Flamengo empata com o Fluminense na Gávea e conquista Torneio OPG

FOTO: STAFF IMAGES / FLAMENGO

Este foi o quinto título do time de juniores do Flamengo na temporada. A taça do Torneio Octávio Pinto Guimarães se junta às da Copa São Paulo, Campeonato Estadual, Taça Guanabara e da Trofeo Dossena (na Itália). No jogo de ida, o Mengão havia batido o Fluzão nas Laranjeiras por 1 a 0. Neste sábado, o quadro se satisfez com o empate sem gols. Confira abaixo as últimas notícias, de acordo com o Oddsshark.com.

Prêmios pagos (segundo o Oddsshark.com):

Pode soltar o grito da garganta: “é campeão”!

O placar exato de 0 a 0 gerou R$ 6,50 / um para os apostadores, de acordo com as casas de apostas.

Na categoria “intervalo / final do jogo”, o “empate / empate” rendeu R$ 6,00 / um.

Na modalidade “hipótese dupla”, “Fluminense ou empate” pagou R$ 1,83 / um, segundo o Oddsshark.com, enquanto que “Flamengo ou empate” deu R$ 1,28 / um, pois o rubro-negro era o favorito.

Colocou uma boa grana no bolso quem disse que teríamos menos de 2,5 gols na peleja: R$ 1,90 / um.

Finalmente, na opção “empate anula a aposta”, o montante investido foi devolvido a quem fez as aplicações.

Clique neste link do Oddsshark.com para mais informações.

Flamengo 0, Fluminense 0

A tarde de forte calor na Cidade Maravilhosa e as precárias condições do estádio José Bastos Padilha afugentaram a torcida. O embate foi feio, com poucas chances de gol.

Logo aos 8’ minutos do primeiro, Pablo cruzou e Luiz Henrique, da marca de pênalti, isolou. Aos 14’, os visitantes assustaram duas vezes. Zé Ricardo e Macula obrigaram Hugo Souza a fazer duas boas defesas.

Nos primeiros movimentos do segundo período, Bill teve oportunidade clara mas seu chute passou raspando o travessão. O jogo se arrastou pelo meio de campo e tivemos algumas entradas duras. O Pó de Arroz reclama de pênalti não assinalado pela arbitragem.

O Mengão segurou a pressão e o ímpeto tricolor e aguardou o apito final para comemorar.

Clique neste link do Oddsshark.com para mais informações.

Ficha técnica:

FlamengoHugo Souza; Klebinho (Aderlan), Nathan, Patrick e Pablo; Henrique (Hugo Moura), Matheus Alves e Luiz Henrique; Lucas Silva (Wendel), Bill (Yuri) e Vitor Gabriel (Michael Rangel). Técnico: Márcio Torres.

FluminenseHeitor; Diogo (Wisney), Higor, Geovani e Cesar; Caio, Denilson e Zé Ricardo (Nascimento); Leandro (Gabriel Capixaba), Macula (Lucas) e Dudu (Samuel). Técnico: Leo Percovich.

LocalGávea.

Cartões AmarelosDenilson, Gabriel Capixaba, Henrique, Lucas, Matheus Alves, Patrick e Yuri.

A campanha:

O Flamengo entrou em campo onze vezes ao longo do Torneio Octávio Pinto Guimarães. Nós fomos campeões obtendo seis vitórias, quatro empates e apenas uma derrota. Foram vinte e um gols marcados apenas cinco concedidos. Veja a lista das batalhas abaixo:

1ª Fase:

  • 4×0 Audax – c

  • 1×1 Nova Iguaçu – f

  • 7-0 Carapebus – c

2a Fase:

  • 0-2 Olaria – f

  • 2-1 Madureira – c

  • 1×0 America – f

  • 1×1 Olaria – c

  • 0x0 Madureira – f

  • 4-0 America – f

Final:

  • 1×0 Fluminense – f

  • 0x0 Fluminense – c

Histórico

Disputado pela primeira vez em 1971, o Botafogo se tornou o primeiro campeão da competição que homenageia o ex-dirigente do velho esporte bretão.

O torneio só voltou a acontecer em 1981 e o Vasco da Gama foi o melhor da edição daquele ano e faturou o bicampeonato em 1982. Em 1983, o Botafogo deu a volta olímpica. Os primeiros títulos do Flamengo vieram em 1984 e em 1985. O Campo Grande foi o primeiro pequeno a dar a volta olímpica, em 1986.

Entre 1987 e 1992, o certame não aconteceu. Em 1993, o Urubu voltou a ficar com a taça. No ano seguinte, o OPG não fez parte do calendário da federação.

O Vasco da Gama subiu no lugar mais alto do pódio em 1995 e dividiu as honras em 1997 com o Botafogo. Em 1996, a campeã foi a Portuguesa. Em 1998, o Gigante da Colina voltou a receber a medalha de ouro.

O Fluminense só comemorou sua primeira conquista em 1999 e foi seguido por CFZ do Rio (em 2000), Olaria (em 2001), Bangu (2003), Cabofriense (2004) e Olaria (2005). Em 2002 o certame não aconteceu e os grandes voltaram a dominar em 2006, com uma nova conquista do Flamengo.

O Urubu voltou a voar alto em 2007, 2011, 2012, 2014, 2016 e 2018 e é o maior campeão com dez conquistas. O Botafogo, com os títulos de 2013, 2015 e 2017 é o segundo maior vencedor com seis troféus junto do Vasco da Gama, que também comemorou em 2009.

Para fechar a lista, o Fluminense terminou em primeiro em 2008 e o Nova Iguaçu em 2010.

Classificação geral

1º Flamengo – Campeão. 
2º Fluminense
3º Olaria
4º Madureira
5º Vasco da Gama
6º Audax Rio
7º Botafogo
8º America
9º Nova Iguaçu
9º Serra Macaense
11º Duque de Caxias
12º Boavista
12º Bangu
14º Carapebus
14º Tigres
14º Sampaio Corrêa

Veja também