Em coletiva, Dorival repete que apesar do vice, “o Flamengo está preparado para alcançar títulos”

FOTO: CARLA ARAÚJO/COLUNA DO FLAMENGO

O Flamengo de Dorival Júnior conquistou uma vitória sobre o Cruzeiro, neste domingo (25), pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, mas não conquistou o principal objetivo da competição: ser campeão. A taça ficou nas mãos do Palmeiras, que triunfou sobre o Vasco, em São Januário. Após o duelo contra a Raposa, o comandante da equipe rubro-negra valorizou a campanha do clube desde que chegou e lamentou o confronto direto com o líder, no Maracanã, em que as equipes ficaram no 1 a 1. No entanto, afirmou algo que repetiu em outros trechos da entrevista: o Flamengo está pronto para ser campeão.

— Nesse período em estou aqui, há 11 rodadas, fizemos um campeonato semelhante ao do Palmeiras. Teve aquele jogo no Maracanã, mas se o torcedor do Flamengo tinha alguma dúvida quanto à qualidade do time, acabou. O Flamengo tem uma equipe preparada para vencer.

Dorival também fez questão de ressaltar a vontade demonstrada pela equipe durante as partidas. De acordo com o técnico, que não permanecerá para a temporada de 2019, o trabalho adotado no clube será base para que o Flamengo solte o grito de campeão no futuro, por aquilo que foi construído nessas 11 partidas.

— Sempre fizemos jogos muito consistentes, o time sempre mostrou muita gana. Acabou não acontecendo, mas saímos com uma equipe muito fortalecida. O Flamengo está preparado para alcançar títulos. O Flamengo está preparado para ganhar, podem aguardar. Daqui a pouco vamos ver como esse trabalho está dando base para conquistas futuras.

Apesar da confirmação do segundo lugar na tabela de classificação, o Flamengo volta a entrar em campo pela 38ª e derradeira rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo (02). O Mais Querido apenas cumpre tabela, já que não pode ganhar e nem perder posições, enquanto seu adversário, o Atlético-PR, ainda tenta conseguir uma vaga na Copa Libertadores da próxima temporada. Os dois rubro-negros iniciam o duelo a partir das 17h (horário de Brasília), no Maracanã.

13 Comentários
  • Falta muita, mas muuuuuuita coisa ainda. A verdade é que nunca estivemos próximos de ganhar nada esse ano, vim aqui e disse exatamente isso durante a pausa da Copa, inclusive fiz sugestões em várias matérias, mas muitos torcedores resultadistas vieram dizer que eu tava querendo tacar fogo em tudo sendo que estávamos na liderança, que eu estava querendo tumultuar o ambiente, etc.

    Pois então, o resultado, nada surpreendente, tá aí, e mais uma vez, graças à ilusão e ao oba-oba (inclusive por parte de quem tem o poder da caneta, pasmem), somos todos obrigados a ver um time paulista conquistando essa merda de campeonato, o quinto nessa década.

    • Vamos ficar chateados, mas colocar a cabeça no lugar e repensar o ano, de forma organizada e
      coerente, tem que ser o ponto de partida para o próximo ano.
      É claro que estivemos muito próximos de ganhar este campeonato. Ficamos 5 pontos à frente do
      segundo colocado (tal como em 2011), mas pecamos, sobretudo, pela inexperiência de um técnico
      promissor (Barbieri), que não teve pulso para manter Thuler na zaga, depois da copa e viu Réver dar
      muito mais gols aos adversários, do que fazer. Também viu Diego Ribas, Paquetá e Diego Alves
      caírem de produção, e não mexeu na equipe. Barbieri fez um rodízio catastrófico com
      centroavantes, sem considerar a necessidade de entrosar um deles e constatar que Dourado não
      serve. Bastou trazermos um técnico mais experiente, e a equipe mostrou outra cara. Infelizmente,
      quando Dorival chegou, o Palmeiras já havia se encontrado e o Mengão já amargava a quarta
      colocação.
      O plantel deve ser modificado para 2019 e até o técnico poderá ser outro (mas gostei do comando
      de Dorival). Tem muita gente boa que não apresentou nem vai apresentar nada de bom no clube.
      Acho que é o caso de Rômulo, Dourado e Geuvânio. Outros, como Juan, Réver e Pará, já estão
      visivelmente em final de carreira e não podem ser titulares de uma equipe que ambiciona títulos,
      como a do Mengão. Não sabemos o futuro do irregular Moreno, de Trauco e do decepcionante
      Diego Alves. Paquetá fará sua última partida pelo clube, no próximo domingo. Os garotos Ronaldo,
      Sávio e Klebinho não conseguiram se firmar na equipe principal e poderão ser negociados, até
      porque vem outra geração que está pedindo passagem, como Lucas Silva, Dantas, Gabriel Vitor, etc,
      além do excelente Lincoln. Arão, quem diria, se reegueu e já é apontado como a mude
      Tem muita coisa para ser resolvida até o próximo ano, principalmente a presidência. O clube,
      fazendo as devidas dispensas, poderá fazer grandes contratações e qualificar mais ainda a equipe

      • Estar 5 pontos à frente só significa algo se o campeonato estiver nas rodadas mais avançadas do segundo turno, e no caso em questão, no fim do PRIMEIRO turno nós já estávamos 4 pontos atrás do SPFC.

        Não adianta transferir a responsabilidade para esses indivíduos, Barbieri já era pedra cantada, todo mundo sabe o que acontece com treinador jovem, sem tamanho e sem respaldo dos dirigentes: se submete à panela e não tem tranquilidade para tomar as decisões corretas em momentos decisivos e/ou de grande pressão, mas o Bandeira foi na onda do “vamos levando”, e assim o fez. Diego não caiu de produção, já começou a temporada jogando absolutamente nada, até por isso foi tão “perseguido” (pra dizer o mínimo) no incidente do aeroporto, sem contar que não tinha feito gol em um time grande sequer antes do Grêmio no meio da semana; Diego Alves só comprometeu de fato em um jogo do campeonato: contra o Ceará, somente. Paquetá teve sua queda mais acentuada (assim como uma clara mudança de postura em campo) justamente quando foi vendido, mais um ato de amadorismo com o carimbo presidencial/sóflariano.

        Isso tudo sem mencionar os erros estrondosos de planejamento, como já mencionado com técnicos, que resultou no Bandeira empurrando o Carpegiani e o Barbieri com a barriga até perder tudo que tinha pra perder; e também no que se diz respeito a elenco, sendo que o elenco até hoje tem problemas que já estão por aqui há quase dois anos, e os problemas deixados pelos jogadores que saíram no meio do ano, que demoraram uma eternidade para repor, mesmo com a parada da Copa. Jogamos em casa contra o SPFC (e perdemos) com Rômulo e Marlos Moreno em campo, porque o departamento de futebol ficou completamente parado durante o intervalo de um mês (Lomba, por exemplo, tava ocupado demais tirando fotinha na Rússia com a camisa da seleção) qua do deveria estar se preparando para o resto do campeonato e aquela “final” contra o SPFC, resultado: Piris da Motta sequer pôde ser inscrito na Copa do Brasil e Vitinho já chegou no Flamengo quando a bomba já tinha começado a explodir, sendo que ele era, em tese, o jogador que chegava com a responsabilidade de resolver e, como você sabe bem, isso não aconteceu, talvez até mesmo pela pressão advinda dessa responsabilidade, resultando no rendimento fraco dele durante o comando do Barbieri. O resto está aí para todo mundo ver.

  • VTNC essa cambada de come e dorme. 90% de jogadores acostumados a derrotas. Esse meu Flamengo de hoje só tem jogador dando desculpa atrás de desculpa pelos vacilos. Depois ficam chorando. Vão todos p pqp

  • SÁBIAS PALAVRAS DO TÉCNICO DOURIVAL JUNIOR LÓGICO QUE NOS TORCEDORES DO FLAMENGO GOSTARÍAMOS DE ESTÁ FESTEJANDO O TITULO ,ATÉ MESMO PORQUE VIVERMOS UMA SECA DÊ TÍTULOS , NESSES ÚLTIMOS 06 ANOS FORAM APENAS 01 COPA DO BRASIL E 02 CAMPEONATOS CARIOCAS,POUCO PARA UM TIME DA GRANDEZA DO FLAMENGO.
    Se lembrarmos que até pouco tempo atrás nós flamenguistas iniciava brasileiro e terminava brasileiro brigando para não cair para segunda divisão, sonhar com uma vaga na libertadores era praticamente impossível.
    Vejamos o desempenho do flamengo nos últimos brasileiros ,digo últimos 06 anos.
    Ano 2013 ficamos o campeonato todo brigando para não cair para segunda divisão e terminamos o ano na 16º posição ,se livrando do rebaixamento na última rodada, com 45 pts, ano 2016 foi a mesma coisa a diferença foi que terminamos o ano na 10º posição com 52 pts, no ano de 2015 foi um pouco melhor terminamos em 10º colocado com 49º pts.
    Já no ano de 2016 brigamos pelo titulo até a últimas rodadas e terminamos em 03º com 71 pts, e no ano passado de 2017 ,também brigamos pelo titulo até as rodadas finais e terminamos o ano na 06º colocação e neste ano brigamos pelo titulo desde o inicio do campeonato até hoje, e garantimos o segundo lugar da competição hoje estamos com 72, se vencermos o próximo jogo chegamos aos 75 pts.
    Já vamos para 03º edição da libertadores seguida.

    Sinto que estamos próximo de alcançarmos titulos importantes para o clube como Brasileiro ,Libertadores e Mundial de Clubes.

    Observação: Penso que o maior erro do flamengo nesse período de 06 anos foi a falta de manutenção da comissão técnica,pois se levarmos em conta que foram 14 técnicos na frente do flamengo num período de 06 anos e muito.
    A manutenção da comissão técnica e fundamental para se conquistar títulos de expressão como Brasileiro,Libertadores e Mundial de Clubes , essa politica que o flamengo e muitos clubes do Brasil tem de que de demitir o técnico apos perder 01,02,03 jogos , impede que o futebol brasileiro e de seus clubes chegue ao nível desejado.

  • Você está certo Dourival , o flamengo fez uma ótima campanha no brasileiro e seus números são ótimos ,fui contra a demissão do Paulo Cesar Carpegianei, da mesma forma fui contra a demissão de Mauricio Barbieri, e da mesma forma sou contra a não renovação de seu contrato, sou a favor da manutenção do técnico na frente da equipe.
    Esse negocio de o time perder 01,02,03 e a primeira coisa a se fazer e demitir o técnico tem que acabar no Brasil e no Flamengo.

  • Estão criticando o Dorival mas o trabalho foi excelente, vocês queriam o que, que ele transformasse o time num time imbatível?! o mal do Flamengo não foram esses jogos no comando do Dorival, mas sim na insistência burra da diretoria em manter o Barbiere, todo resultado negativo era a mesma ladainha “temos que sair dessa situação, não podemos errar mais” um cara que não tinha respaldo nenhum pra bater de frente com o time, passou o DNA de acomodado pro time, quero saber em que mundo o Barbiere teria coragem de barrar Diego Ribas e o Diego Alves, vi uma matéria do Landim que ele mata a charada, o Flamengo não é time pra ter técnico promissor, o Flamengo não é time pra fazer experiências, é time pra ter um cara carimbado, que impõem respeito, agora é esperar uma nova gestão menos passiva no futebol, na parte administrativa ta tudo lindo, mas no futebol deixando a desejar e muito.

  • Para quem disse que Renato Gaucho nao vale R$ 900 mil para ele e seu auxilar que ele esta se achando (campeao da copa do brasil 2016 e campeao da libertadores em 2017) alem de 2 otimas campanhas nos brasileiro de 2017 e 2018 (com um elenco de refugos e um ou outro otimo jogador da base) e serio que acham pouco o que ele fez?
    E pedir o Abel Braga (que dissem esta pedindo R$ 780 mil pro santos pra ele e mais dois) o que abel braga fez nestes ultimos 6 anos ganhou o que? Montou que time que enchia os olhos ao ver jogar? Salvar o flumimense da queda nao e merito e obrigacao. Jair ventura e o ze ricardo conseguiram levar botafogo e vasco pra libertadores com eles no minimo iguais ao do fluminense e marcelo oliveira esta fazendo mesmo que abel braga livrar o fluminense de um rebaixamento.

  • Todo ano essa historinha e BLA BLA BLA! Quando realmente o Clube de Regatas do Flamengo vai voltar a levantar TROFÉUS IMPORTANTES? Meu maior medo é que o Flamengo passe um jejum de títulos como grêmio passou durante 15 ANOS.

  • Dorival fez um trabalho excelente, mas que começou tarde demais. Deveria ter a chance de continuar, agora começando o ano e tendo a oportunidade de selecionar com quem quer trabalhar. O Flamengo precisa de laterais, um zagueiro, um meia e um centroavante matador. Quem sabe um goleiro mais experiente pra fazer sombra a César, e evitar que ele tenha o mesmo fim de Paulo Victor e Alex Muralha. Não precisamos mais de muito jogador que só está lá fazendo número, alguns deles “insatisfeitos” com a reserva, quando não existe cláusula de titularidade em seus contratos. Então, que vão cantar em outra freguesia.

    Sou totalmente a favor que Dorival permaneça em 2019. Mostrou serviço e autoridade. Merece continuar pela dedicação que teve, e pela chacoalhada que deu nesse elenco sonolento, e não pode ser responsabilizado pelas pixotadas de Pará e Paquetá (Palmeiras), Diego Alves (Ceará) e Vitinho (São Paulo). Chega desse cuzinho doce do Renato, que fala do Flamengo mas quer mesmo é ficar no Grêmio.. Por mim, Dorival fica.

  • Criação de sites e aplicativos para celular