Flamengo não tem jogador entre os dez mais decisivos do Brasileirão; Paquetá é o melhor colocado

FOTO: GILVAN DE SOUZA / FLAMENGO

O Flamengo briga pelo título do Campeonato Brasileiro, mesmo com os dois empates seguidos na competição — contra Palmeiras, 1 a 1, e São Paulo, 2 a 2. Porém, algo chama a atenção no Rubro-Negro: apesar de ser o melhor ataque, o Fla não tem jogador entre os mais decisivos do torneio nacional.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Ao lado do Palmeiras, o Fla já marcou em 51 oportunidades. Porém, se formos considerar assistências e bola na rede, o artilheiro do campeonato, Gabriel, também conhecido como Gabigol, é quem mais foi decisivo: 16 gols e duas assistências, 18 participações ao todo. Logo atrás, vem Dudu, com 17 participações: seis tentos e 11 passes para companheiros marcarem.

Lucas Paquetá é o atleta do Rubro-Negro melhor posicionado no ranking. O meia-atacante, que atuou em diversas partidas como uma espécie de segundo volante, aparece na 11ª posição. Ao todo, o jogador teve 11 participações, sendo dez gols e uma assistência. Chama atenção, o fato dele estar atrás de Roger Guedes, que não disputa o Brasileiro desde a 12ª rodada, quando foi vendido para o Shandong Luneng, da China.

Outro fator que chama a atenção, é que o Flamengo não é responsável por ser o time que melhor distribui os gols em seu elenco. A equipe que mais tem gols espalhados entre seus atletas, é o Grêmio: 19 jogadores diferentes balançaram as redes. Atlético-PR é a segunda, com 18, enquanto Flamengo e Palmeiras tiveram 17 nomes marcando nas redes dos adversários.

Veja a lista dos onze atletas mais decisivos:

1° – Gabriel, Santos: 18 (16G + 2A)
2° – Dudu, Palmeiras: 17 (6G + 11A)
3° – Ricardo Oliveira, Atlético-MG: 16 (11G + 5A)
4° – Pablo, Atlético-PR: 14 (12G + 2A)
5° – Diego Souza, São Paulo: 14 (11G + 3A)
6° – Nico López, Internacional: 14 (9G + 5A)
7° – Pedro, Fluminense: 12 (10G + 2A)
8° – Yago Pikachu, Vasco: 12 (9G + 3 A)
9° – Roger Guedes, na China: 12 (9G + 3A)
10° – Arrascaeta, Cruzeiro: 12 (6G + 6A)
11° – Lucas Paquetá, Flamengo: 11 (10G + 1A)

Veja também

  • Agora separem gol inútil ( gol de honra em derrotas, ou terceiro ou quarto gol numa goleada) dos gols que garantem uma vitória ou empata um jogo que tava quase perdido, deem peso aos gols

Comentários não são permitidos.