Gustavinho se irrita com treinador do AEK por comemorar antes do final do jogo: “Me sinto envergonhado por ele”

FOTO: DIVULGAÇÃO / FLAMENGO

Enquanto o futebol do Flamengo não entrou em campo neste final de semana, o basquete rubro-negro representou o clube na final do Intercontinental, uma espécie de Mundial. No entanto, após vencer o campeão da G-League da NBA, Austin Spurs, por 90 a 58, a equipe carioca enfrentou o time grego AEK e saiu derrotado por 86 a 70. Porém, uma atitude do treinador da equipe adversária irritou Gustavo De Conti.

A quatro segundos para o final da partida, o treinador do time europeu, o italiano Luca Banchi, pediu um tempo quando sua equipe vencia por 16 pontos de vantagem e chamou o presidente do clube para celebrar a conquista inédita na história. A ação do comandante deixou Gustavinho irritado, que viu o ato como uma falta de respeito e lamentou o ocorrido.

— Eu me sinto envergonhado por ele. Eu jamais faria algo desse tipo. É uma tremenda falta de respeito com a outra equipe. No Brasil, às vezes isso acontece, mas o regulamento é outro, e o saldo de cestas é critério de desempate. Em uma situação como a de hoje, em uma final, com 16 pontos na frente, quatro segundos faltando, chamar um tempo e pedir para o presidente descer até a quadra para comemorar com o time? Acho que mesmo se eu estivesse na beira do abismo, prestes a ser mandado embora, eu teria algum caráter e não teria coragem de fazer isso. Alguma coisa deve estar faltando para ele -, desabafou Gustavo, em coletiva após a partida.

O treinador da equipe europeia, por sua vez, foi questionado na coletiva pós-jogo e se defendeu. Na visão de Luca, sua atitude não era para desrespeitar o Flamengo, mas sim para enaltecer o presidente do AEK pela conquista do título. Por fim, o comandante italiano pediu desculpas ao Rubro-Negro.

Eu não tive a intenção de ofender ninguém, mas não estaríamos aqui se não fosse por nosso presidente. Peço desculpas, mas é uma figura muito importante para todos nós e achei que não haveria problema chamá-lo à quadra faltando quatro segundos para o fim do jogo -, afirmou Banchi.

Veja também