Edmundo vê Paquetá com personalidade e focado no Flamengo: “Não vai tirar o pé”

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

O Flamengo vendeu Lucas Paquetá para o Milan, da Itália, por 35 milhões de euros — cerca de R$ 150 milhões. No entanto, o clube recebeu bastante críticas após o vazamento do negócio, pois, na visão de parte da imprensa e da torcida, o rendimento do jogador poderia cair, por estar focado no time italiano. Para o ex-jogador Edmundo, isso não vai acontecer.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos, para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir! 


Apesar de ter assinado contrato e ter que se apresentar em janeiro de 2019 no rossonero, Paquetá ainda poderá entrar em campo nos últimos dez jogos do Mengão na temporada. Por isso, no programa Expediente Futebol, da FOX Sports, Edmundo relembrou sua época de jogador, quando também foi vendido no decorrer de um Brasileirão, e aproveitou para elogiar o camisa 11 da Gávea.

Em 1997, fui vendido antes do Campeonato Brasileiro, joguei todo o Brasileiro e acabei campeão e artilheiro. Não tem essa que o cara vai tirar o pé. É besteira. É da característica individual de cada um. Tem gente que tira o pé sempre. Não é o caso do Paquetá, que, no momento em que o Flamengo oscilou, a torcida o vaiou, ele se expôs excessivamente, queria fazer a dele, do Diego, do Everton Ribeiro. É coisa da idade, do ímpeto. É coisa, também, de quem gosta do clube, quem passou uma vida ali. Não tem nada a ver ele ter sido vendido antes —, disse o ex-jogador.

Lucas Paquetá vai estar em campo neste sábado (13), para disputar um dos maiores clássicos do Brasil, o Fla x Flu. A partida, que é válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, terá início às 17h (horário de Brasília) e vai ser disputada no Maracanã. Até então, cerca de 45 mil ingressos foram vendidos para o confronto e todos bilhetes destinados à Nação foram esgotados, restando apenas para o lado tricolor.

Veja também

  • Edmundo me surpreendeu como comentarista está sempre sendo sensato e entende muito de futebol. Ele sabe o que é jogar no Flamengo e a pressão que é. Não é como o Juninho que deixa a rivalidade sobrepor a sensatez. Parabéns Edmundo!

Comentários não são permitidos.