Nicola pede Diego no banco, e comentaristas concordam: “Se ele entrar, o Paquetá recua”

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Após receber muitas críticas, o Flamengo venceu o Corinthians, no último sábado (06), e voltou a sonhar com o título do Campeonato Brasileiro. No entanto, a lesão na coxa de Diego Ribas tem feito parte da torcida e também da imprensa, projetá-lo entre os reservas quando estiver à disposição de Dorival Júnior. O jornalista Jorge Nicola falou sobre o assunto no programa Bate-Bola Debate, da ESPN.

O meia-armador foi contratado em meado de 2016, para ser o dono do meio-campo rubro-negro. Porém, depois de um início promissor, o camisa 10 tem oscilado bastante o seu desempenho. Por isso, para Nicola, Diego tem que ficar no banco de reserva quando se recuperar da lesão.

O Diego vai ser uma dor de cabeça para Dorival. Existe um ponto. O Dorival está naquela de conquistar o grupo e não vai dar para conquistar o grupo o tempo inteiro. Parece ter ganho o Vitinho, mas, para mim, o Diego quando voltar tem que ficar no banco. Se o Diego entrar, o Paquetá recua e fica longe do gol —, disse o opinador.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos, para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


O fato de Lucas Paquetá ter que atuar mais recuado para poder jogar ao lado de Diego, faz com que, para muitos, a jovem promessa não desempenhe um bom futebol. Por isso, o narrador Rômulo Mendonça citou que o experiente jogador de 33 anos tem que mudar de posicionamento, caso queira voltar a brigar por um lugar entre os titulares.

— Para a função que o Diego exerce, só se ele tivesse uma mudança de posicionamento. Isso que tem que ser buscado para ele. Não há muita alternativa… —, disse o locutor.

Após as opiniões dos comentaristas, o apresentador do programa, Bruno Vicari, questionou a todos da mesa redonda, sobre quem acredita que Diego Ribas deve ser banco quando retornar da lesão. O próprio apresentador e os comentaristas: Nicola, Rômulo Mendonça, Celso Unzelte e Leonardo Bertozzi levantaram os braços, sendo unânime, entre eles, que o atleta tem que ficar entre os reservas.

Sem Diego, mas com Lucas Paquetá, o Flamengo volta a campo no próximo sábado (13), contra o Fluminense. A partida é válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro e vai ser disputada no Maracanã. O jogo terá início às 17h (horário de Brasília) e só a vitória interessa para as pretensões do Rubro-Negro, que está em terceiro, com 52 pontos, e a quatro do líder Palmeiras.

Veja também

  • O mesmo vale para o “caçador de borboletas” do gol do Flamengo. César estava num momento melhor, quando teve que sair pra ele entrar, porque “tem mais nome” mas não é aquilo tudo que se pensava. Agora acontece o mesmo. César foi bem contra o Corínthians, e se mantiver a boa performance, merece a condição de titular. Doa a quem doer. Os melhores sempre têm que estar em campo. Cantarelli era um excelente goleiro, e cria da base. O Flamengo trouxe o Raul, que acabou virando titular porque era melhor. O melhor, no momento, é César.
    E se o time “encaixar” sem Diego, paciência. É banco. Digo e repito, Dorival não é Barbieri.

  • vou dar uma sugestão o Fla entraria com Cesar, Pará, Leo Duarte, Rever e Rene; Cuellar (5), Diego (8) e Paquetá (10), Everton Ribeiro (7), Uribe (9) e Vitinho (11), resta saber se o Diego saberá desempenhar a função do Arão e vai marcar junto do Cuellar

  • Isso é verdade, não dá pra sacrificar jogadores melhores só para acomodar o Diego no time, que sequer vem sendo muito decisivo durante a temporada.

  • Será q o Dorival é mais dos muitos técnicos submisso à nomes ?

Comentários não são permitidos.