Flamengo não consegue vencer no Brasileiro quando sofre gols de ex-jogadores do clube

FOTO: GETTY IMAGES

Durante a derrota para o Botafogo, no Nilton Santos, no último sábado (10), o Flamengo teve esperanças de reverter o resultado no momento em que Vitinho foi às redes, fazendo valer a famosa Lei do Ex e diminuindo a contagem para 2 a 1. Não foi o bastante para virar ou sequer empatar o jogo, mas novamente trouxe à tona a máxima de que os times sempre sofrem contra seus ex-atletas. Com o Rubro-Negro, não é diferente.

Com 34 partidas disputadas pelo Campeonato Brasileiro deste ano, o Flamengo sofreu cinco tentos de atletas que já atuaram no clube da Gávea, anotados por Diego Souza (São Paulo), Everton (São Paulo), Canteros (Chapecoense), Jael (Grêmio) e Gerson Magrão (América-MG). Em absolutamente nenhuma das partidas, o Rubro-Negro conseguiu sair de campo com a vitória.

O gol de Everton selou a derrota rubro-negra por 1 a 0 no Maracanã, enquanto Diego Souza marcou na volta, em placar que ficou no 2 a 2, mesma contagem contra o Coelho de Gerson Magrão, dentro do Independência. Canteros foi às redes na Arena Condá, em partida que terminou em 3 a 2 para a Chapecoense, e por fim, Jael abriu o caminho para o triunfo gremista sobre o Rubro-Negro, na Arena do Grêmio, por 2 a 0.

Por outro lado, dos jogadores que atualmente são comandados por Dorival Júnior na equipe da Gávea, apenas dois marcaram contra ex-equipes: Dourado anotou duas vezes, um contra o Cruzeiro, em vitória por 1 a 0 no Maracanã, e outro sobre o Fluminense, de pênalti, no clássico do primeiro turno, vencido pelo Fla por 2 a 0. Vitinho, por sua vez, além de ter marcado contra o Botafogo, fez gol também no Internacional, em derrota no Beira-Rio por 2 a 1.

0 Comentários
Criação de sites e aplicativos para celular