliminação no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil para o Atlético-MG. Foi demitido em 2015, após não conquistar o Campeonato Carioca e somar apenas um ponto em três rodadas do Brasileirão. Também saiu cuspindo maribondos. Seus números nas últimas passagens:

Anos Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
2010–2012 Flamengo 73 35 27 11 60,3%
2014–2015 Flamengo 59 34 11 14 63,8%

O Flamengo tem pela frente 13 jogos pelo Brasileiro, e pode chegar à 3 jogos pela Copa do Brasil. Nas últimas 2 passagens de Luxemburgo, o retrospecto inicial foi o seguinte:

Anos Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
2010–2012 Flamengo 20 12 5 3 68%
2014–2015 Flamengo 20 10 3 7 52%

Repetindo o aproveitamento de 2010, o Flamengo poderia chegar à 72 pontos no Brasileiro. Já pelo aproveitamento de 2014, terminaríamos o ano com 65 pontos.

(Não custa dizer, que são números, considerando cenários completamente diferentes. Mas que podem nortear a decisão acerca de mudar ou não o comando.)

Mas o fato, e este é imutável, é que o Flamengo precisa mudar. Transformar o investimento em resultados, transformar um grupo de jogadores em um time vencedor, e para isso, já dizia o filósofo: É impossível alcançar resultados diferentes, fazendo a mesma coisa sempre.

Outros nomes podem ser alternativas, como Levir Culpi, Abel Braga, Dorival Júnior, mas é pouco provável que algum desses aceite um contrato pelo período de três meses. Barbieri se perdeu após a Copa do mundo, e os resultados despencaram. Mantê-lo, pode ser um prova de confiança da diretoria no trabalho do treinador, assim como a pá de cal sobre as possibilidades de conquistar um título esse ano.

A bola está quicando. Alguém vai ter que chutar. Que não seja um dos atacantes do flamengo, pois assim ficará difícil de acertar o alvo. Seria essa a hora de um novo projeto? Ou até mesmo de um “pojeto”?

SRN!

Jerônimo Simeão Júnior

Comente no Twitter usando a #ColunaDoJJConcorda ou Discorda? Comente, cornete e se gostar: Divulgue! Ah! e se quiser saber mais sobre o Mengão segue lá no Twitter @JeronimoSJunior! É Mengão 24 horas por dia!

24 Comentários

  • Para esses tres ultimos meses,tem que ser o Luxa mesmo.o unico que pode chegar e dar uma sacodida nesse time frouxo…

  • Dos técnicos disponíveis sem duvida é a melhor opção, aliás pra mim pela característica de sacudir o elenco, existem hj três opções: Luxa, Abel, Felipão e Renato Gaúcho. Os demais são todos iguais aos que nós já temos. Como o Luxa é que está disponível seria excelente para o momento.

  • É técnico de tiro curto mesmo… Começa bem e quando cai, que não tarda, desaba! Para o fim de ano, e só!, de repente vale…

  • Faca de dois gumes….demite desanda aí vem a pergunta…e agora José? Se não demiti cai na morosidade e desanda do mesmo jeito….odeio demissões de treinadores,pra mim é sempre um passo atrás….mas com a iminente derrocada na temporada acho quase inevitável…luxa seria um remédio daqueles a moda da vovó….amassa umas ervas mistura com mel e fica bom…por quanto tempo é q é o X da questão..

  • Sem duvidas projeto longo com Abel Braga, muito melhor que o Gaucho Renato, conseguiu fazer o Flu jogar sem jogadores e da muita chance a base.

  • Seja quem for que vier,ainda mais se for um medalhão que não tem medo de cara feia,as mocinhas do elenco, principalmente os líderes,vão reclamar de ter que trabalhar e acabar a molezinha que eles tanto gostam e estão acostumados…que merda virou esse clube!

  • Luxemburgo tem a capacidade de mexer com os brios dos jogadores. Nessa reta final ele seria primordial na mudança de postura do time.
    Barbiere tem que mudar sua forma de montar o time. Coloca o Paquetá na frente, deixa o Arão no seu lugar e com certeza o time irá melhorar. Quem assistiu a segunda partida do Flamengo e Cruzeiro viu que funciona perfeitamente. Só que o animal colocou o Vitinho de Centroavante. Barbiere tem que mudar as peças e o esquema. Pelo amor de Deus. Qualquer torcedor com esse time, consegue fazer ele jogar.

  • Mano do céu: o Ano acaba na semana q vem se perder p gambá. Aí, nÃO FAZ DIFEREn”CA O tÉCNICO, pq o brasileiro esse time de fropuxo já entregou. Triste.

  • Barbiere realmente se perdeu, foi até onde podia. Se o substituto for Wanderley Luxemburgo deverá ser restrito ao time principal, sem pitaco na base, se não todos serão empresariado por alguém dele. Ficaria com Barbieri até dezembro, para mim só milagre salva o Flamengo esse ano.

  • Não ganha nada decente há mais de uma década, não conseguiu exito algum nos últimos times que passou, se vier um cara desses é pra jogar de vez o resto do ano fora….

  • O time não confia mais no treinador. Palavras do Arao” estamos cansados de jogar bem e não ganhar”
    Sem mais…

  • Eu acho uma sacanagem o que estão falando do “profexô”, eu queria ver o Luxa com um time como esse do Flamengo, com Bons jogadores. Nas suas últimas passagens ele pediu jogadores e deram perebas. Com algumas peças ele deixou o Flamengo 6 meses sem perder. Ele é vitorioso, veja a carreira do cara, além de tudo, rubro-negro.

  • Já era para ser contratado há muito tempo! Experiente e acredito que dará certo no Flamengo! Barbieri poderia ser o auxiliar!

  • Criação de sites e aplicativos para celular