Último título de expressão do Flamengo completa meia década

FOTO: RICARDO MORAES / REUTERS / VEJA

O Flamengo vive o maior jejum de títulos importantes desde a sua “Geração de Ouro“, quando conquistou o Campeonato Brasileiro em 1980, além da Libertadores e do Mundial em 1981. São cinco anos sem triunfar em uma competição expressiva. A última foi no dia 27 de novembro de 2013, quando o Rubro-Negro venceu a Copa do Brasil.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Naquela temporada, o time, que terminou o ano sendo comandado por Jayme de Almeida, teve uma boa campanha na competição. Na primeira fase, o Rubro-Negro foi até Belém-PA, visitar o Clube do Remo, e venceu por 1 a 0, com gol de Rafinha. Na partida de volta, Hernane, o “Brocador“, brilhou e foi o responsável por anotar os três gols da partida, na vitória por 3 a 0.

Na segunda fase, o Flamengo foi até Campina Grande, na Paraíba, duelar diante do Campinense. O Fla venceu por 2 a 1, placar que foi repetido no cotejo de volta. Depois, o Mais Querido enfrentou o ASA de Arapiraca, em Alagoas, quando venceu, fora de casa, por 2 a 0 e, como mandante, por 2 a 1. Até então, nenhuma partida havia sido disputada no Maracanã, que estava sendo preparado para a Copa das Confederações.

No sorteio das oitavas de final, o Flamengo pegou o Cruzeiro, que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2012 e 2013. No Mineirão, o placar foi de 2 a 1 para os Celestes, com direito a gol de Everton Ribeiro, na época cruzeirense. Na partida de volta, no entanto, em um jogo tenso, o Mengo se classificou após Elias marcar o tento da vitória, aos 43 minutos da segunda etapa. O 1 a 0 classificou os cariocas, pelo critério do gol qualificado.

Nas quartas de final, o Flamengo duelou com o Botafogo, que vivia grande fase naquele ano. Com dois jogos no Maracanã, o Rubro-Negro ficou no empate de 1 a 1 contra o Alvinegro, na primeira partida. Contudo, no segundo e decisivo confronto, o Fla não tomou conhecimento e goleou o rival por 4 a 0, com três gols de Hernane “Brocador“. O resultou apontou, de vez, o Mengo como candidato ao título da Copa do Brasil.

Embalado na competição, o Flamengo pegou o Góias na semifinal, em um jogo que prometia ser acirrado. Não à toa, o atacante Walter, na época defendendo o clube esmeraldino, provocou o Rubro-Negro afirmando que iria “deitar e rolar” no cotejo. Porém, lesionado, o principal jogador do time goiano não entrou em campo, e o Fla venceu as duas partidas, no Serra Dourada e no Maracanã, por 2 a 1.

Após passar por todas as fases, havia chegado a grande final. O Atlético-PR, que estava embalado no Campeonato Brasileiro e também na Copa do Brasil, foi o adversário. No confronto de ida, em um jogo bastante disputado, as equipes não passaram de um empate de 1 a 1, com Amaral fazendo o gol dos cariocas. No segundo e decisivo embate, com o Maracanã lotado, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0, com gols de Elias e Hernane, se sagrando o grande campeão da Copa do Brasil de 2013. O último título importante do Mais Querido.

Jayme de Almeida, que assumiu o comando da equipe antes das quartas de final, foi um dos grandes responsáveis pelo triunfo rubro-negro. Além dele, Elias, um dos melhores jogadores daquele time, comandou o meio-campo do Fla. Hernane, artilheiro da Copa do Brasil daquele ano, com oito gols, terminou a temporada como o grande responsável do ataque flamenguista.

  • Copa Ouro? Belo título relevante. Vocês são uma piada, mas das mais ruins, sem graça kkkkkkk

Comentários não são permitidos.