Dois gols e uma (quase) assistência: Bruno Henrique salva o Flamengo em 49 minutos e mostra cartão de visita

Por: Higor Neves e Venê Casagrande

FOTO: GAZETA PRESS

Bruno Henrique chegou ao Flamengo na última quinta-feira (26) e, em campo, bastaram 49 minutos para o atacante mostrar  que chega para acirrar a briga pela titularidade. Acionado no segundo tempo do clássico contra o Botafogo, o atleta marcou dois gols e foi responsável por uma assistência para o “quase gol” de Gabriel, fatos que o credenciaram como melhor jogador do clássico.

Estreando em situação adversa, uma vez que o Fla perdia o jogo por 1 a 0 quando ele foi acionado, Bruno Henrique não sentiu o peso e marcou dois gols num espaço de tempo inferior a dez minutos, quantidade que, na temporada passada ele precisou de 32 jogos para atingir.

O primeiro tento saiu após escanteio cobrado por Everton Ribeiro, o camisa 27 se antecipou à zaga e cabeceou no canto oposto para vencer o goleiro Gatito. No segundo, o atleta contou com um pouco de sorte e, após bate rebate, encheu o pé para colocar o Flamengo na frente do placar.

Além dos dois gols, Bruno Henrique teria também uma assistência na conta, não fosse erro de arbitragem. Isso porque, após boa arrancada, o atacante passou para Gabriel Barbosa estufar as redes. Entretanto, o lance acabou impugnado por impedimento mal assinalado.

FELICIDADE POR ESTREIA E CONFIANÇA PARA BOA TEMPORADA

Brilhando logo na estreia, Bruno Henrique não escondeu a felicidade após o triunfo. Além de comemorar o êxito no primeiro jogo pela equipe, o atleta destacou a importância de seguir trabalhando forte, criando expectativa para a sequência da temporada.

– Queria agradecer a Deus, minha família, esposa, filho… A dificuldade que passei ano passado, só eles sabem. Estou tentando retomar o que eu faço, o que fiz em 2017. Graças a Deus, o convite do Flamengo foi feito. Fiquei muito feliz. É o Mengão, não tem como. E hoje pude estrear fazendo dois gols. Estrear com dois gols vai ficar marcado para o resto da minha vida. Agora é continuar trabalhando, porque o ano está só começando.

MORAL COM O PROFESSOR

Abel Braga foi um dos grandes entusiastas da contratação de Bruno Henrique e, após ver o atacante decidir o clássico logo na estreia, destacou a importância do atleta para o elenco: “O Bruno Henrique deu uma opção tática muito interessante. Posso te garantir que foi o primeiro nome que pedi”. 

– Lembro do gol do Bruno Henrique contra o Fluminense no ano passado. No primeiro ataque do Santos, se você lembrar, ele recebeu em diagonal, matou no peito e fez o gol. Um jogador do tamanho dele, com presença de área, e velocidade é sensacional. Não tem a finalização do Vitinho, mas tem faro de gol. Inclusive o árbitro pediu desculpa para ele, que é tão rápido e achou que estava impedido. Ele nem treinou com a equipe. Como ele fez dois gols, vocês estão dando moral. Ele está de parabéns, como todos estão –, completou o treinador.

CONFIRA OS NÚMEROS DE BRUNO HENRIQUE

Gols: 2
Finalizações certas: 2
Finalizações erradas: 2
Passes para finalização: 1
Passes certos: 9
Passes errados: 2
Desarmes: 1
Faltas sofridas: 1
Faltas cometidas: 2
Impedimento: 1
Cartão amarelo: 1

*Dados retirados do Footstats

MAPA DE CALOR:

Bruno Henrique assumiu a ponta esquerda em sua estreia (heatmap: Footstats)

Veja também