#Retrospectiva2018: A precoce despedida de um Garoto do Ninho

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Por: Carla Araújo

O choro de Vinicius Jr. ao vivo, em entrevista à TV Globo, ao final do jogo entre Flamengo e Paraná, no dia 10 de junho, foi provavelmente um dos momentos  mais marcantes do ano. O Garoto do Ninho estava se despedindo do Rubro-Negro para se apresentar ao Real Madrid, da Espanha. Sua última partida foi três dias depois, contra o Palmeiras. Vinicius foi vendido ao clube europeu em 2017, mas só iria para lá quando completasse 18 anos. Em julho, a jovem promessa saiu do Brasil em definitivo, deixando torcedores com saudade, mas prometendo um dia voltar para encerrar a carreira no Fla.

Em pouco tempo, Vinicius Jr. se tornou o xodó da torcida rubro-negra. Ter crescido nas categorias de base do Flamengo não era o único motivo para isso. Com um ano nos profissionais do clube, foram 69 partidas, somando 14 gols e cinco assistências (Campeonato Carioca, Brasileiro, Copa do Brasil, Primeira Liga, Sul-Americana e Libertadores). O Garoto do Ninho jogou um total de 3.362 minutos, sendo titular em apenas 29 dos jogos disputados. Nos outros 40, Vinicius entrou enquanto a bola já estava rolando. Os dados são dos sites OGol e Transfermarkt.

https://youtu.be/-tlROJ4Bukk

* Reprodução / TV Globo

A PASSAGEM PELO FLA

Protagonista da chamada “Geração 2000”, Vinicius Jr. passou na peneira do Flamengo em 2010, já sendo tratado como futuro craque desde o início. Aos 13 anos, era o principal jogador dos infantis do Rubro-Negro. Em 2015, foi campeão da Copa Votorantim, equivalente ao Brasileiro da categoria. O atacante subiu aos juvenis em 2016, mesmo um ano mais novo do que o limite determinado. Vinicius marcou dez gols, sendo também o principal em assistências, conquistando, então, o Campeonato Carioca Sub-17.

No entanto, a fama de Vinicius veio mesmo após a participação na Copa São Paulo de Futebol Junior, em 2017. Foram quatro gols e cinco assistências em sete jogos da Copinha. Foi um dos destaques do torneio, com apenas 16 anos, três a menos do que a idade máxima permitida. Já nessa época, as atuações de destaque chamavam a atenção de clubes europeus. Foi, então, que o Flamengo firmou o primeiro contrato profissional, assim que o jogador completou a idade mínima determinada pela legislação. A multa era de 30 milhões de euros e o contrato válido até 31 de julho de 2019.

Vinicius Jr. comemora gol pelo sub-20 do Fla, na Copa São Paulo

No início de 2017, Vinicius Jr. foi chamado para realizar alguns treinos com os profissionais do Flamengo. Sua integração (como camisa 20) ao elenco principal aconteceu em maio, mesmo mês em que foi vendido ao Real Madrid. O clube europeu levou o atacante por 45 milhões de euros, proposta superior à de 25 milhões oferecida pelo Barcelona. Em nota oficial, o clube da Gávea informou que a obrigação de venda era em julho de 2018, quando seria maior de idade. Apesar de poder ficar até 2019, o Real pediu a ida do jogador já no meio deste ano.

Vinicius estreou como profissional pelo Fla em 13 de maio de 2017, contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão. Em junho, diante do Avaí, o atacante começou, pela primeira vez, como titular. O primeiro gol do camisa 20 na equipe principal veio em 9 de agosto, na goleada por 5 a 0 em cima do Palestino, do Chile. No mesmo mês, atuou por 90 minutos e fez dois gols (duelo contra o Atlético-GO). Diante do Fluminense, pelo jogo de volta da Sul-Americana, Vinicius era reserva e entrou quando o Flamengo perdia por 3 a 1. Foi responsável indiretamente pelos dois gols que levaram ao empate e, consequentemente, à classificação.

Foi em 2018 que o jogador começou a ter mais oportunidades. Vinicius fez dois gols na vitória do Flamengo em cima do Emelec, fora de casa. Com isso, se tornou o mais jovem a marcar pelo Rubro-Negro em uma Libertadores. Pelos profissionais, o camisa 20 conquistou a Taça Guanabara 2018. Decisivo, deixou o Fla sendo, até então, o artilheiro do clube no ano. A ida para Madri aconteceu no dia 14 de julho de 2018. Foi a segunda maior venda da história do futebol brasileiro, perdendo apenas para a de Neymar, quando este deixou o Santos.

Vinicius Jr. foi muito decisivo em sua passagem pelo time profissional do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O ADEUS

Vinicius Jr. fez sua última partida no Maracanã em 10 de junho. Pelo Fla, o jogo de despedida foi três dias depois. Logo após, veio a parada para a Copa do Mundo. O garoto completou 18 anos no dia 12 de julho. Ficou decidida, então, a data de ida para Madri: 14 de julho. No dia 26 de junho, no entanto, ele concedeu, aos jornalistas, uma entrevista coletiva de adeus. Vinicius chegou ao CT acompanhado de familiares e representantes. O atacante falou com os companheiros e com todos os funcionários do clube, antes de ir à sala de imprensa. Sem conseguir conter as lágrimas, disse:

– Consegui realizar meus sonhos dentro do Flamengo. Eu fugia de casa com meu pai para ver o Flamengo jogar. Estar saindo do maior clube do mundo não tem explicação. Eu saio honrado, feliz e muito agradecido. Tudo o que aprendi foi aqui, dentro e fora de campo. Sou Flamengo desde pequeno e sempre foi meu sonho vestir essa camisa. Hoje estou me despedindo desse clube que fez de tudo por mim. Me despeço para ir em busca do meu sonho e também realizar todos os sonhos que tenho na vida.

Na coletiva de despedida, Vinicius Jr. não segurou a emoção (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)