De Rafael a Bruno Henrique: Flamengo busca reforços, mas acumula recusas

FOTO: YURI SOBRAL/COLUNA DO FLAMENGO

Por: Igor Dorilêo e Venê Casagrande

Com um dos maiores poderios financeiros do futebol brasileiro, a expectativa para a atuação do Flamengo nesta janela de transferências é grande. No entanto, a diretoria rubro-negra tem encontrado muitas dificuldades de acertar com reforços. Enquanto os rivais já possuem alguns nomes, o Fla só acumula recusas. Apesar do novo presidente Rodolfo Landim ter prometido três reforços engatilhados antes mesmo de ser eleito, nenhum nome foi anunciado até agora.

Ainda antes das eleições, no início do mês de dezembro, a antiga gestão foi atrás de Rafael, lateral direito do Lyon, da França. A investida foi revelada pelo próprio jogador, em entrevista aos canais Esporte Interativo. Apesar de considerar a proposta boa, o atleta não só recusou, como manifestou preferência por Botafogo, time do coração, e Fluminense, clube que o revelou.

Outras negociações tiveram início com a diretoria passada e desfecho negativo com a atual gestão. Foi o caso de Matías Vargas, meia do Vélez Sarsfield. O “hermano” já era observado pelo departamento de futebol antes da eleições, porém a proposta só aconteceu nos últimos dias. O Fla fez uma oferta considerada alta, mas o clube só aceita a saída do jogador pelo valor da multa.

Caso semelhante ao de Dedé, do Cruzeiro. Segundo Itair Machado, vice-presidente de futebol da equipe mineira, o Flamengo acenou com uma proposta em que os valores girariam entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões. A revelação foi feita em entrevista ao site Hoje Em Dia. Essas cifras não convenceram a cúpula cruzeirense a negociar o zagueiro, que é constantemente convocado para a seleção brasileira.

A linha ofensiva do Fla também foi alvo de investidas. A mais forte delas sobre Pablo, que foi o artilheiro do Athletico Paranaense na temporada. Em negociação que era dada como encaminhada, o Rubro-Negro chegou à mesa com 6 milhões de euros (R$ 26 milhões), valores não aceitos pelo Furacão. Posteriormente, o atacante foi vendido ao São Paulo por 7 milhões de euros (R$ 33 milhões).

Talvez quem tenha chegado mais perto de ser anunciado como reforço do Flamengo foi Bruno Henrique. O atacante do Santos já havia entrando em um acordo com o Rubro-Negro, mas precisava da liberação do Peixe. Para isso acontecer, o clube carioca pagaria 4 milhões de euros (R$ 18 milhões), e ainda cederia Rômulo e Matheus Sávio. Porém, o técnico Jorge Sampaoli chegou à Vila e pediu a permanência do atleta, sendo atendido.

Gabigol e renovação de Diego Ribas como negociações em curso

A próxima esperança de reforço para o time rubro-negro está depositada em Gabigol. Após grande temporada com a camisa do Santos, quando acabou como artilheiro do Brasileirão e da Copa do Brasil, o jogador vinculado à Inter de Milão, da Itália, vê com bons olhos uma permanência no Brasil. Diante disso, a diretoria do Fla tem o atacante como primeira opção para o ataque.

Além disso, o clube trabalha também em renovações. Diego Ribas, por exemplo, pode ter seu futuro desenhado nesta sexta-feira (21). Djair Ribas, pai e empresário do meia, se reúne com a diretoria no Ninho do Urubu. Outro que teve a permanência confirmada nesta semana foi Willian Arão, volante que conta com o apoio de Abel Braga, treinador para 2019, e até aqui única aquisição feita pelo Flamengo nesta janela de transferências.

Veja também

  • O Flamengo precisa fazer suas negociações de forma discreta, sigilosa, assim como tem sido a postura do Palmeiras, que vem anunciando seus reforços depois que as tratativas já se consolidaram. Da forma como vem acontecendo, com vazamentos inclusive de valores oferecidos, não conseguirá contratar nomes importantes para suprir as carências do time.

  • O pior é que de concreto so a saída de Rever (sem reposição). Com certeza vai atrapalhar a formação do time para 2019, pois acarretará no desnível fisico/técnico de jogadores chega do depois dos demais. Agravado pelo fato que o elenco tem que contar com bons jogadores suplentes para formar o time “b” ,pois não se ganha campeonatos sô com o time titular.É o que está fazendo o Palmeiras, contratando jogadores jovens com talento para formar o time “B” e fazer sombra para os medalhões. O flamengo poderia ter contratado nesse linha, Ramires (gremio) polivante que joga como 2 volante , meia pela direita (reserva para Everton) e lateral, sornoza do flu, habilidoso, jogador da seleção equatoriana, jogou libertadores,bate bem faltas, e nao custaram milhoes e estava no nosso “quintal”. Será que di serve medalhões???

  • Por que outros Clubes contratam. ( Vasco, Palmeiras, S. Paulo, Corinthians ) e o Flamengo não? Chama- se incompetência, diretoria de Mérida.

  • Temos outras carências muito mais urgentes que um atacante.

  • São muito idiotas essa gente. Falam que os outros times se reforçaram e o Flamengo não, porém, não sabem esses idiotas que as contratações desses times não servem nem pra lavar o Manto Sagrado, quanto mais jogar no Flamengo. Kkkkk Esses perebas são oferecidos aos montes ao Flamengo todos os dias.

Comentários não são permitidos.