Renovação contratual de Willian Arão é discutida em transição de diretorias no Flamengo

Com a eleição de chapa da oposição no último sábado (08), a transição de diretoria do Flamengo já foi iniciada. Junto a isso, a nova cúpula rubro-negra também tem de planejar o elenco do futebol para o próximo ano, e a renovação contratual do volante Willian Arão está entre as pautas discutidas. Marcos Braz, vice de futebol, e Luiz Eduardo Baptista, mais conhecido como “Bap”, participam do processo para tratar do assunto pelo grupo de Landim, enquanto Ricardo Lomba, Carlos Noval e Bruno Spindel estão envolvidos pelo lado da gestão que deixará o clube.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Conforme noticiado anteriormente pela reportagem do Coluna do Flamengo, extensão de vínculo com o camisa 5 já era estudada pela gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Sendo assim, a ideia está sendo repassada aos novos comandantes, que vão decidir se seguem em frente para a manutenção do atleta.

Com contrato até dezembro de 2019, Willian Arão é um atleta que desperta interesse de diferentes clubes no futebol nacional. Internacional e Santos são equipes que já tentaram tirar o volante da Gávea. Porém, quem esteve mais perto disso foi o Olympiacos, da Grécia. Em julho, o clube europeu chegou a ter negociações bem encaminhadas para contratar o jogador, pagando cerca de R$ 10 milhões ao Fla. Contudo, nos últimos detalhes, a transação acabou fracassando por tributos que seriam cobrados no salário de Arão.

Em três temporadas no Flamengo, Arão foi titular absoluto em 2016 e 2017, chegando a ser capitão da equipe durante a passagem de Zé Ricardo como treinador. No ano atual, ele passou boa parte da temporada no banco de reservas, mas na reta final do Brasileirão reassumiu a posição entre os 11 iniciais, sob o comando de Dorival Júnior, encerrando 2018 com 32 jogos e dois gols marcados.